Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do fim de semana no Rio de Janeiro: 20.07

Quem escreveu

Luiza Vilela

Data

19 de July, 2018

Share

Kammal João: sobre símbolos e durações

Como parte dos desdobramentos da exposição Ilha 04: Kammal João, o artista conversa com a escritora e professora da PUC-Rio Ana Kiffer e o curador João Paulo Quintella. Sou suspeita pra falar, porque amo o trabalho dele. Mas fiquem com essa descrição aqui e vejam se animam: no trabalho de Kammal João a matéria é caminho. Seu exercício é de transmutação dos símbolos e durações. Neste, o ser é lançado fora de si, antes de si, e ao mesmo tempo está aqui, com seu peso inescapável. A partir dessa provocação e das obras que compõem a exposição propõe-se um diálogo com o público.

Kammal João: sobre símbolos e durações. Quinta (19.07) às 19h. Gratuito.
Z42 Arte Contemporânea. Rua Filinto de Almeida, 42 – Cosme Velho

Trilha + Yoga em Nova Iguaçu

Para quem tiver precisando/querendo um domingão ao ar livre, com direito a meditação e yoga, sente só que #oportunidade. A ideia é unir trilha, banho de cachoeira e relaxamento do corpo e alma. Quem for vai conhecer os atrativos naturais de Nova Iguaçu, que facilitam um mergulho refrescante, e depois rola um belo e delicioso picnic na Pedreira São José acompanhado de uma aula yoga, ministrada pela instrutora Krishna Atma. Relax <3

Trilha + Yoga em Nova Iguaçu. Domingo (22.07) às 9h. Investimento de R$ 30.
Mais infos e reservas pelo [email protected] ou nos telefones: Aline 981117345 / Suelen 970134038. 

Peraí, que tem mais

Para quem curte fazer colagens ou está querendo tentar algo novo, essa oficina promete ser linda. A proposta é exercitar a técnica  da colagem como ilustração, forma de expressão, criação de diálogos e narrativas visuais; unindo teoria + bastante prática e mão na massa!
Pulsa Casa Ipanema- Oficina de colagem experimental. Quinta (19.07) às 18h. Investimento R$ 85, aqui.
Casa Ipanema. Rua Garcia D’Ávila, 77. Ipanema 

O Museu Histórico Nacional propõe uma conversa sobre diferentes expressões de violência no próximo “Bonde da História”, seu projeto de visita guiada.  A ideia é debater, através de algumas peças do circuito expositivo, sobre violências que vão desde imposições culturais até a violência cibernética. Bom lembrar que a visita mediada é acessível para pessoas com deficiência visual.
Bonde da História: Violências Históricas. Domingo (22/07) às 14h. Gratuito.
Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Ancora, s/n – Centro.

Quem escreveu

Luiza Vilela

Data

19 de July, 2018

Share

Luiza Vilela

Luiza S. Vilela é paulistana naturalizada capixaba, mas foi parar no Rio pra cursar letras há 12 anos e nunca mais saiu. Fugiu da vida acadêmica pra escrever, produzir conteúdo e, mais recentemente, casar pessoas. Já coordenou a editoria de FVM e Culinária da Revista Capitolina e contribuiu com Matador, Noo, Rio Etc, Modices e tantas outras. Bate um papo reto sobre literatura, claro, mas também sobre moda, culinária, feminismo e esportes. Site: www.luizaescreve.com

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.