De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

As boas do carnaval de rua no Rio de Janeiro em 2019

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

25 de February, 2019

Share

O nome dá a dica: o bloco toca músicas dos Beatles em versões carnavalescas, passeando pelo samba, frevo e marchinha, entre outros. O figurino também é inspirado pelo Quarteto de Liverpool. Fica muito cheio, tem que ter disposição.
Sargento Pimenta
Concentração: às 8h, no Aterro do Flamengo, entre o MAM e a Marina da Glória

Bloco do Sargento Pimenta. Foto: Fernando Maia/Riotur

O repertério mistura axé, samba-reggae dos 80 e 90, funk antigo, forró, marchinhas e hits do rock e pop.
Vem Cá Minha Flor
Concentração: às 8h, no Centro (a divulgar)

As coreografia de ginástica coletivas são divertidíssimas. Capriche no figurino temático para a ocasião.
Bunytos de Corpo
Concentração: às 9h, local a divulgar

Os blocos infantis costumam ser os mais tranquilos. Para quem tem filho, são a melhor pedida — para quem não tem, vale ir para curtir os amigos sem muito estresse.
Largo do Machadinho, Mas Não Largo do Suquinho
Concentração: às 9h, no Largo do Machado

No repertório, só hits das bandas de pagode dos anos 90. Que penaaaa, que pena amoooor…
Que Pena, Amor
Concentração: Buraco do Lume, Centro

O baile infantil do famoso bloco é uma versão menos muvucada (e mais fofa) da festa.
Bandinha de Ipanema
Concentração: às 14h30, na Praça General Osório, Ipanema

Bloco que reúne gente de todas as idades no bairro. O repertório é de samba, com clássicos de carnaval e composições próprias.
Balança Meu Catete
Concentração: às 15h, na Rua do Catete, em frente ao 227 – Catete (antigo Detran). Trajeto: Rua do Catete, Rua Pedro Américo, Rua Bento Lisboa, Rua Dois de Dezembro e Rua do Catete, até a esquina com a Buarque de Macedo, retornando ao local de concentração

Inspirado no famoso bloco afro de Salvador, foi criado aqui apenas dois anos depois do original e tem repertório de ijexá.
Afoxé Filhos de Gandhi
Concentração: às 16h, 
no Posto 6, Copacabana

A mesma banda do bloco comanda a famosa roda de samba do bairro.
Arteiros da Glória

Concentração: às 16h, na Rua da Glória, em frente ao nº 190, Glória

O bloco LGBTQ+ toca funk, pop, sucessos de divas e músicas em geral.
Sai, Hétero
Concentração: às 18h, Gamboa (local a ser divulgado)

Segunda chance para ver o desfile do Cacique, um dos clássicos do carnaval e celeiro de bambas.
Cacique de Ramos
Concentração: às 17h, na 
Avenida Chile, Centro

A fanfarra tem repertório inspirado nos artistas psicodélico dos anos 60 e 70 do Brasil e do mundo.
Trombetas Cósmicas do Jardim Elétrico
Concentração: a divulgar, na Glória 

* Foto do destaque: Largo do Machadinho, Mas Não Largo do Suquinho por Alexandre Macieir/Riotur

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

25 de February, 2019

Share

Kamille Viola

Kamille Viola é jornalista cultural, apaixonada por música, comida e viagens. Adora mostrar cantos menos conhecidos do Rio para quem vem de fora - e quem é da cidade também. É daquele tipo de gente para quem escrever não é uma escolha: é a única opção.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.