Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.
As boas do fim de semana em São Paulo: 23.08

As boas do fim de semana em São Paulo: 23.08

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de August, 2019

Share

Man Ray em Paris

Man Ray em Paris / Foto: Man Ray
Les larmes [As lágrimas], 1932, Crédito ©Man Ray 2015 Trust

Uau! Pela primeiríssima vez em Brasil temos uma retrospectiva que abrange a imensa e multiforme obra do fotógrafo norte-americano Man Ray. Conhecido não só por suas fotos mas por ser um criador de objetos, realizador de filmes e faz-tudo genial, a expo é focada em seu período em Paris, cidade onde sua arte original se desenvolveu e mais repercutiu. A exposição elucida, por meio de quase 250 obras, a lenta maturação de Man Ray, bem como apresenta um panorama completo de sua criatividade, reunindo toda a complexidade e a riqueza que ele deixou. Das primeiras obras dadaístas ao retrato e à paisagem, da moda às imagens surrealistas, de seus trabalhos comerciais a uma seleção de seus objetos e serigrafias, e à sua vontade de revelar outra realidade. Outro destaque são os filmes realizados pelo fotógrafo, uma série de curta-metragens raros de se ver, que serão exibidos no segundo andar, junto a um documentário longa sobre ele. Uma exposição bem didática que introduz o fotógrafo a uma nova geração e mostra como, um século depois, suas obras continuam repercutindo e causando desconforto. Imperdível!

Man Ray em Paris. De quarta (21.08) a 28.10. Todo dia (exceto terça), de 09h às 21h. Gratuito (com opção de hora marcada).
CCBB. Rua Álvares Penteado, 112, Centro

Desenha 1: Santa Cecília – Vila Buarque – República

Desenha 1 / Foto: Felipe Morozini
Desenha 1 / Foto: Felipe Morozini

O evento reúne aproximadamente 80 criadores(as) e espaços, e a programação tá demais. Tem oficina de cartazes prescritos, mostra coletiva na galeria 55SP, expo “Arquitetura da Cadeira” na Escola da Cidade, expo de Carlós no Bao Bar, prints e gravuras na Banca Curva, mostra de cartazes na Pública, instalações de gente como Felipe Morozini (pintando o Minhocão todo de giz no domingo) e Casa Rex, festa, instalação e loucurinhas da galera da Clube Lambada no salão Cubo, além de exposições de produtos de design – como Estudio Campana, COR e Sagui Óculos – na Meji Design, Jardin do Centro e outras lojas e ainda feirinhas Ofício e Printa-Feira que falamos mais ali embaixo. Nos talks, tem papos com a MM18 e a Refúgios Urbanos, Design de produto e sustentabilidade, designers de moda na loja Nó, Moda afro-brasileira e muito mais. Uma desculpa a mais para explorar essas ruas tão legais!

Desenha 1: Santa Cecília – Vila Buarque – República. Quinta (22.08) a domingo (25.08) das 10h às 18h. Gratuito.
Vários locais da Vila Buarque, Santa Cecília e República 

‘Histórias das mulheres’ e ‘Histórias feministas’

‘Histórias das mulheres’ e ‘Histórias feministas’ / Foto: divulgação
‘Histórias das mulheres’ e ‘Histórias feministas’ / Foto: divulgação

O MASP dá continuidade ao seu ano com foco curatorial nas mulheres e feminismo, inaugurando não só uma (como é o costume) mas duas exposições de uma só vez nesta quinta, ambas com o objetivo de resgatar e difundir o trabalho de artistas mulheres, além de pensar sobre possíveis desdobramentos do feminismo no âmbito das artes. “Histórias das mulheres: artistas até 1900” busca reposicionar a obra de artistas que trabalharam até o final do século 19 e foram relegadas pela história oficial da arte, ao discutir a diferença de valor entre o universo masculino e o feminino e questionar o cânone que separa arte e artesanato. Já “Histórias feministas: artistas depois de 2000” é um contraponto: a coletiva é um desdobramento do ciclo de 2017, ‘Histórias da sexualidade’, e não se propõe a esgotar um assunto tão extenso e complexo como a relação entre arte e feminismo, mas incitar novos debates a partir da produção de artistas que emergiram no século 21. Nesta quinta na Sala de Vídeo rola ainda uma retrospectiva com nove trabalhos de Anna Maria Maiolino, um dos nomes mais importantes da arte brasileira dos séculos 20 e 21.

‘Histórias das mulheres’ e ‘Histórias feministas’. Abertura quinta (22.08) das 20h às 22h. Gratuito. Depois, de sexta (23.08) até 17.11. Ingressos: R$ 40 a R$ 20.
MASP. Avenida Paulista, 1578, Bela Vista

Novidades na Japan House

Novidades na Japan House / Foto: Sue McNab
Novidades na Japan House / Foto: Sue McNab

A Japan House está com 3 novidades muito legais esta semana: uma exposição permanente e duas intervenções temporárias que parecem divertidíssimas. A exposição NUNO – Poéticas Têxteis Contemporâneas traz o universo têxtil japonês com sua riqueza e variedade de tecidos e estampas, destacando peças criadas pela designer japonesa Reiko Sudo, da marca NUNO. Já a intervenção OsakaScope: Nozoitara?, que vai só até sábado, é uma engenhoca para conectar as cidades irmãs São Paulo e Osaka pelo uso da tecnologia, inspirada no imaginário de que seria possível cavar um túnel para atravessar a Terra e chegar ao Japão. Através dela dá pra espiar as movimentadas ruas da região de Dotonbori, imaginar o aroma das comidas típicas de rua, navegar pelo mar de luzes neons e entrar no fluxo da vida cotidiana de Osaka. E apenas no domingo ainda tem a expo-relâmpago Yukidaruma de Hokkaido, que traz a tradicional exposição de bonecos de neve de Hokkaido com 40 bonecos de neve de 40cm de altura e um de 2m, que vieram ao Brasil transportados em um contêiner refrigerado e que só duram um dia, até tudo derreter!

OsakaScope: Nozoitara?. Até sábado (24.08) das 10h às 20h. Gratuito.
NUNO – Poéticas Têxteis Contemporâneas. A partir de terça (20.08) até 27.10. De terça a sábado das 10h às 20h. Gratuito.
Exposição Temporária // Yukidaruma de Hokkaido (Boneco de Neve). Domingo (25.08) das 10h às 18h. Gratuito.
Japan House. Avenida Paulista, 52, Paraíso 

Peraí que tem mais

O Design Weekend continua com programação intensa de design, decoração e artes!
São Paulo Design Weekend. Até domingo (25.08), vários horários.
Vários locais da cidade 

Últimos dias pra visitar a expo com obras da artista visual Thammy Tales e do fotógrafo Rodrigo Albertini.
In Pixels. Até domingo (25.08) das 10h às 20h. Gratuito.
Casa Tegra. Rua Oscar Freire, 1009, Jardins

Seleção de fotografias e obras correlatas de 13 artistas–fotógrafos selecionados nas dez edições do Salão dos Artistas Sem Galeria.
Fotografia no Salão. Sextas, sábados e domingo das 12h às 20h, até 01.09. Gratuito.
Casa Lâminas. Avenida São Luís, 130, ap. 12, Centro

A artista Ana Teixeira traz para o ambiente expositivo registros e desdobramentos de algumas ações feitas por ela em espaços públicos.
É tarde, mas ainda temos tempo. A partir de sexta (23.08) às 19h. De terça a domingo das 10 às 18h.
Centro Universitário Maria Antonia. Rua Maria Antonia, 258/294, Vila Buarque

O tema deste ano é discutir os conceitos de sucesso, poder e felicidade em suas diferentes conotações e perspectivas.
Casa TPM 2019. Sábado (24.08) e domingo (25.08) das 14h às 19h. Gratuito com inscrições.
Nacional Club. Rua Angatuba, 703, Pacaembu

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de August, 2019

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.