Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

O melhor do Alentejo no São Lourenço do Barrocal

Quem escreveu

Pedro Ivo Dantas

Data

10 de February, 2020

Share

Em 2020 o Hotel São Lourenço do Barrocal comemora 200 anos. Entretanto, a propriedade abriu as portas apenas em 2016. O que a aritmética não explica, explica a história: antes de ser hotel, o Barrocal foi uma pequena comunidade rural, onde por muito tempo viveram dezenas de famílias. Essa comunidade eventualmente se dissipou, mas José Antônio Uva, herdeiro da família proprietária das terras, sempre teve o sonho de, algum dia, recuperar essa tradição.

Hotel São Lourenço do Barrocal, Alentejo, Portugal
O hotel domina um pequeno monte alentejano. Foto: Pedro Dantas

Nessa empreitada ele teve o auxílio de um time de peso: o projeto arquitetônico ficou a cargo de Eduardo Souto de Moura, português ganhador do Pritzker, o Nobel da Arquitetura, com João Gomes da Silva no paisagismo. A proposta foi de manter o caráter comunitário do espaço, incorporando ao projeto a história da propriedade e sua relação direta com a natureza do Alentejo.

Vista da comunidade do Hotel São Lourenço do Barrocal.
A “rua principal” do Barrocal. Foto: Pedro Dantas

Logo ao chegar ao hotel, fica claro que esses objetivos foram alcançados: a estrutura principal da propriedade fica no alto de um monte, e as construções se alinham ao longo de uma “rua principal”. Assim, as casas e demais estruturas da antiga comunidade do Barrocal ganharam nova encarnação como os quartos e espaços comuns do hotel, como recepção, restaurante, etc. A impressão que fica, ao ver os hóspedes indo e vindo, é realmente a de uma pequena comunidade em seus afazeres do dia a dia – como se a qualquer momento alguém pudesse bater na sua porta pedindo uma xícara de açúcar ou simplesmente parar para prosear.

Luxo e conforto nos quartos do Barrocal
Os quartos são uma delícia, e vários contam com terraços. Foto: Pedro Dantas

As opções de acomodação são diversas e comportam os mais distintos públicos: desde quartos de 50m2, apropriados para casais, até casas de 220m2, com sala de estar e terraço, prontas para receber famílias inteiras. O que não muda é o charme e requinte discreto dos interiores, expresso em detalhes como a roupa de cama de algodão egípcio, o mobiliário feito sob medida e o piso aquecido dos banheiros. Ah sim, para aqueles que não podem ou não conseguem se desligar por muito tempo do mundo externo: o wifi é forte e tem boa cobertura.

Existem opções de casas inteiras para alugar no hotel.
Os quartos maiores incluem sala de estar e cozinha, prontos para receber um grupo maior ou família. Foto: divulgação Barrocal

Mas você provavelmente não veio até o Barrocal apenas para curtir um Netflix no quarto, e as possibilidades de passeios são várias: a propriedade ocupa uma área de incríveis 7,8 milhões de metros quadrados, incluindo mais de 600 mil metros quadrados de olivais e 150 mil metros quadrados de vinhas (eles fazem o próprio azeite e vinho), além de um respeitável rebanho de simpáticas vacas (que provavelmente serão as primeiras a lhe dar as boas vindas ao chegar a propriedade).

As vinhas da propriedade do Hotel Barrocal, e ao fundo a vila de Monsaraz
As vinhas da propriedade, e ao fundo a vila de Monsaraz. Foto: divulgação Barrocal

A propriedade inclui também uma boa quantidade de dólmenes neolíticos – aqueles enormes monumentos de pedras, como os de Stonehenge, na Inglaterra. O Alentejo como um todo é rico nesse tipo de estrutura, testemunho da ocupação humana da região desde a pré-história. Além dos dólmenes, há também os barrocais em si, que batizam a localidade: esse é o nome dado aos afloramentos de rocha graníticas comuns na região.

Dólmenes pré-históricos na propriedade do Hotel.
A propriedade possui diversos dólmenes pre-históricos. Foto: divulgação Barrocal

Para explorar tudo isso, você pode utilizar as bicicletas disponibilizadas pelo hotel, ou ainda programar um passeio a cavalo ou em balão de ar quente. Passeios especiais focados na arqueologia da região, observação de aves ou em vinhos e azeites (com degustações) também podem ser programados.

Passeio a cavalo, Alentejo, Portugal.
Passeios a cavalo são uma das possibilidades para se explorar a propriedade. Bicicletas também estão disponíveis para os hóspedes. Foto: divulgação Barrocal

Se você fica cansado só com a perspectiva de todos esses passeios, não se preocupe: o Barrocal tem um serviço de spa, a cargo da empresa austríaca Susanne Kaufmann, que oferece toda uma gama de tratamentos cosméticos e de relaxamento, e nos meses mais quentes do ano você pode aproveitar também a bela piscina ao ar livre.

Projeto de arquitetura de John Lawson e Eduardo Souto de Moura.
A piscina parece incrível. Pena que estava frio demais para aproveitar. Foto: Pedro Dantas

E como saco vazio não pára em pé, e você vai precisar de muita energia para aproveitar tudo que o hotel tem a oferecer, o hotel possui também um restaurante operando dentro da filosofia farm to table: a maior parte dos ingredientes são de produção local (eles mantém uma enorme horta na propriedade – orgânica, é claro). O café da manhã (pequeno almoço, para os tugas) já é um desbunde: um maravilhoso buffet de pães, bolos, frios e frutas – não deixe de experimentar o incrível presunto cru.

O SPA é operado pela marca austríaca Susanne Kaufmann
O Hotel oferece também serviço de spa, operado pela empresa austríaca Susanne Kaufmann. Foto: divulgação Barrocal

O menu muda sazonalmente mas é sempre focado em receitas e ingredientes tradicionais do Alentejo. No inverno de 2020, incluía receitas como bochechas de porco assadas no forno com purê de batata doce, borrego (cordeiro) grelhado com migas de coentro (espécie de purê de pão) e lombo de veado com purê de castanhas (portuguesas, é claro), além de pratos mais comuns como polvo a lagareiro. Para acompanhar, os deliciosos vinhos e azeite da casa.

Café da manhã no Hotel Barrocal, Alentejo
Mesa de café da manhã incrível, com quase tudo feito por lá mesmo. Foto: Pedro Dantas

O Alentejo pra mim lembra muito Minas Gerais, na hospitalidade de seu povo, na vida rural sempre presente e na sua cozinha – tanto pelo foco na carne suína e em pratos mais rústicos quanto na tradição da mesa farta. Prova disso foi o evento de Celebração do Porco Alentejano promovido pelo Barrocal em janeiro – minha esposa, que é mineira e também participou do evento, se sentiu em casa.

Restaurante dentro do Hotel Barrocal.
O belo restaurante do Barrocal com sua lareira – perfeito para um jantar de inverno. Foto: Pedro Dantas

O hotel possui ainda um bar onde todas as tarde é servido um delicioso chá e um outro restaurante, o Hortelão, especializado em grelhados e que também só funciona no jantar nos meses mais quentes do ano. Finalmente, há uma loja onde se pode adquirir os vinhos e azeites produzidos na propriedade, bem como uma seleção de produtos regionais.

O Barrocal produz seu próprio (e ótimo) vinho. Foto: divulgação Barrocal

Como se não bastassem todas essas possibilidades diurnas, o Barrocal também faz parte da Reserva Dark Sky Alqueva. Mais ainda, a Alqueva é a primeira região do mundo certificada como “Starlight Tourism Destination”. Essa distinção é dada a locais com baixíssima poluição luminosa e céus excepcionalmente limpos. Na nossa estadia, durante uma noite clara de inverno e sem lua, o céu estrelado estava espetacular.

Final de tarde no Barrocal. Foto: Pedro Dantas

Finalmente, os arredores do hotel também oferecem boas oportunidades de passeio. Dominando a vista fica a vila de Monsaraz com seu belo castelo, que oferece vistas incríveis da represa de Alqueva, fronteira com a Espanha. A poucos quilômetros do hotel também fica a vila de São Pedro do Corval, um importante centro ceramista, e a cidade de Reguengos de Monsaraz, que foi a Capital Européia do Vinho de 2015 – pelo que você já pode deduzir que há uma oferta incrível de vinícolas a visitar, incluindo a Herdade do Esporão, uma das maiores de Portugal. Aliás, Reguengos é o melhor lugar em Portugal para experimentar o tradicional vinho de talha.

Hotel São Lourenço do Barrocal
7200-177 Monsaraz, Portugal
Reservas por
email ou telefone: +351 266 247 140

Quem escreveu

Pedro Ivo Dantas

Data

10 de February, 2020

Share

Pedro Ivo Dantas

Paraense radicado em Lisboa. Engenheiro, cozinheiro e cervejeiro, sem ordem específica de preferência. Viajante de vocação.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.