Berlim 24 horas

O dia-a-dia de quem mora em Berlim com dicas culturais, gastronômicas e de passeios para todos os gostos e bolsos.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

De bicicleta na Ruta de Las Cascadas em Baños, Equador

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

10 de January, 2022

Share

Baños é conhecida como a capital equatoriana da aventura. A três horas de Quito, essa pequena cidade é onde a Floresta Amazônica encontra os Andes. Um dos principais programas é alugar uma bicicleta para percorrer a Ruta de Las Cascadas, um trajeto de 18 km que revela 12 cachoeiras pelo caminho. Vem com a gente de bicicleta na Ruta de Las Cascadas em Baños, no Equador.

A Ruta está mais para passeio que para esporte radical. O caminho é uma descida quase o tempo inteiro e pode ser percorrido em duas horas ou levar o dia inteiro, a depender de quantas paradas você fizer. O clima fresco da região ajuda a tornar o rolê menos cansativo.

A pequena cidade de Baños está aninhada num vale andino a 1820m de altura e pode ser percorrida a pé. Com tantas estradas e trilhas bonitas no entorno, não faltam opções de lojas de aluguel de bicicleta. Uma bicicleta de 18 marchas, com tranca e capacete, é alugada por 10 dólares. Você pode pesquisar em várias lojas para ver se encontra uma bike mais nova ou um lugar que te dê um ou dois dólares de desconto mas, no geral, o serviço é bem parecido.

O Pailón del Diablo é a grande atração da Ruta de las Cascadas no Equador (foto: Luciana Guilliod)
O Pailón del Diablo é a grande atração da Ruta de las Cascadas (foto: Luciana Guilliod)

A Ruta de las Cascadas em Baños é um programa tão popular que as lojas normalmente providenciam um mapa em papel para os ciclistas. Antes de partir para a aventura, não se esqueça de dar uma voltinha para sentir a bike e, principalmente, testar os freios.

Embora seja possível ver mais cachoeiras e seguir pedalando até Puyo, a 60km de Baños, a maioria volta à cidade após conhecer o Paillón del Diablo, a mais imponente cachoeira da região.

Como é a Ruta de las cascadas em Baños

A rota se inicia na rodovia E30, a alguns quarteirões do centro da cidade. No começo é assustador dividir uma via sem acostamento com ônibus e caminhões, mas os motoristas locais estão tão acostumados com ciclistas que diminuem a velocidade e abrem caminho. O pavimento está em bom estado e quando você começa a se acostumar com a rodovia, ela acaba, dando lugar a uma… ciclovia!

A graça não é só as cachoeiras: a rota segue o rio do Canyon Pastanza e a paisagem é bonita o tempo todo. O encontro entre as dimensões andinas e a abundância da Floresta Amazônica formam um cenário único. A paisagem evolui conforme o ciclista desce, uma mudança ao mesmo tempo sensível e impressionante.

A Ruta de Las Cascadas acompanha o Canyon Pastanza (foto: Luciana Guilliod)
A Ruta de Las Cascadas acompanha o Canyon Pastanza (foto: Luciana Guilliod)

Como em qualquer aventura na floresta, para achar o seu caminho basta seguir o rio. Para se aproximar de algumas cachoeiras é necessário fazer um desvio. A maior parte das cascatas é vista de longe da Ruta, mas dá para parar e visitar boa parte delas, adicionando um pouco de trekking à sua pedalada. Se o dia estiver bonito, aproveite. Ao lado dos túneis, há sempre um caminho alternativo e cênico, proporcionando mais segurança.

A Ruta de las Cascadas desfila uma profusão de mirantes, pontes, canyons, um vulcão e, fazendo jus à fama aventureira de Baños, rapel, tirolesas, rafting e teleféricos. Fiquei mais impressionada com as montanhas que com as cachoeiras em si: a rota já valeria a pena mesmo sem as quedas d’água. As principais cachoeiras são Agoyan, Agollan, La Piedra, Pailón del Diablo e Manto de la Novia.

São 12 cachoeiras pelo caminho na Ruta de las Cascadas, Baños, Equador (foto: Luciana Guilliod)
São 12 cachoeiras pelo caminho (foto: Luciana Guilliod)

As placas anunciando o Paillón del Diablo começam a se multiplicar na estrada. É possível visitar a maior atração da Ruta a partir de dois lugares (e pagando duas entradas diferentes). A maioria das pessoas pedala até a cidade de Rio Verde, mas a menos de 15 minutos do Paillón del Diablo há a Cascada del Rocío (ou Cascada Machay), a única onde é possível se banhar. Não cheguei até lá, mas vi fotos incríveis da ponte pênsil com a cachoeira atrás e imagino que deva valer a pena.

O Pailón del Diablo

Antes de conhecer a grande atração da Ruta tome um helado de Salcedo, o sorvete típico equatoriano, em um dos restaurantes de Río Verde. O Pailón tem uma infra infraestrutura com restaurantes, lojas, estacionamento e bicicletário. A entrada de cada lado da cachoeira custa entre dois e três dólares.

É difícil impressionar a quem tem as Cataratas do Iguaçu a apenas um curto voo de distância. Ainda assim, vale muito a visita ao o Paillón del Diablo. A queda d’água é furiosa e se divide em duas a partir do meio do paredão. Mais uma vez, não é só sobre a cachoeira, mas também sobre a fauna e flora no entorno. É possível chegar muito perto do Pailón e saí da visita encharcada. Há vários mirantes, trilhas, subidas e descidas que oferecem diferentes ângulos para a cascata. Reserve, no mínimo, uma hora para a brincadeira.

Ruta de las Cascadas, Baños Equador
Luciana explora o Pailón del Diablo (foto: Luciana Guilliod)

Depois da visita, é só pegar de volta sua bike e se dirigir ao pequeno terminal de transportes vizinho ao Pailón para pegar um busão de volta a Baños. Os ônibus urbanos estão preparados para acolher bicicletas e uma passagem de três dólares e meia hora de viagem te levam de volta ao seu hotel. No mesmo lugar também param caminhonetes ou qualquer transporte com espaço o suficiente para te cobrar uns poucos dólares pela carona. Às vezes é necessário esperar um pouco, mas pode confiar que sua carona virá.

De volta à cidade, nada melhor que relaxar em um dos seus vários spas. Baños não tem esse nome à toa:  a atividade do vulcão Tungurahuao esquenta o aquífero subterrâneo e as águas que minam das rochas contém propriedades curativas. Há desde spas sofisticados a balneários públicos, onde a população local socializa depois do trabalho.

Fui algumas vezes nas Termas de La Virgem (sei que esse nome dá um nó na sua cabeça maliciosa), o maior complexo termal do país e a cinco minutos a pé do centro da cidade. O complexo conta com algumas piscinas com diferentes temperaturas, aos pés de uma cachoeira que ganha uma iluminação kitsch à noite e é ponto turístico de Baños. Sinta o prazer de relaxar o corpo na água quente depois do seu dia de pedal e se prepare para a próxima aventura no Equador.

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

10 de January, 2022

Share

Luciana Guilliod

Carioca da Zona Norte, hoje mora na Zona Sul. Já foi da noite, da balada e da vida urbana. Hoje é do dia, da tranquilidade e da natureza. Prefere o slow travel, andar a pé, mala de mão e aluguel de apartamento. Se a comida do destino for boa, já vale a passagem.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.