De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

As boas do fim de semana no Rio: 11.05

Quem escreveu

Luiza Vilela

Data

10 de May, 2018

Share

Sacolão da Junta Local

Muita gente não sabe, mas antes de ser uma feira linda e cheia de barraquinhas e expositores, a Junta Local começou como um sacolão semi-semanal que trazia da serra e de outras regiões próximas ao Rio produtos de fabricação local, orgânicos e bem conservados. Aliás, se a sua mãe é foodie, já dá pra encomendar os ingredientes do almoço de domingo, ou até algo pronto (rola pães, bolos, compotas, geléias e chás incríveis) pra dar de presente.

Sacolão da Junta. Pedidos até 23:59 de Quinta (10.05). Preço varia. Lembrando que a Sacola do Ateliê fecha cedo. As entregas acontecem nesta sexta, das 18h às 21h e neste sábado, das 10h às 15h respectivamente.

Almoço Indiano no The Maze – Dia das Mães

Sou suspeita pra falar do The Mazze, porque á uma das vistas mais lindas do Rio. E eis que o pessoal incrível do Hoje tem Curry tem comparecido aos domingos com pratos cheios de especiarias e amor, então a proposta só melhora.  É a dica perfeita pra quem quer levar a mãe a um lugar diferente no domingo.

Almoço Indiano no The Maze. Domingo (13.05) às 12:30. Ingressos a partir de  R$ 59, aqui.
The Maze. Rua Tavares Bastos, 414 – Catete. 

Quintal Grego

Pensou que isso era uma lasanha? Pensou errado, coleguinha. É Moussaka. Comida Grega. Segura essa: mais uma vez, Bel Albuquerque e Lucas Botelho estão na Co.zinha com um cardápio elaborado com muito carinho, direto da Grécia para o Humaitá.

Quintal Grego na Co.zinha. Sexta (11.05) ao meio dia. Menu completo  R$ 42.
Co.zinha. Rua Capitão Salomão, 63 – Botafogo. 

Quem escreveu

Luiza Vilela

Data

10 de May, 2018

Share

Luiza Vilela

Luiza S. Vilela é paulistana naturalizada capixaba, mas foi parar no Rio pra cursar letras há 12 anos e nunca mais saiu. Fugiu da vida acadêmica pra escrever, produzir conteúdo e, mais recentemente, casar pessoas. Já coordenou a editoria de FVM e Culinária da Revista Capitolina e contribuiu com Matador, Noo, Rio Etc, Modices e tantas outras. Bate um papo reto sobre literatura, claro, mas também sobre moda, culinária, feminismo e esportes. Site: www.luizaescreve.com

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.