De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Guia: Lisboa para se perder entre ladeiras e literatura

Quem escreveu

Livia Aguiar

Data

20 de July, 2018

Share

O metrô da cidade vai até o aeroporto, uma maravilha! A passagem custa €1,45. Você precisa comprar um cartão (de papel) numa máquina e recarregá-lo.

O metrô é bom e fácil de usar (compre o bilhete na máquina com cartão ou dinheiro), tem muitas linhas de ônibus, trem que sai do Cais do Sodré até Belém é ótimo… mas andar à pé é excelente. Mesmo com as subidas e descidas, muitas vezes compensa mais andar, tanto por causa do tempo que o metrô demora e porque a cidade é muito deliciosa para conhecer à pé.

Já o bonde tradicional (que eles chamam de elétrico)… é bonito, típico e tal, mas achei caro (€2,90) por um serviço que nem anda muito, além de sempre ter muita gente na fila para entrar nele. O governo aumentou o preço devido à alta demanda turística, e eu não achei que valia a pena.  Ainda sim, sempre era muito simpático encontrá-lo nas ruas e acabei criando a (péssima) paródia “Vamos pegar o primeiro bonde com destino aos Prazeres” (ler com ritmo de Pense em Mim, de Leandro e Leonardo). Também tem o elétrico moderno, que parece um metrô de superfície que anda nas ruas normais – é mais barato e menos cheio que os antiguinhos de madeira e integram com os outros serviços de transporte da cidade.

Uma corrida de Uber do centro até o aeroporto é barato (entre 7 e 10 euros), vale a pena se você estiver com malas, em 3 pessoas ou mais ou se seu avião chegar em horário sem transporte público (o metrô abre às 6h30 e fecha 1h AM todos os dias, que maravilha!).

Logo no aeroporto tem um guichê da Vodafone, onde você pode comprar um sim card para celular. O melhor plano para quem é turista é o YOU, pré-pago que você pode escolher quantos GB por quinzena você vai assinar. O pré com 3gb a €8,50 por quinzena é mais que suficiente para quem é turista – e inclui 500 minutos ou SMS para você poder ligar pros restaurantes e reservar mesa, por exemplo.

Melhor levar euros comprados no Brasil, nem toda casa de câmbio troca reais.

Muitos estabelecimentos só aceitam dinheiro, não vá achando que vai dar para usar cartão de crédito em todo lugar. Supermercados de rede costumam aceitar cartão, ainda bem.

Vinho é super barato no supermercado e pode beber na rua sem problemas. Isso significa que… piqueniques! Especialmente no verão! Leve vinhos para os miradouros, para o parque, para a beira do rio Tejo… não faltam espaços de contemplação na cidade. A rede de supermercados Pingo Doce é a com melhores preços para vinhos, frequentemente com promoções. Minha amiga Raquel Sodré deu a melhor dica para escolher qual vinho comprar: aquele que for muito mais caro e estiver em promoção, hehehe. No Pingo Doce dá para achar vinho de 6, 7 euros que tá em promoção a 2, 3 euros. Não paguei mais de 3 euros por garrafa e todos os vinhos que comprei eram melhores que os vendidos no Brasil a 40 reais.

Sim, é impossível estar sóbria em Portugal.

*Foto: David Marcu no Unsplash

Quem escreveu

Livia Aguiar

Data

20 de July, 2018

Share

Livia Aguiar

Lívia viaja em busca de histórias, sabores e experiências diferentes em todo lugar que vai, seja um vilarejo de 50 habitantes ou uma megalópole de 21 milhões. Mineira de Belo Horizonte, já deu a volta no mundo sozinha, morou em Assunção, São Paulo, Cidade do México e Óbidos, tem um bom humor matinal insuportável e acha que pra viajar basta sair de casa aberta para experimentar algo novo - na nossa própria cidade ou do outro lado do mundo. Escritora, jornalista e blogueira no www.eusouatoa.com.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.