Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do fim de semana no Rio de Janeiro: 28.09

Data

27 de September, 2018

Share

Elba Ramalho

A cantora Elba Ramalho | Foto: Divulgação

A potência vocal de Elba Ramalho assusta. Bruto e suave, o timbre que canta há quatro décadas celebra a vida em show dedicado especialmente ao repertório de Dominguinhos. Acompanhada por uma banda enxuta, a paraibana de 67 anos reedita pérolas conhecidas do grande público, como “Gostoso demais”, “Lamento sertanejo”, “Onde está você” e “De volta pro meu aconchego”. Oportunidade rara.

Elba Ramalho – Canções de Dominguinhos. Sexta-feira (28.09), às 19h. Sábado (29.09), às 17h e às 19h. Ingressos a partir de R$ 30.
Teatro da CAIXA Nelson Rodrigues. Avenida República do Chile, 230 – Centro.

Moraes Moreira

O cantor Moraes Moreira | Foto: Divulgação

O formato ainda é estranhamento novo para Moraes Moreira. Equilibrado entre a voz, o violão, a música e a poesia, o cantor e compositor arranja um novo jeito de subir ao palco. A estreia do projeto acontece no intimista Manouche, no subsolo da Casa Camolese. Na primeira parte do espetáculo, o artista apresenta trechos de “Poeta não tem identidade”, seu segundo livro de poesias. Depois, de verso em verso – em citações a nomes como Guimarães Rosa, Manoel Bandeira e Carlos Drummond -, faz a plateia gritar hits consagrados na época em que fez parte dos Novos Baianos. Delícia!

Moraes Moreira – Música e Poesia. Sexta-feira (28.09) e sábado (29.09), às 21h. Ingressos a partir de R$ 90, aqui.
Manouche (Casa Camolese). Rua Jardim Botânico, 983 – Jardim Botânico.

Baby do Brasil

Baby participa da festa Mistério do Planeta

Consuelo ou do Brasil, Baby é universal. Evangélica assumida, a mulher de cabelos roxos prega para todos as tribos. A menina que dança – e canta – é livre. Na noite deste sábado, a cantora desliza entre o sagrado e profano num show inédito, no Circo Voador. No lançamento da turnê “Música extravagante”, ela repassa hits emblemáticos da carreira, como “Menino do Rio”, “Todo dia era dia de índio”, e apresenta três letras novíssimas em seu repertório. Showzaço.

Baby do Brasil no Circo Voador. Sábado (29.09), às 22h. Ingressos a partir de R$ 50, aqui.
Circo Voador. Rua dos Arcos, s/nº – Lapa.

Pipoca Festival

O grupo Liniker e Os Caramelows. Foto: Léa Penteado

Imagine só: no alto do Morro do Urca, aqueles dentes e lábios e o tal jeito de olhar (e cantar). A primeira edição do Pipoca Festival põe Liniker e Os Caramelows sobre um palco estelar da cidade. Lá no alto, entre a linha tênue que separa céu e terra, delírio e realidade, a artista e sua banda desfilam canções-emblemas como “Caeu”, “Zero” e “Remonta”. O grupo Bondesom e o DJ Eppinghaus, da festa Acarajazz, incrementam a noite. Dezenas de barraquinhas com opções de gastronomia brasileira ocupam o pátio, para energizar o público.

Pipoca Festival. Sábado (29.09), a partir das 18h. Ingressos a partir de R$ 95, aqui.
Morro da Urca. Avenida Pasteur, 520 – Urca.

Peraí, que tem mais

A nata do rap feminino se reúne numa noite inédita, no Circo Voador: num mesmo show, Tati Quebra Barraco, Ainá Laquisha Okane, Gabz, Kmila Cdd e ABRONCA compartilham o microfone.
Mulherio. Sexta-feira (28.09), a partir das 20h. Ingressos a partir de R$ 30, aqui.
Circo Voador. Rua dos Arcos, s/nº – Lapa.

Taí um clássico do cancioneiro popular. Almir Sater entoa canções atemporais em show intimista, embalado por sucessos como “Tocando em frente”, “Chalana” e “Trem do pantanal”.
Almir Sater. Sexta-feira (28.09) e sábado (29.09), às 21h. Domingo (30.09), às 20h. Ingressos a partir de R$ 70, aqui.
Teatro Net. Rua Siqueira Campos, 143 – Copacabana.

E por falar em clássico… Fagner lança borbulhas de amor e espumas ao vento sobre a plateia do Vivo Rio, em mais uma noite para inspirar (e respirar) a plenos pulmões.
Fagner – Vivo Rio. Sábado (29.09), às 21h. Ingressos a partir de R$ 120, aqui.
Vivo Rio. Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo.

Coletivo formado por músicos contemporâneos e mestres da cultura tradicional, o Ponto Br faz a última apresentação da turnê “Na eira”. A simpática Foliô Griô Orquestra abre o show.
Ponto Br no Rio de Janeiro. Sábado (30.09), a partir das 17h. Ingressos a partir de R$ 20, aqui.
Galpão Ladeira das Artes. Rua Conselheiro Lampreia, 225 – Cosme Velho.

Nánáninánão. Domingão não é dia de Faustão. Para curar a deprê pré-segunda, a boa é curtir o jazz do grupo Trad Quartet, na Comuna. Ô, louco, meu!
Jazz na Comuna: Trad Quartet. Domingo (30.09), a partir das 18h30. Gratuito.
Comuna. Rua Sorocaba, 585 – Botafogo.

Para fugir

Neste finde, Paraty estará em festa. Na cidade histórica, sobre o famoso chão de pedra, o Festival MIMO celebra 15 anos ao som de uma galera bacaninha. Tudo no velho e bom esquema 0800. Integram a lista de atrações nomes como Letrux, Cordel do Fogo Encantado, Virgínia Rodrigues, Systema Solar, Songhoy Blues e DJ Montano. Dá para checar a programação completa aqui, ó.
MIMO 15 Anos. Sexta-feira (28.09) e sábado (29.09), a partir das 21h. Domingo (30.09), a partir das 11h.
Os shows principais acontecem na Praça da Matriz (confira aqui a lista de endereços).

Data

27 de September, 2018

Share

Filipe Isensee e Gustavo Cunha

Filipe nasceu em Salvador, mudou-se aos 9 anos para Belo Horizonte e, aos vinte e poucos, decidiu encarar o Rio de Janeiro. Há quatro anos conheceu Gustavo, cria da capital fluminense. Jornalistas culturais, gostam de receber amigos em casa e ir ao cinema. Cada vez mais são adeptos de programas ao ar livre - sempre que podem, incluem no passeio Chaplin, esperto vira-lata adotado há um ano.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.