De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do fim de semana em Curitiba: 10.11

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

09 de November, 2017

Share

Patrocínio

16 Toneladas

Foto: Divulgação

Sabe aquela discotecagem marota (com toca-discos) que viaja por diversos estilos sem se preocupar com rótulos? É essa a pegada da 16 Toneladas, festa que estreia em Curitiba neste fim de semana. Hip-hop, música eletrõnica, ritmos latinos, brasileiros, africanos, soul e funk se encontram na pista, sob o comando de Roberto Cordeiro De MeloA.K.A. DJ SEVYW – responsável pela festa Boombox – Keep It Real, que é uma grande referência local -,  DJ Jeff Bass, Estevão e Donnattus. Vem pro baile!

16 Toneladas. Sexta-feira (10.11) às 22h. R$15.
351 – Rua Trajano Reis, 351, São Francisco.

Brasilidades Especial anos 90

Foto: Reprodução

♫ Você jogou fora/ o amor que eu te dei/ O sonho que sonhei/ isso não se faz/ Você jogou fora/ a minha ilusão/ a louca paixão/ É tarde demais/ Que pena…♫
Ah, os anos 90. O Paradis volta no tempo da melhor época do pagode no Brasil com uma festa totalmente típica. Só as mais tocadas na pista: Raça Negra, Katinguelê, Molejo, Exaltasamba e alguns que você não sabe o nome, mas sabe a música. No som, Gil PretoLuiz Bertazzo Giusy Giglio. Pra ficar legal, no maior astral.

Brasilidades Especial Pagode anos 90. Sexta-feira (10.11) às 22h. R$35.
Paradis Club – Rua Paula Gomes, 306, São Francisco.

Especial Paulinho da Viola

Foto: Rodolfo Soares

Olha a turma e pensa no breque: Roseane Santos (voz), Ricardo Salmazo (voz e percussão), Luiz Ivanqui (violão de 7 cordas e voz), Otto Lenon (percussão e voz), Jonas Lopes (cavaquinho e voz) e Marcelo Teixeira (sax tenor e clarinete). É o grupo Braseiro, que homenageia numa roda de boa música um dos maiores, Paulinho da Viola, que completa 75 anos no dia 12 de novembro.

Grupo Braseiro homenageia Paulinho da Viola. Sábado (11.11) às 20h. R$15.
A Caiçara – Rua Dr. Claudino dos Santos, 90, Largo da Ordem.

Pera aí, que tem mais

“In bass we trust!” A festa It’s a Trap! continua martelando os porõezinhos de Curitiba. Já são quatro anos de noites iluminadas por boa música, ou aquela que te faz perder a cabeça momentaneamente. Nesta edição, os DJ’s – THD x Bastardman, Mitay e ZY dão o recado.
It’s a Trap! Sábado (11.11) às 22h. R$15.
351 – Rua Trajano Reis, 351, São Francisco.

Rap na viola? Tem sim, senhor. A banda La Firma Jazz faz versões de Black Alien, Criolo, Rael, Sabotage e outros manos em uma banda inteira. Pra completar a noite, o DJ MK manda o recado em rap e hip-hop.
Go Trip. Sábado (11.11) às 21h. R$20.
Trip Bar. Rua Mateus Leme, 754, São Francisco.

Bloquinho de carnaval pra comemorar o verão (?) antecipadamente. O Sunday Sunset é pra fechar o fim de semana com calor no coração. Tudo ao som do Bloco “Me Chama”.
Sunday Sunset. Domingo (12.11) às 17h. R$30.
Mais 55 – R. Vicente Machado, 866, Batel.

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

09 de November, 2017

Share

Patrocínio

Cristiano Castilho

Curitibano, é graduado em jornalismo pela UFPR e pós-graduado em jornalismo literário pela ABJL. Foi repórter, editor e colunista do jornal Gazeta do Povo. Trabalha na Rádio Educativa de Curitiba, é editor do blog Pista 1, no portal Bem Paraná, e colaborador da revista VICE Brasil.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.