Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.
As boas do fim de semana no Rio de Janeiro: 12.07

As boas do fim de semana no Rio de Janeiro: 12.07

Data

11 de July, 2019

Share

Maglore e Vanguart

O grupo Maglore | Foto: Duane Carvalho.

Para comemorar os dez anos de carreira, a banda baiana Maglore preparou um show especial no qual repassa músicas de toda a sua discografia. A estreia da apresentação, em São Paulo, foi registrada no recém-lançado DVD “Maglore ao vivo” e agora chega ao Rio. Na Fundição Progresso, o quarteto composto por Teago Oliveira (guitarra e vocal), Lelo Brandão (guitarra, synth e vocal), Lucas Gonçalves (baixo e vocal) e Felipe Dieder (bateria) desfia os sucessos de todos os álbuns de sua trajetória, além do mais recente “Todas as bandeiras” (2017). Na mesma noite, o grupo Vanguart sobe ao palco e faz o show do seu álbum autoral “Beijo Estranho” (2017), além de uma reedição de canções mais antigas, como “Meu Sol”, “Mi Vida Eres Tu” e “Estive”.

Maglore e Vanguart. Sexta-feira (12.07), às 22h. Ingressos a partir de R$ 50, aqui.
Fundição Progresso. Rua dos Arcos, 24 – Lapa.

Rio Maravilha – Festival de Inverno

O cantor Jorge Ben Jor | Foto: divulgação

Não há limites para a mistura musical na atual edição do Festival do Inverno, e isso é bom. Até domingo, atrações do rap e do samba, do rock e do sertanejo passam pela estrutura montada na Marina da Glória. A programação é louvável. Na sexta-feira compartilham o mesmo palco Jorge Ben Jor, Marcelo D2 e Zeca Pagodinho. No sábado, Nando Reis, Raimundos, Barão Vermelho e Biquíni Cavadão. No domingo, Marília Mendonça e Ferrugem.

Rio Maravilha | Festival de Inverno. Sexta-feira (12.07), sábado (13.07) e domingo (14.07), a partir das 21h. Ingressos a partir de R$ 65, aqui.
Marina da Glória. Avenida Infante Dom Henrique, s/nº – Aterro do Flamengo.

Festival Pirâmide Perdida

Akira Presidente, em show no Circo Voador | Foto: I Hate Flash

Para comemorar os quatro anos do selo/gravadora, o time da Pirâmide Perdida brota de novo no Circo Voador para a segunda edição do festival. O esquema é o mesmo de antes, com a lona ocupada por shows, hip hop e grafite. Para quem curte rap, a programação traz pérolas deste universo: destaque no palco, Febem mostra pela primeira vez seu cabuloso “Running”; e Akira Presidente bota pra jogo “Nandi”, com as participações de Ainá, Baco Exu do Blues e BK’. Entre os shows, uma equipe de DJs se reveza nas carrapetas.

Festival Pirâmide Perdida 2019. Sábado (13.07), às 21h. Ingressos a partir de R$ 50, aqui.
Circo Voador. Rua dos Arcos, s/nº – Lapa.

Peraí, que tem mais

Saudades das quintas de samba? Então desaudade-se. Nesta quinta-feira, a batucada rola no terraço do bacanérrimo Selina Lapa, com o grupo Samba Que Elas Querem. A marca Biombo participa do evento, expondo algumas peças para venda. Bom demais.
Samba Que Elas Querem. Quinta-feira (11.07), às 18h. Gratuito, com nome aqui.
Selina Lapa. Largo da Lapa, 9 – Lapa.

Até o fim do mês, Maria Bethânia segue com o show “Claros breus”: todas as quintas-feiras, no Manouche. O formato é intimista, e inclui canções que não costumam figurar no repertório da baiana, com músicas inéditas de Adriana Calcanhoto, Chico César, Roque Ferreira e Flávia Wenceslau, Lenine, Suely Costa, Chico Buarque, Caetano Veloso, entre outros. Os ingressos estão esgotados, mas pode ser possível achar desistentes aqui, ó.
Maria Bethânia. Quinta-feira (11.07), às 21h. Ingressos (esgotados) a partir de R$ 175, aqui.
Manouche (Casa Camolese). Rua Jardim Botânico, 983 – Jardim Botânico.

Gira e faz girar a roda da vida que gira. Desde as rodas das barras das saias que vieram de África. Desde a roda da vida que roda e gira. No show “Roda a baiana”, Mariene de Castro passeia por um repertório de samba de roda, roda de jongo e folclore baiano.
Mariene de Castro. Sexta-feira (12.07), às 21h. Ingressos a partir de R$ 35, aqui.
Imperator. Rua Dias da Cruz, 170 – Méier.

Taí um fenômeno inegável: pois que atire a primeira pedra quem não souber cantar ao menos uma canção do Jota Quest. Com 22 anos de estrada, a banda liderada por Rogério Flausino encerra a turnê “Acústico”, em que repassa os maiores hits da carreira, como “Dias melhores”, “Amor maior”, “Só hoje”, “Do seu lado”, “O que eu também não entendo”, “O vento” e “Fácil”.
Jota Quest | Acústico. Sexta-feira (12.07), às 21h. Ingressos a partir de R$ 75, aqui.
Vivo Rio. Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Aterro do Flamengo.

Desnudar-se, tendo a voz acompanhada apenas por piano ou sanfona. Este é o fio condutor de “Garimpo”, o show do elogiado álbum que João Cavalcanti lançou ano passado, em parceria com Marcelo Caldi. Apresentação preciosíssima.
João Cavalcanti e Marcelo Caldi. Sexta-feira (12.07), às 21h. Ingressos a partir R$ 30, aqui.
Manouche (Casa Camolese). Rua Jardim Botânico, 983 – Jardim Botânico.

Chico Chico e Duda Brack dividem o palco no projeto Novas Coordenadas. Juntos, a jovem cantora gaúcha e o músico carioca, filho de Cássia Eller, interpretam canções de amigos e ídolos em comum, como João Mantuano, Posada, Alzira Espíndola e Itamar Assumpção.
Chico Chico + Duda Brack. Domingo (14.07), às 19h. Ingressos a partir de R$ 10, aqui.
Coordenadas Bar. Rua das Passagem, 19 – Botafogo.

Alô, povo do samba! Neste domingo, o grupo Moça Prosa — formado apenas por mulheres — faz uma roda aberta, com clássicos e novidades do gênero.
Moça Prosa. Domingo (14.07), às 16h. Ingressos a R$ 10.
A Garagem. Rua da Carioca, 85 – Centro.

Data

11 de July, 2019

Share

Filipe Isensee e Gustavo Cunha

Filipe nasceu em Salvador, mudou-se aos 9 anos para Belo Horizonte e, aos vinte e poucos, decidiu encarar o Rio de Janeiro. Há quatro anos conheceu Gustavo, cria da capital fluminense. Jornalistas culturais, gostam de receber amigos em casa e ir ao cinema. Cada vez mais são adeptos de programas ao ar livre - sempre que podem, incluem no passeio Chaplin, esperto vira-lata adotado há um ano.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.