De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Podcast: Jogo do Cop #8 - Overturismo

Quem escreveu

Renato Salles

Data

30 de November, 2018

Share

O mundo está muito cheio. Para onde quer que você vá, tem gente, muita gente. E tudo bem. É um ótimo sinal que a gente esteja viajando mais, interagindo mais, aprendendo mais com os outros. O problema é quando todo mundo vai para os mesmos lugares ao mesmo tempo. Em Veneza, os cruzeiros despejam diariamente muito mais gente do que as ilhas comportam. Na Espanha, locais fazem manifestações contra os turistas. Na Holanda, autoridades estão adotando medidas para frear a chegada dos viajantes. O termo overtourism (ou overturismo, em português), que se espalhou pelo mundo em 2018, define o impacto negativo que o turismo pode ter nos lugares quando toma proporções não sustentáveis.

Todo mundo que viaja já sentiu alguma vez os sintomas do overturismo: é a fila monstruosa nos parques de Orlando, é a impossibilidade de ver de perto a Monalisa no Louvre, é a decepção absoluta com um paraíso como a Maya Bay, na Tailândia. Só que ao mesmo tempo que estamos incomodados, somos também a causa. Será que estamos viajando demais? Ou será que estamos só viajando errado? Mas se for esse o caso, o que seria viajar certo?

Eu já tinha falado sobre o assunto no Chicken Wings #23 (aliás, já assinou nossa newsletter?), tomando como referência uma matéria que o jornalista Daniel Nunes escreveu para o Estadão. Mas lá eu só tinha conseguido arranhar o assunto, e achei nada menos que justo que a gente voltar para discutir o overturismo no podcast. E não tem jeito melhor de falar de alguma coisa do que com quem entende do assunto. Por isso, para o Jogo do CoP #8, temos a companhia do próprio Daniel para trazer um pouco de luz para tantas dúvidas!

Links úteis para o Jogo do CoP #8

A origem do termo overtourism
World Travel & Tourism Council – campanha ‘Is it too much to ask?
Fodors – No List 2018
Leave No Trace – Social Media Guidance
Site: How to avoid other tourists – Amsterdam
Livro: Johan Idema – How to be a better tourist
12 horas em Anchorage, Alaska
Uakari Lodge
Expedição Katerre
Sesc – Turismo Social
WWOOF – World Wide Opportunities in Organic Farms

Assine o Jogo do CoP

Google Podcasts
Itunes Podcasts

*Foto do destaque: Pixabay

Quem escreveu

Renato Salles

Data

30 de November, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.