De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Guia: Lisboa para se perder entre ladeiras e literatura

Quem escreveu

Livia Aguiar

Data

20 de July, 2018

Share

Fuja das baladas topzera da beira do Rio Tejo para encontrar os bares e casas de shows frequentados por portugueses e estrangeiros que moram em Lisboa. A cidade tem muitas associações culturais, que são centros culturais administrados por um grupo de pessoas, geralmente sem fins lucrativos. Só prepare-se para ficar defumada, porque em Portugal as pessoas fumam dentro de muitos estabelecimentos, especialmente à noite.

Galeria Zé dos Bois: Centro cultural SUPER MEGA legal que tem shows ótimos, galeria de arte, festinhas… os cartazes nas paredes já vão gritar que é uma casa com público de maioria LGBT (e amigos). São dois espaços, um maior (onde ocorrem os shows e tem a galeria de arte) e outro menor, com mais cara de casa-que-virou-balada. Se eu morasse em Lisboa, certamente iria sempre. Confira qual será o melhor dia da programação quando estiver em Lisboa e apenas vá

Ah, aliás, eu vi o Fado Bicha lá no ZDB. O Fado Bicha é um show de apresentado pela drag queen Lila Fadista, que canta canções tradicionais de fado com letras adaptadas à realidade LGBT, com muito humor e ativismo. Conheça o Fado Bicha e descubra onde Lila Fadista cantará enquanto você estiver na cidade.

Tejo BarBar bem pequeno e íntimo na Alfama, que não tem nada a ver com os outros bares da Alfama. É onde vários músicos que vivem ou estão de passagem em Lisboa vão dar uma palhinha depois de tocar em outros lugares. Só começa a esquentar lá pelas 22h, 23h e vai até 2h da manhã ou mais.

É uma questão de sorte porque você nunca sabe quem vai aparecer pra tocar. No Tejo Bar, não se bate palmas, esfrega-se as mãos, como nos espetáculos de fado. Todos estão convidados a começar a cantar ou tocar, há um piano e outros instrumentos à disposição, mas muitos músicos também levam os seus próprios. Na noite que fui, uma cantora de fado deu uma canja incrível que nos fez chorar, uma dupla cigana tascou um tango no violino e acordeom e músicos de vários países diferentes tocaram música brasileira, da tropicália ao samba, improvisando juntos.

Quando a noite tá muito animada, a galera segue com a jam no largo de uma igreja ali próxima, que aliás tem uma vista linda de Lisboa. É frequentado por ninguém mais ninguém menos que Madonna. Pois é. Vá e tente a sorte, quem sabe ela (ou outros músicos foda) estão por lá?

Damas: Bar-boate que tem shows legais, djs de músicas do mundo e onde eu vi uma sessão coletiva de chatroulette (sim, aquele site que mostra pessoas aleatórias do mundo todo e onde costumam aparecer muitos pintos inesperados). Foi hilário! Bebidas a preço bom, excelente curadoria de música e de frequentadores, rs. Um lugar pra ir sozinha ou acompanhada, pra paquerar, fazer novos amigos, dançar, beber e ficar de boas.

Casa Independente: Excelente curadoria de shows! Quase todas as bandas que vão ficar famosas no mundo passam por lá. Além disso, fica num casarão lindíssimo na praça Martim Moniz, com muitos ambientes, decoração com móveis antigos, bons drinks e um terracinho super agradável pra passar as noites quentes do verão lisboeta. Fique de olho na programação e não deixe de visitar!

Crew HassanAssociação cultural ótima. À noite vai parecer que está fechada, mas não deixe de se aproximar mesmo assim. Durante o dia e começo da noite, a parte de cima tá aberta pra drinks e comidinhas. O salão fica com as luzes acesas até mais ou menos meia noite. Depois disso, os donos convidam as pessoas que estiverem lá a descer e aparentemente fecham o Crew Hassan, mas é mentira!! Embaixo, meu bem, tem um pub super descolado, uma sala com mesas para os amigos conversarem e algumas mesas de pingue-pongue e uma outra sala que é um inferninho com djs ótimoooos! Recomendo muito, foi onde comemorei meu aniversário.

Quem escreveu

Livia Aguiar

Data

20 de July, 2018

Share

Livia Aguiar

Lívia viaja em busca de histórias, sabores e experiências diferentes em todo lugar que vai, seja um vilarejo de 50 habitantes ou uma megalópole de 21 milhões. Mineira de Belo Horizonte, já deu a volta no mundo sozinha, morou em Assunção, São Paulo, Cidade do México e Óbidos, tem um bom humor matinal insuportável e acha que pra viajar basta sair de casa aberta para experimentar algo novo - na nossa própria cidade ou do outro lado do mundo. Escritora, jornalista e blogueira no www.eusouatoa.com.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.