Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do feriado no Rio de Janeiro: 31.05

Data

30 de May, 2018

Share

Rio H2k – Festival Internacional de Dança

“Geleia Geral” é uma das atrações do evento na Cidade das Artes | Foto: Bernardo Marques/Divulgação

É a oitava edição do evento, que ocupa a Cidade das Artes até domingo. A programação, como de praxe, é bem diversificada. São muitas opções tendo a dança como expressão-guia. Vamos ao tem-tem? Então, tem apresentações de companhias amadoras do Brasil, da Argentina e do Peru; tem a já tradicional e criativa batalha de estilos; tem festa na quinta-feira e no sábado (dê uma olhadinha lá na seção “Para Dançar”); tem lançamento do documentário “Um corpo de histórias para dançar”; e, como não poderia deixar de ser, tem espetáculos imperdíveis: a energia pulsante de “Inoah” (na quinta, às 21h) e a força tropicalista de “Geleia Geral” (na sexta, às 21h30). É para assistir e dançar. Mas não só. Nos dias de evento, a feira Carioquíssima ocupa a área externa com expositores de moda, design e gastronomia. Que não nos falte gasolina!

Rio H2k – Festival Internacional de Dança. De quinta-feira (31.05) a domingo (03.06), com horários e preços de ingressos variados. Consulte a programação aqui.
Cidade das Artes. Av. das Américas, 5.300 – Barra da Tijuca.

Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo

E a Suíça, hein? Além dos alpes, dos chocolates e da qualidade de vida acachapante para um pobre mortal dos trópicos, o país europeu também se sai bem nas telas. A bem da verdade, o cinema suíço jamais teve a expressão do sueco (de onde vem o grande Ingmar Bergman), mas não significa que não tenha seu encanto. O Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo taí para confirmar isso. A mostra chega ao Rio após passar por São Paulo e Distrito Federal, com uma programação que destaca longas produzidos no país nos últimos anos. Na quarta-feira (30.05), tem debate com o diretor Karim Sayad após a exibição do documentário “Sobre ovelhas e homens” (na foto).

Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo. Em cartaz de 30.05 a 18.06, com filmes todos os dias, exceto na terça-feira, quando o CCBB fecha. Ingressos a R$ 10. Veja a programação completa aqui.
CCBB. Rua Primeiro de Março, 66 – Centro.

Os últimos dias de Gilda

Gilda é Karine Teles. Karine Teles é Dona Bárbara, patroa de Regina Casé em “Que horas ela volta?” (2015) e é também Angela, uma mulher melancólica que se apaixona por um adolescente em “Fala comigo” (2016). Por esses trabalhos, está claro: Karine Teles é uma atriz a ser vista, uma atriz a perder de vista. Então, atente-se e fique rente, já que “Os últimos dias de Gilda” deixa o Sesc Tijuca no domingo. No monólogo, Karine-Gilda, cozinheira de mão cheia, é amante dos homens da vizinhança e alvo da fúria das mulheres traídas.

Os últimos dias de Gilda. Sexta-feira a domingo, às 19h. Ingressos a R$ 30. Em cartaz até 03.06.
Sesc Tijuca (Teatro II). Rua Barão de Mesquita, 539 – Tijuca.

Data

30 de May, 2018

Share

Filipe Isensee e Gustavo Cunha

Filipe nasceu em Salvador, mudou-se aos 9 anos para Belo Horizonte e, aos vinte e poucos, decidiu encarar o Rio de Janeiro. Há quatro anos conheceu Gustavo, cria da capital fluminense. Jornalistas culturais, gostam de receber amigos em casa e ir ao cinema. Cada vez mais são adeptos de programas ao ar livre - sempre que podem, incluem no passeio Chaplin, esperto vira-lata adotado há um ano.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.