De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Nova York: O que vem por aí

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

16 de August, 2017

Share

Essa semana aconteceu em São Paulo uma apresentação para a imprensa da NYC & Company, órgão oficial de marketing turístico da cidade de Nova York. Com o lema “A nova Nova York”, o presidente e CEO da empresa, Fred Dixon, junto com o VP sênior de comunicação global, Chris Heywood mostraram para os presentes novidades nas áreas de gastronomia, cultura, artes, tecnologia e infraestrutura. Ou seja, tem muita coisa boa vindo por aí.

Dá para notar que a cidade está numa fase de investimentos maciços, começando por seus aeroportos. Todos os 3, o LaGuardia, JFK e Newark,  estão em processos de melhorias e sendo aumentados. Os meios de transporte internos também estão melhores: foi inaugurado nesse ano o metrô da Second Avenue, com planos de expansão para os próximos anos; e a balsa NYC Ferry integra as regiões do Queens, South Brooklyn e Rockaway, com o mesmo preço do metrô, US$2,75.

Momofuko LA. Foto: Gabriele Stabile
Momofuko LA. Foto: Gabriele Stabile

Um dos empreendimentos mais bacanas rolando por lá é o Seaport District NYC, em Lower Manhatan. Com uma vista deslumbrante para a Estátua da Liberdade e Ponte do Brooklyn, o lugar está ganhando toda uma nova identidade e vai oferecer muita cultura e gastronomia. Dentre as surpresas que eles reservam por lá, restaurantes dos chefs Jean-Georges e David Chang, esse último do estrelado Momofuku, além da primeira loja nos Estados Unidos da 10 Corso Como.

New York Wheel. Foto: Reprodução
New York Wheel. Foto: Reprodução

A região de St. George, em Staten Island, também vai ganhar duas grandes atrações. A primeira é uma gigantesca roda gigante, a New York Wheel, que tem previsão de inauguração no começo de 2018. A volta completa vai durar 38 minutos e tem quase 200 metros de altura. Por lá, abre na mesma época também o Empire Outlets com aproximadamente 100 lojas. O bom disso tudo, é que ambos são facilmente acessíveis a partir de Manhatan via balsa, em poucos minutos.

The Vessel. Crédito: Forbes Massie
The Vessel. Crédito: Forbes Massie

Nova York vai ganhar também o que eles andam chamando de sua Torre Eiffel: o The Vessel é uma escultura de Thomas Heatherwick com cerca de 15 andares com 2500 degraus. Foram 150 milhões de dólares investidos no projeto, que pesa 600 toneladas. Também está prometido para 2018. E, a gente já falou dele aqui, o Lowline teve sua inauguração postergada para 2021.

Para finalizar, os eventos! A World Pride vai ser festejada pela primeira vez nos Estados Unidos em Nova York, em 2019. Além disso, ano que vem tem exposição de Tarsila do Amaral, a primeira dela no MoMA – de 11 de fevereiro a 3 de junho, e Aiweiwei, que construirá mais de 100 cercas e instalações pela cidade toda no seu projeto “Good fences make good neighbors”, onde ele discute imigração. Estarão disponíveis a partir desse 12 de outubro até dia 11 de fevereiro.

* Foto de capa: NYC Go, foto por Tagger Yancey

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

16 de August, 2017

Share

Dani Valentin

A Dani gasta todo o seu dinheiro com viagens. Um de seus maiores orgulhos é dizer que já pisou em cinco continentes. É do tipo sem frescura, que prefere localização a luxo e não se importa de compartilhar o banheiro de vez em quando. Adora aprender palavras no idioma do país que vai visitar e não tem vergonha de bancar a turista.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.