De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Rio de Janeiro, além do bondinho e do Cristo Redentor

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

05 de February, 2018

Share

O Rio de Janeiro tem ganhado cada vez mais festas ao ar livre e estas tem sido as mais concorridas, mas tem que ficar de olho porque a programação geralmente sai na semana em que a festa vai rolar. Onde olhar? Semanalmente às quintas-feiras divulgamos o guia as boas de fim de semana do Rio e nele sempre incluímos essas festas, além dos shows que vão rolar na cidade.

Circo Voador. Foto: Felipe Diniz
Circo Voador. Foto: Felipe Diniz

Uma das casas de shows mais emblemáticas do Rio de Janeiro, o Circo Voador tem mais de 30 anos de história e capacidade para 2 mil pessoas. Por lá já passaram grandes nomes da música brasileira e internacional. É, sem dúvida, a casa de shows com o melhor clima da cidade. Quer ver um bom show? É só ficar de olho na programação deles. Rua dos Arcos, s/nº- Lapa. Telefone: (21) 2533-0354. Horário: Depende da programação.

A Audio Rebel é loja, é estúdio, é espaço pra show: e olha, é lá que o melhor do som independente acontece. É pequena, para apenas 90 pessoas, mas por lá têm passado nomes de destaque da música independente, como Metá Metá, Romulo Fróes, Ava Rocha, Negro Leo e Chinese Cookie Poets. R. Visconde de Silva, 55 – Botafogo. Telefone: (21) 3435-2692. Horário: Diariamente, das 10h às 2h. Para os shows, é importante ver a programação.

Em agosto de 2017, a cidade ganhou sua filial da lendária casa de shows nova-iorquina Blue Note. Instalada onde funcionou o Miranda, no Lagoon, é um espaço intimista (com apenas 350 lugares) com ótima estrutura de som, a chance de assistir a apresentações únicas bem de perto do artista. Mayer Hawthorne e Chick Correa foram alguns dos nomes gringos que se apresentaram por ali, Hermeto Paschoal e Yamandú Costa estão entre as pratas da casa que passaram por lá. Para completar, o Blue Note Rio tem como chef-executivo Pedro de Artagão, do Grupo Irajá. Av. Borges de Medeiros, 1.424 – Lagoa. Tel.: (21) 3799-2500. Diariamente, das 18h30 às 2h.

The Maze. Foto: Divulgação
The Maze. Foto: Divulgação

Apesar do The Maze oferecer quartos — tanto privativos como dormitórios  , o que bomba mesmo por lá são as noites — de jazz mensais no bar do lugar. Ele fica no meio da favela Tavares Bastos e é superpeculiar, formando um labirinto. A vista é maravilhosa. R. Tavares Bastos, 414 – Catete. Telefone: (21) 2558-5547. Horário: As noites de jazz são sexta-feira, a partir das 22h (é importante conferir a programação).

Jazz Champagneria. Foto: Divulgação
Jazz Champanheria. Foto: Divulgação

A Jazz in Champanheria é o lugar ideal para ir após o trabalho, em um casarão histórico na Praça Mauá, você acha champanhes, proseccos, cavas e vários espumantes. A programação musical é uma das melhores do Rio, com bruschettas incríveis para acompanhar, como a de figo e mel. Rua Sacadura Cabral, 63 – Gamboa. Telefone: (21) 2253-7916. Horário: Terça a quinta, das 18h à 1h. Sexta, das 18h às 2h e Sábado, das 22h às 5h.

Na mesma rua, está o Éden, que de dia funciona como coworking e à noite abriga algumas das festas mais concorridas da cidade, sobretudo da cena eletrônica, como Dom e Moo. Destaque para o sistema de som Pure Groove, da Danley Sound Labs, empresa do renomado sound designer Tom Danley, que trabalhou na NASA. A cenografia da casa é sempre caprichada e está em constante mutação. Rua Sacadura Cabral, 109 – Gamboa. Tel: (21) 2283-3636. Confira a programação de festas aqui.

Ainda na região renovada pelas obras da Região Portuária, o Hub RJ reúne cursos e coworking durante o dia e à noite recebe festas e shows. Baco Exu do Blues, Djonga e Digitaldubs já se apresentaram no espaço. Veja aqui a programação noturna. Av. Prof. Pereira Reis, 50 – Santo Cristo. Tel.: (21) 4141-3315.

O Galpão Gamboa abriga um teatro e um espaço para shows e festas, por onde já passaram Pabllo Vittar, Alice Caymmi, Linn da Quebrada, Jaloo e Letrux, entre outros. Fernando Libonati e o ator Marco Nanini são os diretores artísticos e proprietários do lugar. Aberto em 2006, antes do furor que Copa e Olimpíadas causaram em torno da região, o local tem oficina para moradores da área, que também pagam menos para assistir à programação. Rua da Gamboa, 279 – Gamboa. Tel.: (21) 98460-1350. Para a programação, confira o Facebook.

Também de Nanini e Libonati é o Reduto, espaço em Botafogo que conta com dois casarões, o ateliê Naked Neuras e a Pequena Cozinha. Recentemente, passou a abrir as portas para o público em geral. Atualmente, às sextas e sábado acontecem festas. Depois do carnaval, o restaurante do lugar passará a funcionar regularmente. Por enquanto, dá para a acompanhar a programação pelo Facebook da Pequena Central, produtora dos proprietários.  Rua Conde de Irajá, 98 – Botafogo. Tel.: (21) 3797-0100. Sexta e sábado, de 19h à 0h. Grátis

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

05 de February, 2018

Share

Kamille Viola

Kamille Viola é jornalista cultural, apaixonada por música, comida e viagens. Adora mostrar cantos menos conhecidos do Rio para quem vem de fora - e quem é da cidade também. É daquele tipo de gente para quem escrever não é uma escolha: é a única opção.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.