Guia para curtir Berlim além do muro – vol. 2

Data

02 de October, 2017

Share

Bauhaus Archiv – Dedicado a manter viva a história da maior e mais importante escola de design do mundo, o Arquivo Bauhaus é parada certa para que gosta de arte. Localizada ao sul do Tiegarten, o prédio já faz menção à criatividade ligada a Bauhaus desde que é avistado. A exposição do acervo deles é dedicada a trabalhos desenvolvidos pelos alunos durante o período áureo da escola, com professores como o próprio Gropius, Mies e Kandinsky. Há também exposições temporárias. A loja na saída tem desde objetos incríveis e caros de design do mundo todo, até uma vasta seleção de pôsteres lindos por módicos 5 euros. Endereço:Klingelhöferstraße 14, Tiergarten. Horários: quarta a segunda, das 10 às 17h. Não abre às terças-feiras.

Bauhaus Archive. Foto: divulgação

Museu Judaico – Projetado pelo arquiteto judeu Daniel Liebeskind, tem uma grande e interativa exposição sobre a história e a cultura judaica, mas o que chama atenção mesmo é o hall de acesso entre o edifício antigo e o anexo novo. Dividido em 3 eixos que se cruzam, mostra através de uma experiência sensorial os caminhos traçados pelas famílias européias durante a Segunda Guerra: o exílio, a continuidade e o  holocausto. Não deixe também de fazer um pit stop no restaurante. Além da boa comida, tem um grande pátio envidraçado muito bom para experimentar a deliciosa torta de ruibarbo. Endereço:Lindenstraße 9-14, Kreuzberg. Horários: segunda, das 10 às 22h; demais dias, das 10 às 20h.

IMG_5347

Hamburger Bahnhof – A antiga estação de trem, bem ao lado da novíssima Hauptbahnhof, foi transformada em museu de arte contemporânea, com um acervo impressionante, e abriga ainda exposições enormes de grandes nomes da arte alemã e mundial. Se você é dos que gosta de carregar peso, na loja de livros de arte deles dá para perder horas. Endereço: Invalidenstraße 50-51, Mitte. Horários: terça, quarta e sexta a domingo, das 10 às 18h; quinta até às 20h. Não abre às segundas.

IMG_8076

Auguststrasse – O Mitte, onde tudo acontece, é também o point das galerias de arte mais bacanudas da cidade. A Auguststrasse, em especial, reúne muitas, e as melhores delas. No mesmo quarteirão, quase vizinhas, ficam as que mais gostamos: a KW e a Me Collectors.

C/O Berlin. Foto: divulgação

O C/O Berlin é uma das principais galerias de fotografia de Berlim e, talvez, do mundo. A galeria, fundada em 2000, não tem fins lucrativos. Abriga simultaneamente até três exposições em salas com estilo minimalista dos anos 1950, espalhadas em seus dois andares. Além do espaço expositivo, a C/O Berlin conta com um ótimo café e uma livraria dedicada à fotografia, claro, de tirar o fôlego. Endereço: Hardenbergstraße 22-24, Charlottenburg. Horários: diariamente das 11 às 20h.

Außenansicht Bunker. Foto: © NOSHE. Sammlung Boros.

A galeria de arte Sammlung Boros fica num antigo bunker construído em 1942 numa caixa de concreto de 5 andares, ocupando uma área de 3 mil metros quadrados. Em 2003 o o publicitário Christian Boros comprou o espaço para abrigar sua coleção de arte e, também, servir de sua moradia. Em 2007 a galeria abriu suas portas ao público com uma exposição de duração de 4 anos com um belo apanhado da arte contemporânea, incluindo obras de artistas como Olafur Eliasson, Sarah Lucas e Elizabeth Peyton. Por lá somente visitas guiadas agendadas previamente. A visita é concorrida e quando visitamos o local o agendamento foi feito com quase três meses de antecedência. Endereço: Reinhardtstraße 20, Mitte

Sammlung Hoffmann. Foto: LAX to DCA

Outra coleção particular aberta para visitação pública é o Sammlung Hoffman. A Sra. Erika Hoffmann desenvolve a cada ano uma curadoria inteligente e provocativa sobre sua vasta coleção, abrindo as portas da sua residência aos sábados para exibi-la ao público. Com sorte, é possível encontrá-la entre um salão e outro. Com simpatia e sensibilidade, ela não se importa em interagir com os convidados. Nas conversas fica claro o propósito da Sra. Hoffmann: transformar arte privada em pública mais no sentido político e social do que artístico. Vale a pena a visita e é necessário agendar a visita, que sempre acontece aos sábados, via telefone ou email. Endereço: Sophienstraße 21, Mitte.

O AGORA é um coletivo que busca discutir as interações artísticas por meio do trabalho em grupo. Nele funcionam estúdios, residências de artistas, ateliês para workshops e discussões, e claro, exposições. Localizado em Neukölln, o AGORA esconde outras maravilhas, um café e um restaurante, onde servem eventualmente brunch e almoço. Antes de visitar, confira a programação no site. Às vezes é possível assistir uma performance ou intervenção artística antes de matar sua fome. Endereço: Rollbergstrasse, 26 – Untergeschoss

Data

02 de October, 2017

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter