De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

O primeiro parque subterrâneo do mundo

Quem escreveu

Renato Salles

Data

08 de December, 2014

Share

Nova York é uma cidade que não pára. E isso não estou nem falando daquele monte de luz piscando colorido 24hs por dia, das milhares de opções de atividades a qualquer momento e a vida non-stop dos habitantes da cidade. Ela não pára de inovar e de criar as soluções mais inusitadas para melhorar cada vez mais a qualidade de vida de quem está lá. E para isso, eles também lançam mão das tecnologias mais inovadoras do mundo.

A bola da vez é um parque que vão fazer embaixo da terra. Sim, com árvore, grama e tudo mais. Como? Simplificando um pouco a explicação do projeto, eles vão montar peças que se parecem com árvores que captam a luz do sol na superfície, esses receptores transmitem essa luz para baixo da terra por fibra ótica, e lá embaixo ela é difundida através de painéis iluminados. A luz no subsolo é capaz de criar um microclima praticamente idêntico ao da superfície, propiciando a fotossíntese das plantas. A idéia é maluca, mas parece incrível. E claro que o design disso tudo é impecável.

nCom441

O novo parque vai ficar embaixo da Delancey Street, ao lado da Essex Street Station, no Lower East Side. Essa área é uma das menos arborizadas de Manhattan, e a falta de espaço para parques e praças era um problema sério da região. O túnel que vai recebê-lo tem 3 quadras de comprimento e 6m de altura. Ele era usado como área de manobra para bondes que vinham da Manhattan Bridge, e está desativado desde 1948.

zQmmEhK

Em 2012 um protótipo em escala real do sistema foi montado em um galpão e teve a visita de milhares de pessoas, que queria ver se a parafernália funcionava mesmo. Em 2014, o parque, que se chama Lowline, começou a ser negociado com o governo, e quando os trâmites legais forem finalizados, o projeto vai ser aberto para financiamento através de doações, como aconteceu com o Highline. A expectativa é que ele seja aberto ao público em 2018.

7cjHRPWLowLineoriginal_380879_A4DztqRxQApqn8_OAFBW37Qbc

Quem escreveu

Renato Salles

Data

08 de December, 2014

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.