De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do fim de semana em São Paulo: 07.12

Quem escreveu

Tava Passando

Data

06 de December, 2018

Share

Patrocínio

SIM São Paulo 2018

A gente preparou um especial bem completo da incrível e imensa programação dos 5 dias do SIM São Paulo 2018, que você pode ler aqui e ter um panorama completo de tudo que vai rolar. Mas o foco aqui no guia são os shows, que são muitos – mais de 300 – e se espalham pela cidade em mais de 30 locais e casas de show, muitos deles gratuitos. Então vamos lá que tem pra todo mundo!

Quinta (06.12)
Provando que a programação do SIM é realmente variada, a grade de shows vai do chorinho na Casa Barbosa até sarau na Matilha Cultural, do samba tipicamente paulista até o noise experimental do Áudio Insurgência no FFFront, do punk suburbano no Morfeus ao som puramente instrumental do Estúdio Aurora. A Estação Rio Verde recebe alguns dos melhores shows desta quinta, com 2DE1, Linn da Quebrada, Melvin Santhana com participação da Tássia Reis e o coletivo Bandida, enquanto a Casa Natura abre o palco para o Afrocidade e o Àttøøxxá, outros dois shows imperdíveis! Também promete ser belíssimo o encontro da Lia Paris com Luê e Luiza Lian, cantando juntas na Casa Aberta.
Brasília está muito bem representada nesta edição do SIM, com duas casas dedicadas às bandas de lá, o Bourbon Street e o Jai Club. Uma galera da Austrália também chega em peso, com quatro bandas se apresentando no Z.
Vários selos musicais também armaram shows com as bandas de seu cast, como o caso do mineiro Cena Cerrado, as minas incríveis do PWR records e a Tratore, que ocupa o JazzB. E para quem curte festas também tem muitas opções como as minas do Cremosa Vinil na Casa Brasilis, o Swings&Batidas (com shows do Cigarra e Passarinho & O Sistema Brega de Som) no Presidenta, o braço fonográfico da Mamba Negra no Mundo Pensante, a festa intergalática Retrô Futurista no Nossacasa e a Macumbia no Estúdio Bixiga. Calma que esse é só o primeiro dia!

Sexta (07.12)
Tem muita mulher foda nesta edição da SIM! A Noite Crua e Nua que rola na Rosa Flamingo, a Noite do Protagonismo Feminino Independente na Casa Vulva e In Vênus e Quarteta no Estúdio Aurora são boas chances de conferir ao vivo essas minas talentosas, tanto do Brasil quanto da Argentina e até da Palestina! Também é uma excelente chance de sacar como anda a cena de bandas independentes (e boas!) do Brasil todo, como o Glue Trip e Berra Boi no Breve, Cigana e Laranja Oliva no Family Mob, Catavento e Oto Gris na Casa do Mancha, assim como o já tradicional Prêmio Gabriel Thomaz de Música Brasileira, que rola na Associação Cultural Cecília. Para dar uma olhada na produção mundial independente, alguns países terão palcos dedicados nesta edição da SIM, como o Reino Unido no JazzNosFundos, França no Teatro Escola Brincante, Canadá no Z e Portugal no Must Bar.
Obviamente o jazz e o reggae não foram esquecidos, com Esdras Nogueira e Zé Krishna e Amigos Eternos no JazzB e a galera esfumaçada do Mato Seco e Veja Luz no Cine Joia. No Mundo Pensante rola uma série de encontros musicais, curado pela galera espertíssima do Festival Se Rasgum, juntando uma monte de gente boa da fértil Belém do Pará como Gaby Amarantos, Felipe Cordeiro e Aíla. Outro lugar que recebe um programação excelente no sábado é o Estúdio Bixiga, que terá shows de Samuca e a Selva, Craca e Dani Nega e Coco de Oyá. Para quem quer ferver, a pedida é colar na pistinha do Orfeu, onde teremos Lorac Issum (Cashu+ Amanda Mussi), Saskia, Acaptcha e um live solo da Angela Carneosso, do Teto Preto. Já para quem quer ritmo & poesia, vale ir até a Casa Brasilis para curtir uns beats e na Matilha Cultural para ver ao vivo o Slim Rimografia e Msário.

Sábado (08.12)
A gente sabe que é difícil decidir onde ir com tanta coisa boa rolando e no sábado vai ser quase impossível escolher um só! No penúltimo dia da SIM tem a Balaclava tomando conta do Breve com E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, Raça, Tarda, Odradek e os gringos do Winter. A Noite Tenho Mais Discos que Amigos chega pesadíssima com Black Pantera, Menores Atos e Molho Negro, lá no antigo Hangar 110. Para dar uma força ao lindo projeto Girls Rock Camp, as bandas Sky Down, Crime Caqui e Haayz se apresentam na Associação Cultural Cecília, com renda revertida para o projeto. Vai ter muita música latina também, com o Festival Mucho, no Cine Joia, com Miss Bolivia, Cumbia All Stars e Santa Mala. Imperdíveis também são a homenagem ao Luiz Melodia com a presença da lenda baiana Lazzo Matumbi na Casa Natura Musical e os encontros propostos pela Ondanova, com shows casados de Romero Ferro + Alice Caymmi e Jaloo + MC Tha. As festas que fecham a programação de sábado também são ótimas, com a Lambateria no O170 e o supremo do indie Caverna na Casa da Luz.

Domingo (09.12)
Ufa, chegamos ao último dia da SIM! Mas não tem descanso, pois alguns dos shows mais legais e aguardados estão agendados para o domingão, como o Festival PIB 2018, que leva à Casa das Caldeiras as bandas Mescalines e O Grande Ogro; os showcases de Jonas Sá, Sessa e Chico Bernardes no quintal do selo Risco; uma noite beneficente no Breve com o Holger encabeçando e o sempre maravilhoso festival goiano Bananada compondo o palco do Z com Valv, Luiza Lian, Brvnks e Autoramas.

Parabéns para toda a galera da SIM por mais uma edição histórica! Está cada vez mais potente, diversificada, inclusiva e importante para o mercado de música no Brasil!

SIM São Paulo 2018. Até domingo (09.12) em diversos horários. A programação completa você encontra aqui.
Ingressos: De gratuito a R$ 350.

Em mais de 30 casas de shows e locais em São Paulo.

Milton Nascimento

São mais de cinquenta anos de carreira, mais de 30 discos, cinco Grammys e inúmeros outros prêmios. Um currículo invejável e que reflete a importância de Milton Nascimento para a música brasileira e mundial. Fora do ambiente musical, Milton também tem um papel político e militante, principalmente em questões ambientais e ecológicas, tendo recebido inclusive o prêmio Rain Forest, uma espécie de prêmio Nobel da ecologia. Com o objetivo de unir essas duas pontas de sua personalidade, o Bituca montou este show, chamado Semente da Terra, em que privilegia músicas e canções com temáticas pelas quais luta e preza. Resgatando sua vocação de ser uma voz para o legítimo sal da terra, Milton prova que sua obra é muito significativa, principalmente para os tempos atuais.

Milton Nascimento. Sábado (08.12) às 21h e domingo (09.12) às 18h. Ingressos: De R$ 18 a R$ 60.
Sesc Pinheiros. Rua Paes Leme, 195, Pinheiros

Tulipa Ruiz

Encerrando a longa turnê do disco “Dancê”, lançado em 2015 e vencedor do Grammy Latino naquele ano, a cantora Tulipa Ruiz conseguiu reunir todos os convidados que participaram da gravação do disco para dois shows neste final de semana no Sesc Pompeia. Além da banda completa – com metais inclusive – e ajuda preciosa do fiel escudeiro e irmão Gustavo Ruiz, Tulipa chama para o palco o quarteto inclassificável Metá Metá, Sergio Machado e seu projeto PLIM, Felipe e Manoel Cordeiro além de um dos cânones da música brasileiro, João Donato. Um encerramento digno da grandeza de Tulipa e de seus convidados, abrindo o apetite para novos trabalhos (que aguardamos ansiosamente!).

Tulipa Ruiz. Sábado (08.12) às 21h30 e domingo (09.12) às 18h30. Ingressos: De R$ 9 a R$ 30.
Sesc Pompeia. Rua Clélia, 93, Pompeia

Peraí que tem mais

Samba no pé e tropicália na cabeça!
Trupe Chá de Boldo. Quinta (06.12) às 18h. Gratuito.
Museu de Arte de São Paulo – MASP. Avenida Paulista, 1578, Cerqueira César

Manja ruído branco? O músico austríaco Fennesz é especialista.
Fennesz. Quinta (06.12) às 21h30. Ingressos: De R$ 9 a R$ 30.
Sesc Pompeia. Rua Clélia, 93, Pompeia

Parece que o próximo verão é do dancehall, né?
Lei Di Dai e Vinnie Gueto pro Gueto. Sexta (07.12) às 19h. Gratuito.
Centro Cultural Grajaú. Rua Professor Oscar Barreto Filho, 252, Grajaú

Dois shows no mesmo dia!
Don L. Sexta (07.12) às 18h e às 21h. Ingressos: De R$ 9 a R4 30.
Sesc 24 de Maio. Rua Vinte e Quatro de Maio, 109, Centro

A cantora Anná recebe no palco a lenda Geovana!
Anná convida Geovana. Sexta (07.12) às 19h. Gratuito.
Centro Cultural Olido. Avenida São João, 473, Centro

O CCJ vai ficar pequeno!
Maglore. Sábado (08.12) às 20h. Gratuito.
Centro Cultural da Juventude. Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha

Slam e sarau com participação de Rincon Sapiência e Curumim.
Festival Percurso 2018. Domingo (08.12) às 9h. Gratuito.
Praça do Campo Limpo, Campo Limpo

E essa mistura de João Carlos Martins e a Filarmônica Sesi/SP com Iza e Diogo Nogueira?
Viva o Samba Pop. Domingo (08.12) às 11h. Gratuito.
Auditório Ibirapuera. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 2, Parque do Ibirapuera

Um dos festivais mais legais, na faixa!
Festival PIB 2018. Domingo (08.12) às 15h. Gratuito.
Casa das Caldeiras. Avenida Francisco Matarazzo, 2000, Água Branca

O filho do Carlinhos Brown apresenta seu trabalho solo.
Chico Brown. Domingo (08.12) às 18h. Gratuito.
Centro Cultural da Juventude. Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha

Quem escreveu

Tava Passando

Data

06 de December, 2018

Share

Patrocínio

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.