De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Guia os melhores eventos gratuitos da semana em São Paulo: 16 a 21.04

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

16 de April, 2019

Share

Apresentado por

Semana com feriado e muita coisa bacana rolando na faixa em São Paulo. A programação está cheia de destaques, como a Metanoid, festa com muita música eletrônica experimental, estreia do Amstel District que traz Amsterdã pra São Paulo, Primavera, Te Amo, no MIS com uma programação musical de tirar o fôlego, show da Cigana, banda pra ficar de olho, além de muitas mostras de filmes, incluindo uma do espanhol Carlos Saura e uma exibição do filme “Sonhos” (Akira Kurosawa) com trilha sonora ao vivo!

Tem também exposição linda do Cristiano Mascaro no Sesc Pinheiros e uma mostra audiovisual imperdível no Sesc Paulista. Para continuar se inspirando, no domingo acontece o Dia Mundial da Criatividade com dezenas de encontros em vários lugares da Av. Paulista para discutir a “criatividade”.

Dá tempo de fazer tudo e ainda sentar no sofá às 22h no domingo encerrando a semana com o segundo episódio de Game of Thrones. No restante a recomendação é “vá pra rua que tem muita coisa boa rolando”.

Festas

Para começar bem a semana: festa de música eletrônica experimental sempre de qualidade comandada pela Metanol. No line-up tem Martinelli (live), Akin/Non Exist e Nørus.
Metanoid. Terça-feira (16.04), das 17 à 0h. Gratuito.
Void. Rua Martim Carrasco, 56, Largo da Batata – Pinheiros.

DJQuem leva para as pickups pessoas que não são DJs, mas muito repertório musical pra compartilhar.  Na estreia do projeto tem a artista baiana CatsSamps e a jornalista Fernanda Couto. Pode esperar por uma miscelânea musical.
DJQuem. Quarta-feira (17.04), das 19 às 22h. Gratuito.
Matilha Cultural. Rua Rego Freitas, 542, República.

Festa de techno comandada por mulheres. Com Paula Chalup, Camila M., Chamdiaz e Nalu.
Underground Movement – Moving Girls. Sexta-feira (19.04), das 23 às 7h. Gratuito somente até 0h – após R$10.
After Music Bar. Rua Barra Funda, 1070, Barra Funda.

Carnaval fora de época na Lapa.
Lapa do Urso 2019. Domingo (21.04), das 10 às 15h. Gratuito.
Concentração no Estúdio Medusa – Rua Marco Aurélio, 93, Lapa

Festa de música eletrônica de graça na rua.
Batata Eletrônica 3 anos. Domingo (21.04), a partir das 13h. Gratuito.
Largo do Café, Centro – ao lado do metrô São Bento

No domingo tem a festa Sexta Básica, na Casa das Caldeiras. Entre atrações confirmadas estão OBMJ – Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Fabio Brazza, Farufyno, Dj Thiagão, Dj Nalla e Patuá DJs. Dá pra juntar a família após o almoço de Páscoa e fechar a semana por lá.
Sexta Básica. Domingo (21.04), das 15 às 23h. Gratuito.
Casa das Caldeiras. Av. Francisco Matarazzo, 2.000, Água Branca.

A festa baiana Batekoo participa da programação do Red Bull Music Pulso com dança, música, suor e cultura negra, periférica e urbana, promovendo o empoderamento coletivo e a representatividade preta dentro de qualquer espaço.
Batekoo Especial. Domingo (21.04), das 17 às 21h. Gratuito mediante inscrição aqui.
Red Bull Station. Praça da Bandeira, 137, Centro.

Shows

Banda Abacaxepa. Foto: Flora Negri
Banda Abacaxepa. Foto: Flora Negri

O CCJ promove mês do hip-hop com vários shows de artistas nacionais, entre eles o Cemporcento, Poetas do Tietê, Zoioo MC, Rasul, Fla Neves, Ruptura. Na programação rolam também batalhas e oficinas.
Mês do Hip-Hop no CCJ. De 16 a 25 de abril, diversos horários – consultar aqui. Gratuito.
Centro Cultural da Juventude. Av. Dep. Emilio Carlos, 3641, V.N. Cachoeirinha. Tel: 11 3343-8948.

A Noites no Bixiga leva a banda paulista Abacaxepa para sua próxima edição. De acordo com a descrição no perfil “as influências musicais (da banda) vão do sudeste ao nordeste, do urbano ao rural, do rock ao samba. De Caetano Veloso a Raul Seixas, a banda tem como referências os artistas do movimento tropicalista e artistas atuais que seguem com um trabalho sincero e presente, como as Bahias e a cozinha mineira e Anelis Assumpção.”. Na noite apresentarão o novo álbum Caroço.
Abacaxepa em Noites no Bixiga. Quinta-feira (18.04), das 21 às 4h. Entrada gratuita até a 0h – após R$15.
Estúdio Bixiga. Rua Treze de Maio, 825, Bixiga.

A Amstel criou um “distrito” pra trazer Amsterdã para São Paulo. São cinco dias de programação com shows, comida típica e até o tradicional Dia do Rei (27.04). Para a programação musical foram convidados o Coala Festival, Scheeeins, Inner Multi.Art e Dre Guazzeli.
Amstel District. Dias (sexta) 19, (sábado) 20, (domingo) 21 e (sábado) 27 de abril, das 15 às 22h. Gratuito mediante inscrição aqui.
Praça Victor Civita, Rua Sumidoro, 580 – Pinheiros.

Primavera, Te Amo leva um monte de gente bacana para se apresentar em seus palcos. Tem JosyAra & Karina Buhr, Luísa e os Alquimistas & Jéssica Caetano, Bloco Tarado Ni Você & Junio Barreto, entre outros. Além dos shows, a programação conta também com palestras sobre Economia Criativa, rodas de conversas, recreação infantil, exposições e DJs.
Primavera, Te Amo. Sábado (20.04), das 12 às 20h. Gratuito.
MIS – Museu da Imagem e do Som. Av. Europa, 158, Jardim Europa

O projeto La Santa Sangre apresenta sessões audiovisuais com live/dj sets, performances, video mapping. Música eletrônica experimental estará presente.
La Santa Sangre. Sábado (20.04), das 16 às 2h. Gratuito.
Porão da Cerveja. Rua Gal. Olímpio da Silveira, 39, Santa Cecília.

Espaço de ação cultural, ressignificando o atual contexto sócio-político, onde todas as expressões de arte são instrumentos de transformação. Um circuito alternativo de artes, com uma proposta de descentralização da produção cultural, trazendo ao palco o protagonismo da cultura negra, das mulheres trans e cis e da comunidade LGBTQI+ periférica. Rolam shows, vivências e sarau. Os hosts do evento são a Jup do Bairro e Alberto Pereira Jr.
Festival Açoites Sutis de Artes Marginais. Domingo (21.04), das 14h30 às 19h30. Gratuito.
Fábrica de Cultura Capão Redondo. Rua Bacia de São Francisco, s/nº – Capão Redondo

A banda Cigana apresenta seu novo álbum “Todos os Nós”. As canções vão do indie ao jazz passando pelo post-rock e pela MPB.
Show Cigana. Domingo (21.04), das 17 às 18h. Gratuito.
Sesc Interlagos. Av. Manuel Alves Soares, 1100, Interlagos.

Cinema, teatro e dança

Sonhos, de Akira Kurosawa, que terá exibição com trilha sonora tocada ao vivo
Sonhos, de Akira Kurosawa, que terá exibição com trilha sonora tocada ao vivo

Mostra de filmes do francês Jacques Audiard, que desde a metade dos anos 199 vêm construindo uma carreira como diretor de cinema de gênero. Suas obras passam por filmes de gângster, romances, faroestes, do tipo que os americanos adoram.
The French Scorcese: o cinema de Jacques Audiard. De terça-feira (16.04) a domingo (21.04), das 18 às 21h. Gratuito.
Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1000, Vergueiro

O Ciclo de Cinema e Psicanálise apresenta mensalmente um filme seguido de debate com um jornalista e um psicanalista convidado. Em abril o filme escolhido foi o espanhol “Kiki – os segredos do desejo”. A conversa será com a psicanalista Cecília Orsini e a jornalista Fernanda Mena. A mediação é de Luciana Saddi (Diretora de Cultura e Comunidade da SBPSP).
Ciclo de Cinema e Psicanálise: Kiki – os segredos do desejo. Terça-feira (16.04), das 19 às 22h. Gratuito.
MIS – Museu da Imagem e do Som. Av. Europa, 158, Jardim Europa

O Itaú Cultural apresenta cinco filmes que participaram da mostra de filmes “É Tudo é Verdade”. Nesta terça-feira rola a exibição de “Cine Marrocos” (2018), de Ricardo Calil. O documentário conta a história de sem-tetos, refugiados africanos e imigrantes latino-americanos que ocuparam o prédio do antigo Cinema Marrocos, no centro de São Paulo.
É Tudo Verdade: Cine Marrocos, Ricardo Calil. Quarta-feira (16.04), às 19h. Gratuito – 76 minutos.
Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, Bela Vista.

O Cine Matilha exibe dois filmes diários essa semana. Na quarta: O Silêncio dos Outros (às 19h) e Imagem e Palavra às 20h20); Quinta: Filhas do Fogo (às 18h) e Dê Lembranças a Todos – Dorival Caymmi (às 20h30); Sexta: Dê Lembranças a Todos – Dorival Caymmi ( às 19h) e Imagem e Palavra (às 20h30); Sábado: Sobre Rodas (às 17h), Pastor Claudio (às 18h30) e Imagem e Palavra (às 20h).
Cine Matilha – diversos filmes. De 17 a 20 de abril, diversos horários. Gratuito – aceita cães.
Rua Rego Freitas, 542, Centro. Tel.: (11) 3256-2636

Mostra de filmes de um dos mestres do cinema espanhol, Carlos Saura, responsável por difundir a música e a dança espanholas através da telona. A mostra traz Trilogia Flamenco composta por Bodas de Sangue (1981), Carmen (1983) e Amor Bruxo (1986); Cría Cuervos (1976), Doces Momentos do Passado (1982) e Flamenco (1995).
6x Carlos Saura. De quarta-feira (18.04) a domingo (21.04), diversos horários. Gratuito com ingressos distribuídos 1h antes da sessão. Ver programação completa aqui.
Cinemateca Brasileira. Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino

Exibição do filme Sonhos, primeira obra de Akira Kurosawa em Hollywood, acompanhada de trilha sonora tocada ao vivo. O filme trata da natureza e sua relação com o egoísmo humano, da destruição imposta a si mesmo e ao planeta (olha que atual!). E se você gosta de Van Gogh, então não deixe de assistir o filme.
Yume Project: Live Dreams – Sonhos com trilha sonora ao vivo. Sábado (20.04), às 20h. Gratuito – ingressos distribuídos 1h antes da sessão.
Sesc Av. Paulista  – Praça. Av Paulista, 119, Bela Vista.

A Companhia do Latão apresenta seu mais novo trabalho apresentado em espaços não convencionais. A peça acompanha o aprendizado de Valéria Dim, uma prostituta do bairro da Liberdade. Ela transita por uma São Paulo entre o final da década de 1980 e a atualidade, onde religiosidade, trabalho precário e violência se confundem no imaginário das ruas. O espetáculo conta com 9 atores e 3 músicos, que fazem a trilha sonora ao vivo.
Está Cheio de Nós com Cia. do Latão. Sábado (20.04) e domingo (21.04), às 17h. Gratuito.
Teatro Flávio Império. Rua Prof. Alves Pedroso, 600, Cangaíba.

Exposições e passeios

Arthur Jafa, still de APEX, 2013, que está em "O tempo mata". Cortesia do artista e Gavin Brown's Enterprise, Nova York/Roma.
Arthur Jafa, still APEX, 2013, que está em “O tempo mata”. Cortesia artista e Gavin Brown’s Enterprise

O MASP dará uma esticada no horário nesta terça-feira. Ótima oportunidade para visitar as exposições “Tarsila Popular”, “Lina Bo Bardi:  Habitat”, “Djanira: a memória de seu povo” e “Acervo em transformação”, que conta com 18 novas obras do Museum of Contemporary Art Chicago.
MASP – diversas exposições. Terça-feira (16.04), das 10 às 22h (bilheteria até 21h30). Gratuito.
MASP. Av. Paulista, 1578, Jardins.

Chegando ao fim a exposição do Paul Klee. A exposição reúne pela primeira vez na América Latina mais de 100 obras do suíço Paul Klee (1879-1940). Preparada especialmente para o público brasileiro, conta com 16 pinturas, 39 papéis, 5 gravuras, 5 fantoches e 58 desenhos, além de objetos pessoais do artista.
Paul Klee: Equilíbrio Instável. Até 29 de abril, de quarta a segunda, das 9 às 21h. Gratuito – recomenda-se agendar no site.
CCBB. Rua Álvares Penteado, 112, Centro.

A exposição “O Tempo Mata – Imagem em Movimento na Julia Stoschek Collection” reúne raro conjunto de filmes e vídeos produzidos por nomes consagrados, entre os quais Douglas Gordon, Rachel Rose, Chris Burden, Monica Bonvicini e Jack Smith. Com curadoria de Rodrigo Moura e parceria com a Julia Stoschek Foundation. A exposição e a programação integrada de exibições reúnem trabalhos de 17 artistas, em filmes e vídeos, cobrindo mais de seis décadas de produção audiovisual.
O Tempo Mata – Imagem em Movimento na Julia Stoschek Collection. Até 16 de junho. Gratuito.
Sesc Av. Paulista, 119, 2º e 6º andar e térreo, Bela Vista. 

A exposição O que os olhos alcançam – Cristiano Mascaro traça um amplo panorama do trabalho do fotógrafo brasileiro, atuante há 50 anos na cena fotográfica paulistana, brasileira e internacional. A mostra revela a imagética da fotografia do artista e suas afinidades com a arquitetura, o espaço urbano, as pessoas e as paisagens.
O que os olhos alcançam – Cristiano Mascaro. Até 23 de junho, terça a sábado, das 10 às 21h30, e domingo e feriado, das 10h30 às 18h30. Gratuito.
Sesc Pinheiros. Rua Paes Lemes, 195, Pinheiros.

Com mais de 300 itens entre fotografias, câmeras e documentos, a mostra discute o papel da imagem fotográfica no processo de exploração do território nacional e de sua construção como ideia de nação, e revela a busca permanente de Marc Ferrez pelas inovações tecnológicas e de linguagem.
Expo de fotografia: Marc Ferrez: Território e imagem. Até 21 de julho 2019.
Terça, domingos e feriados, das 10 às 20h. Quinta, exceto feriados, das 10 às 22h. Não abre às segundas. Gratuito.

IMS Paulista. Av. Paulista, 2424, Cerqueira César

Visita guiada que percorre a exposição em cartaz no IMS ou explorem a arquitetura do prédio. A mediação propõe aos participantes uma conversa e, eventualmente, uma atividade prática durante o percurso da visita. Não deixe de visitar a exposição Amazônia de Claudia Andujar e George Love, em cartaz por lá.
Vamos ver juntos? Visita guiada no IMS Paulista. Todas as quartas-feiras das 12h30 às 13h30 e 16h30 às 17h30. Gratuito, ingressos distribuídos com meia-hora de antecedência.
IMS Paulista. Av. Paulista, 2424, Cerqueira César

Exibição de conjunto de vídeo-poemas desenvolvidos a partir do livro Sangria, de Luiza Romão, que em 28 poemas retrata a história do Brasil, da colonização à contemporaneidade, sob a ótica da mulher. Em um complexo trabalho que une literatura, vídeo, artes plásticas, música e fotografia, cada vídeo é composto pelos poemas, músicas e a gravação de performances produzidas por mais de 50 mulheres.
Jardim Paradiso: Sangria (2017). Quinta-feira (18.04), às 19h. Gratuito.
Casa das Rosas. Av. Paulista, 37, Bela Vista.

Bate-papo, leituras, oficinas e palestras

Notas Contemporâneas com Alaíde Costa. Foto: Ênio César
Notas Contemporâneas com Alaíde Costa. Foto: Ênio César

Conversa em torno do lançamento da coletânea de ensaios “Verifique se o mesmo“, do artista plástico e escritor Nuno Ramos. O livro traz ensaios sobre Tunga, Caetano Veloso, Lygia Clark, Glauber Rocha, Graciliano Ramos, Oscar Niemeyer, entre outros. Na quinta-feira o Tapera Taperá faz lançamento do livro “Ordem”, de Leusa Araujo.
Lançamento e bate-papo de “Verifique se o mesmo”, de Nuno Ramos. Terça-feira (16.04), das 19 às 22h. Gratuito.
Tapera Taperá. Av São Luis, 187, 2º andar, cj. 29, Galeria Metrópole, República.

O “Nos Queremos Vivas” é um sarau litero-musical. Um espaço onde podemos nos ver, escutar, falar das dores e co-construir nossa existência: mulheres cis, trans e homens, juntxs. Os escritos de mulheres têm prioridade.
IV Sarau Nos Queremos Vivas. Quarta-feira (17.04), das 19 à 0h. Gratuito.
Casa dos Três. Rua Eng. Francisco Azevedo, 524, Vila Anglo-Brasileira (perto da Lapa)

Abordagem da questão do feminino negro na produção da artista plástica Rosana Paulino, seguida de discussão através de imagens e da construção de um lugar simbólico social para as mulheres negras na sociedade brasileira.
O Feminino Negro no trabalho de Rosa Paulino. Quarta-feira (17.04), das 19h30 às 21h30. Gratuito.
Aparelha Luiza. Rua Apa, 78, Santa Cecília.

A obra “Morrer Sozinho em Berlim” (1947), de Hans Fallada, conta uma história real de resistência pacífica ao nazismo protagonizada por um casal de operários alemães. O livro será o tema de uma mesa redonda discutindo a vida e obra de Hans Fallada. Participa da mesa a tradutora da edição em português, Claudia Abeling, entre outros.
Debate: Hans Fallada e a Literatura em Tempos de Exceção. Quarta-feira (17.04), das 19h30 às 21h30. Gratuito.
Goethe-Institut São Paulo. Rua Lisboa, 974, Pinheiros.

O Seminário Arte Cultura e Político no Brasil Contemporâneo reúne especialistas de diferentes áreas para discutir o cenário cultural, artístico e político no Brasil com base na experiência do programa Rumos Itaú Cultural.
Seminário Rumos Itaú Cultural. Quarta-feira (17.04), das 20 às 22h e quinta-feira (18.04), das 14 às 22h. Gratuito. Programação completa aqui.
Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, Bela Vista.

A edição de abril do programa “Notas Contemporâneas do MIS” traz a cantora carioca Alaíde Costa, considerada uma das vozes perfeitas do país. Teve sua carreira consagrada com “Onde você está”, de 1964. Ela fez parte também do Clube da Esquina. No evento é gravado depoimentos de importantes nomes do cenário musical brasileiro enquanto a banda MIS realiza releituras de grandes sucessos da carreira da homenageada. Esse promete ser bem especial.
Notas Contemporâneas do MIS com Alaíde Costa. Quarta-feira (17.04), das 20 às 21h. Gratuito – retirar ingresso com 1h de antecedência.
MIS – Museu da Imagem e do Som. Av. Europa, 158, Jardim Europa

Bate-papo mediado pelo rapper Kamau sobre o atual papel do DJ na cena do hip-hop. O evento faz parte da programação do Red Bull Music Pulso.
Profissão DJ: A Arte de se Reinventar. Quarta-feira (17.04), às 20h. Gratuito – 100 vagas.
Red Bull Station (auditório). Praça da Bandeira, 137, Centro

A Biblioteca Mário de Andrade reinaugura sua Sala Multiuso, a Sarauzódromo. O espaço passará a abrigar programações envolvendo literatura e performances. Na estreia dois grandes nomes da literatura brasileira contemporânea, Conceição Evaristo e Roberta Estrela D’Alva farão um tributo à Ruth Guimarães contando sua história e lendo trecho de sua obra.
Inauguração do Sarauzódromo: Um tributo à Ruth Guimarães. Quinta-feira (18.04), às 19h. Gratuito.
Biblioteca Mário de Andrade. Rua da Consolação, 194, Centro.

O Dia Mundial da Criatividade acontece em diversos lugares do mundo no próximo domingo. O dia 21 de abril foi reconhecido em 2017 pela ONU como data oficial para celebrar a criatividade no mundo todo. O Brasil participa com 13 cidades brasileiras e, claro, São Paulo é uma delas. São várias atividades com palestras e bate-papos discutindo a criatividade nas mais diversas áreas. Confira a programação completa aqui.
Dia Mundial da Criatividade. Domingo (21.04), das 10 às 19h30. Gratuito mediante inscrições aqui.
Diversos lugares na Av. Paulista.

Deixando o sedentarismo de lado

Aula aberta de Yoga com asanas (posturas de força e de alongamento), pranayamas (práticas respiratórias), exercícios para alívio e prevenção de dores na coluna e problemas posturais.
Yoga + Coluna. Domingo (21.04), das 10h30 às 11h30. Gratuito.
Sesc Bom Retiro. Alameda Nothmann 185, Campos Elíseos.

Save the Date

Como parte da programação da exposição Consciência Cibernética [?] Horizonte Quântico, o Itaú Cultural oferece, entre os dias 7 e 10 de maio, um curso voltado para a discussão dos temas ligados às obras presentes na mostra. Os impactos dessas obras no público serão explorados na atividade, que contará também com abordagens sobre o que é física quântica, por que ela é interessante e quais são as suas limitações. Para participar é necessário se inscrever aqui para conseguir uma das 70 vagas.

*Esse guia é apresentado pela Catho, multinacional de tecnologia, que tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira.  

**Foto destaque: Luisa e os Alquimistas que tocam na festa Primavera, Te Amo, no sábado. Créditos: divulgação

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

16 de April, 2019

Share

Apresentado por

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.