Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Guia: melhores eventos para curtir em casa – semana 3

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

01 de April, 2020

Share

Fazer um guia de fim de semana já não faz mais sentido quando muitos de nós estamos sem trabalho, tentando driblar o tempo livre, sem saber o que fazer com ele. Por isso vamos lançar um guia semanal enquanto durar essa quarentena, com sugestões de eventos, cursos, leituras e programas para aliviar a ansiedade sobre um futuro que a gente já não sabe mais quando chega. Não sabemos quando o mundo sairá do coma profundo em que se encontra e voltará a ser “normal”. Então, enquanto isso não acontece, vamos aproveitar essa pandemia de lives que tem rolado.

Se você tem sugestões para dar nesse momento, manda pra gente no [email protected]. Nós vamos atualizando o guia diariamente. Você também pode acessar nossos dois guias anteriores, que contém conteúdo que ainda dá para acessar.

Vamos lá!

Para dançar e/ou ver shows

Nina Simone – show do Montreux Jazz Festival disponível gratuitamente

A revista The Fader promove anualmente o Fader Fort no SXSW. Com o cancelamento do festival por conta do coronavírus, eles conseguiram fazer uma edição online. O Fader Fort estreou no dia 31 de março com a banda Little Dragon como destaque. No dia 1 de abril (quarta-feira) rola o 2º dia, com um line-up bem pop, com 40 artistas se apresentando ao longo do dia – das 11 às 20h (horário de Brasília). Tocam The Districts, Arlo Parks, Soffi Tukker, entre outros.

Nesta quarta-feira o programa de rádio Na Manteiga junto com o club Caos promovem um live dj set com o Caio Taborda a partir das 19h.

O grandioso Montreux Jazz Festival disponibilizou gratuitamente 56 shows, muitos deles raros, de artistas que passaram pelo festival. Tem Nina Simone, Johnny Cash, James Brown, Ray Charles, Patti Smith, The Racounters, entre outros. É só acessar esse link e se cadastrar usando o código “FREEMJF1M”. O acesso é gratuito por 30 dias.

O Sofar Sounds lançou o “Listening Room”, transmitindo shows ao vivo de diversas cidades do mundo em horários e dias distintos. Stay tuned!

O Indie Heads rola no Instagram nos dias 1 e 2 de abril. Um line-up cheio de bandas indie como você pode imaginar. Das 14 às 19h30 (horário de Brasília).

A plataforma United We Stream, de Berlim, apresenta 3 projetos semanalmente. Nessa semana tem Rummels Butch (1.4), Sisyphos (2.4) e //:about blank (3.4), a partir das 14h (horário de Brasília).

A Klunkerkranich (Berlim) tem apresentado os sets mais gostosos da temporada. Os próximos lives acontecem nos dias 2, 3 e 4 de abril, a partir das 11h (horário de Brasília). A rádio berlinense Hör também continua com lives diárias de segunda a sexta-feira em horários diversos.

O NPR, Bandsintown, Gigs Guide e Vortex Mag têm atualizado diariamente a lista de shows online com transmissão ao vivo. O Art is Alive foi criado em tempos de Covid-19 para divulgar agenda de shows. A curadoria fica nas mãos de um time de peso: Amanda Palmer, Neil Gailman e Rhiannon Gidens. O Koir é uma plataforma bem bacana fundada pelo trio Zola Jesus, Devon Welsh e Erik Zuuring para abrigar live performances.

Para inspirar

John Krasinski lançou um novo programa, o Some Good News, no Youtube

O The Broad Museum, de Los Angeles, criou uma experiência multi-sensorial com a instalação “Infinity Room – The Souls of Millions of Light Years Away”, de Yayoi Kusama, a mais visitada do museu. É o “Infinity Drone”, com trilha criada por Geneva Skeen. Coloca na telona com o som alta e permita-se viajar na obra por 14 minutos e 30 segundos.

Não perca o TED “A arte de ficar sozinho”, com Niqolas Ruud, já que estamos mais do que nunca precisando aprender.

O ator John Krasinski, do The Office, lançou o programa Some Good News no Youtube. Afinal, boas notícias são o que todos estamos precisando nesse momento, não é mesmo? O episódio de estreia traz um bate-papo dele com o Steve Carrell.

Tem também exposição online com os desenhos da Louise Bourgeois produzidos entre 1947 e 2007.

Para assistir

Slung Finger, animação disponível no Mailchimp Presents

O Cine Belas Artes (São Paulo) lançou sua plataforma de streaming, o Belas Artes a la Carte com uma bela curadoria de filmes cults. Custa R$ 10,90/mês e você pode conferir o catálogo da semana aqui.

Cães de Berlim é uma série policial alemã de 2018 que explora a máfia turca, o racismo e política. É uma trama intrincada que se inicia a partir do assassinato do principal jogador de futebol do time da Alemanha de origem turca. A série é cheia de detalhes com vários plot twists, tem um ritmo lento, mas envolvente. Mas se você está fugindo de violência, deixa para assisti-la em outro momento. A produção é da Netflix.

Anualmente é apresentado um festival de curtas e animação no SXSW. Como não rolou festival esse ano, o Mailchimp criou uma plataforma para apresentar toda a programação. Vale dar uma boa zapeada.

O Mubi continua com a promoção em parceria com o Desculpe a Poeira de 3 meses grátis. Na Europa, a promo foi lançada com 3 meses a um custo de 1 euro/mês.

A mostra online de filmes Metrópole em Construção, como programação paralela à Ocupação Rino Levi, apresentará 4 produções de 2 a 12 de abril com tramas e documentários, dos anos 1928, 1965, 1986 e 2018. Juntos, eles apresentam um breve panorama da urbanização de São Paulo.

Playlist no Youtube com centenas de documentários sobre a música eletrônica. Alguns para colocar na lista: “How technology is guiding electronic music“, “Discovering Electronic Music (1970-1983)”, um documentário da BBC sobre a cena britânica pós-punk, “Sound of Berlin”, documentários sobre a cena do techno em Berlim, e uma imersão em como a dance music conquistou o mundo parte I, II e III, a história do lendário Tresor, o primeiro club de techno de Berlim e um documentário sobre o Modeselektor. A BBC Music fez também um documentário sobre a Garota de Ipanema e a Bossa Nova.

Ainda no tema música eletrônica, a plataforma Electronic Beats fez uma série com mulheres que comandam a cena atual. Tem bate-papo, shows, tours.

Foi lançado um mini doc em duas partes sobre o Bob Marley. O primeiro é um mergulho em sua trajetória e legado deixado, enquanto o segundo episódio traz entrevistas com Rita Marley, que foi esposa de Bob Marley.

Se você não assistiu o Roda Viva com o biólogo Átila Iamarino sobre o coronavírus, recomendo fortemente o faça.

Para ouvir

Foto Eric Nopanen / Unsplash

David Byrne tem uma rádio com um programa mensal, trazendo uma playlist curada pelo artista.

A Pitchfork fez uma lista de músicas perfeitas para ouvir na quarentena. É só dar play no momento que bater o baixo astral.

Dicona: escolha um artista que você gosta muito para dissecar a sua obra. Diariamente ouça sem distrações um álbum na íntegra na ordem das músicas. É um ótimo exercício, um novo jeito de perceber a obra do artista e entender a sua narrativa. Ou escolha discos de artistas aleatórios para fazer tal exercício. Eu já ouvi fiz isso ouvindo o novo álbum ‘Cenizas’ do Nicolas Jaar, ‘Young Americans’ do David Bowie, ‘Dummy’ do Portishead, ‘Mezzanine’ do Massive Attack.

O The Guardian fez uma compilação bacana de lives que estão rolando em tempos de quarentena.

Fiz uma playlist com as músicas que ouço ao longo do dia e tem me dado um ânimo necessário.

Para aprender

Curso de pop art no Pompidou

Para quem fala francês, o Centre Pompidou liberou um curso completo sobre Pop Art. Pena que não rola legenda em outro idioma.

O MAM lança um curso online no dia 2 de abril sobre “Filosofia e arte contemporânea” com Magnólia Costa. Um artista e sua obra será estudado em cada aula com base em conceitos filosóficos. A primeira aula será disponibilizada gratuitamente, as demais custam R$ 104 por aula.

“Introdução à História da Arte: Paris, séculos XIX e XX” está disponível gratuitamente e foi uma das aulas online que mais gostei de assistir nos últimos tempos. O curso foi dado pelo excelente Renato Brolezzi que, infelizmente, faleceu antes de conclui-lo. Quem se apaixonar pelas aulas do Brolezzi – como eu me apaixonei – siga depois para o ciclo de palestras de arte que ele ministrou no Museu da Arte Sacra. É uma lavada na alma.

Já avisamos no outro guia, mas lembrando que a Casa do Saber liberou os cursos on demand gratuitamente. Recomendo também o curso de Arte Contemporânea, com Agnaldo Farias.

A Escola São Paulo liberou todos os seus cursos por R$ 57,99/curso durante o mês de abril. O aluno tem até um mês para conclui-lo.

O Coursera liberou 85 cursos com certificado gratuito (eles são pagos). Ótimo pra quem precisa dar um up no currículo.

Produtores de evento têm usado o Eventbrite para divulgar seus eventos. Tem todos os assuntos que você possa imaginar, e eventos do mundo todo estão cadastrados na plataforma.

O She Said So é uma rede mundial de network focada em mulheres na indústria da música. A fundadora, Georgia Taglietti, é também o nome à frente da comunicação internacional do Sónar. Assisti um bate-papo muito bacana com ela no Instagram sobre comunicação nos dias atuais. Pelo jeito deu tão certo que virou um workshop ao vivo no Youtube. O primeiro encontro acontece hoje às 13h (horário de Brasília). Caso não role assistir ao vivo, vale a pena ver depois.

Para relaxar

Como é o Yoga Barn
Yoga / foto Unsplash

A yoga e a meditação têm sido as duas atividades mais procuradas nesse momento. Mas não é fácil criar disciplina para colocá-las em prática por conta própria. Eu ando penando, mas descobri o Yoga with Tim, que tem um programa-desafio com sessões de 30 minutos cada. De graça!

Mas se você prefere aulas em português, o Estúdio Pratique Yoga está disponibilizando o “Yoga com a Nic”. O professor Zé Yoga está fazendo lives no Insta todos os dias às 8 e às 18h. O Núcleo Shivalaya está promovendo aulas online por R$40/aula. O My Yoga tem também aulas de introdução à yoga. A Ju Cerutti promove aulas utilizando o Zoom. A Pri Leite tem um canal ótimo para quem está começando na prática da yoga.

A Kate Bush virou sensação no final dos anos 1970 com o seu hit “Wuthering Heights”, em que dança sozinha usando um vestido vermelho no meio de uma floresta. A coreografia é tão sofrida e performática que acabou ganhando o “The Most Wuthering Heights Day Ever” em julho. A data comemorativa ainda não chegou no Brasil, mas poderia. Na data, centenas de pessoas se reúnem em parques ao redor do mundo para dançar a coreografia. Por aqui eu já estou treinando a letra e a dança, e tem sido um dos momentos mais leves do meu dia. Assista a edição que rolou em Berlim.

Para ler

Foto Toa Heftiba / Unsplash

A Bravo fez uma lista com 5 livros sobre períodos semelhantes ao que estamos vivendo: A Peste (Albert Camus), O Decamerão (Giovanni Boccaccio), A Grande Mortandade (John Kelly), Os Noivos (Alessandro Manzoni) e A Gripe Espanhola em São Paulo, 1918 (Cláudio Bertolli Filho).

O historiador israelense Yuval Noah Harari publicou um ensaio “Na batalha contra o coronavírus, faltam líderes à humanidade”, na revista Times. O conteúdo foi traduzido para o português e está disponível pra baixar gratuitamente aqui.

A “História da Solidão” traz um relato de como surgiu a solidão na história da humanidade. (Em inglês)

A Dazed vai disponibilizar a próxima edição digital da revista, que tem a Billie Eilish na capa, gratuitamente. É só se cadastrar pra recebe o link quando ela for lançada. A Sleek Magazine, outra ótima revista focada em arte, cultura e lifestyle, disponibilizou suas últimas duas edições gratuitamente também.

Para cozinhar

Foto Todd Quackenbush / Unsplash

Tem um monte de chefs fazendo lives para ensinar receitas fáceis ou não. O Jo, nosso chef de plantão do CoP, fez a lista dos sites favoritos dele para pegar receitas das mais simples até as mais complexas:

Nacionais:
panelinha.com.br
comalaemcasa.com.br
carolfiorentino.com.br
alanarox.com.br

Internacionais:
thefeedfeed.com
acouplecooks.com
minimalistbaker.com
smittenkitchen.com
thekitchenmccabe.com

*Foto destaque: Phillip Goldsberry / Unsplash

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

01 de April, 2020

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

Comentários

  • Adorei todas as dicas… Muito obrigado

    - Leandro da Silva Lima
    • Disponha! Volte sempre!

      - Renato Salles
  • Adorei todas as dicas… Muito obrigado

    - Leandro da Silva Lima
  • Lalai sua doida sempre me faz abrir um milhão de paginas no navegador e entrar no mundo do Home Off !!

    - Joyce Aleo
    • hahahaha, mas deu certo?

      - Lalai Persson

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.