De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

"I Amsterdam", um dos maiores símbolos da cidade foi removido para conter o overturismo

Quem escreveu

Renato Salles

Data

06 de December, 2018

Share

Amsterdam está sofrendo com os turistas, e não é de hoje. Como eu já tinha falado na newsletter (já assinou?), e também foi pauta do nosso podcast (já ouviu?), o overturismo está causando mais danos que benefícios em vários pontos do mundo, e a cidade holandesa é a atualmente uma das mais enérgicas para tomar medidas para acabar com a zona dos turistas. Essa semana, um duro golpe foi dado contra os amantes de selfies fáceis em cartões postais: as grandes letras brancas e vermelhas que diziam ‘I Amsterdam‘ foram removidas da praça dos museus, no centro da cidade.

A instalação foi colocada lá em 2004, justamente como uma campanha de marketing do turismo holandês, e virou um dos pontos mais instagramáveis do país. Registros apontam mais de 6 mil fotos postadas ali por dia em média. Mas agora quem for ao Rijksmuseum, um dos mais importantes da Holanda, não vai mais encontrar as famosas letras coloridas ali. Segundo a membra do conselho municipal, Femke Roosma, a obra estava passando a mensagem errada sobre os valores da cidade, dando ideia de um lugar individualista. Na verdade, eles querem é mostrar diversidade, tolerância e solidariedade. ‘Esse slogan reduz a cidade a um pano de fundo para uma história de marketing’, diz ela.

A notícia já causou repercussão nas redes sociais. Pessoas estão postando suas fotos lá no Instagram, com a hashtag #IAmsterdam, como forma de protesto. O governo se defende alegando que a instalação tinha se tornado símbolo do turismo massivo e de todos os efeitos negativos dele. Mas no site oficial da obra, a notícia é que a instalação deve voltar às ruas de Amsterdam, mas não para a Museumplein onde sempre esteve. Agora elas devem passar por um restauro, e depois vão passar temporadas em lugares diversos da cidade e arredores. Dessa forma, a expectativa é que os turistas passem a desbravar bairros pouco visitados, e diminuam a pressão do fluxo no centro histórico.

*Foto do destaque: Creative Commons | kevinmcgill

Quem escreveu

Renato Salles

Data

06 de December, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.