De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Os cenários de 'Call Me by Your Name'

Quem escreveu

Renato Salles

Data

28 de February, 2018

Share

Uma das maiores sensações cinematográficas do ano é sem dúvida ‘Call Me by Your Name’, junto com o girl-power ‘Lady Bird’ e o black-power ‘Pantera Negra’. Mas diferente dos outros dois, CMBYN não pode ser considerado um filme queer-power, porque ele realmente não levanta bandeiras. A relação amorosa que se forma entre os protagonistas Elio e Oliver nada tem de ativista. Ela apenas acontece, sutil e profundamente, afetando a vida apenas aos amantes, e de mais ninguém.

O filme encanta não só pela história de amor terna e sincera dos dois moços, e pelo papo-reto impactante do pai no final. A ambientação do filme em uma vila sem nome no norte da Itália, no verão de 1983, é tão rica que é impossível não se deixar seduzir por aquele dolce far niente com aroma de frutas frescas e a brisa quente da noite. Os cenários são quase um terceiro personagem, que inspira muita nostalgia, como bem explicou a Luiza.

call me by your name, crema, italia
Dá para sentir a brisa dos arredores de Crema

CMBYN é uma adaptação de um livro homônimo, escrito de André Aciman. No original, a história se passa na vila litorânea de Bordighera, na Liguria, mas a filmagem foi transferida para Crema, na Lombardia, onde vive o diretor Luca Guadagnino. E já que existem por aí roteiros de viagem para conhecer os lugares que aparecem no Código Da Vinci e em Game of Thrones, por que não viajar junto com CMBYN? Separa os pêssegos mais perfumados, aumenta o som do Sufjan Stevens, e vamos juntos.

A casa

Sim, aquela casa era um sonho. Uma vila italiana tradicionalíssima, equilibrando a memória rústica da arquitetura com a modernidade oitentista da família intelectual, com jardins bucólicos e jantares inesquecíveis embaixo da pérgola da varanda. Sinto muito acabar com teus sonhos: a Vila Albergoni, onde as cenas da casa foram filmadas, fica no vilarejo de Moscazzano, mas é uma propriedade privada, e estava na verdade abandonada. Guadagnino queria comprar a casa, mas não teve grana para isso. Então ele resolveu fazer um filme nela, restaurando as partes mais degradadas e decorando-a completamente com móveis e objetos da casa de seus pais e de antiquários de Milão. E já que estamos acabando com sonhos: aquela região da Lombardia não tem pêssegos e damascos. Aquelas árvores foram plantadas lá como parte da cenografia. Mas enfim, a casa está à venda. Quem sabe ela não pode ser sua?

call me by your name, villa albergoni
Quantos likes merece a Villa Albergoni? – foto: Giulio Ghirardi

A cidade

A casa de campo onde a família Perlman passa seus verões fica nos arredores da pequena cidade de Crema. A menos de 1h de Milão, a cidadezinha foi escolhida não só pela praticidade, mas também por ‘ter um senso de atemporalidade e por ser essencialmente italiana sem passar uma ideia pré-concebida de Itália.’, como explicou o diretor. As ruelas estreitas ladeadas pelo casario clássico, o passeio de paralelepípedos quente sob o sol, a piazza em frente à catedral da cidade, todos os detalhes que guardamos no imaginário do país estão lá, genéricos o bastante para poder ser qualquer cidadela italiana.

A Piazza Duomo e o Arco del Torrazzo hoje em dia – foto: Google Street View

Em Crema, o cenário mais marcante sem dúvida é a o Arco del Torrazzo, uma construção renascentista do século 16, que liga a Piazza Duomo à Via XX Settembre, em frente ao Duomo di Crema. A piazza, onde Elio e Oliver discutem à mesa, hoje é ocupada por alguns charmosos cafés, e você também pode escolher uma mesinha ao sol.

Você nem vai precisar pegar a sua bike para ir de lá até a Piazza Trento e Trieste, que fica logo ao lado.  Nessa praça* ficam o Teatro San Domenico e o Monumento ai Caduti di Crema nella Grande Guerra. É aqui que Elio se declara a Oliver pela primeira vez, ainda que de forma bastante esquiva. Uma pena que parece que hoje a praça é praticamente um grande estacionamento.

call me by your name, crema, italia
Tensão em frente ao Monumento ai Caduti di Crema

As filmagens extrapolaram os limites de Crema, e avançaram pelos vilarejos vizinhos. As estradas ladeadas de árvores verdes que o casal percorre em seus passeios de bicicleta levam a Moscazzano, Pandino, Montodine e Ripalta. Essas vilas não são exatamente interessantes, mas o caminho entre elas parece saído de um quadro de Monet.

Bate-volta

Um dos lugares mais bonitos que aparecem no filme é o lago onde o pai de Elio os leva, para mostrar as ruínas romanas. São as Grutas de Catulo, que ficam na pontinha da península da cidade de Sirmione. As ruínas são o que sobrou de uma cidade romana do começo do milênio, e receberam o nome do poeta Caio Valério Catulo, que morreu em 54 a.C.

call me by your name, lago de garda, grotte di catullo
As Grutas de Catulo ficam à beira do Largo de Garda – foto: Caba2011

O sitío histórico se debruça sobre o azul brilhante do Lago de Garda, o irmão menos conhecido do Lago de Como, mesmo sendo o maior da Itália. Aos pés das Dolomitas, o Lago de Garda recebe o degelo dos Alpes, o que explica a cor magnífica da água. Saindo de Milão, é possível visitar as Grutas de Catulo em um bate-volta, como fizeram os personagens, já que a viagem dura apenas 1h30.

A fuga dos amantes

* Alerta de spoiler *

Oliver e Elio finalmente cedem ao desejo, e para conseguir aproveitar ao máximo os últimos dias do romance, eles fogem para uma viagem a dois, longe dos olhos da família e dos amigos. O destino escolhido não poderia ser mais romântico. Eles viajam para Bergamo – também aos pés dos Alpes – uma cidade que une história e paisagens de tirar o fôlego.

cascate del serio, call me by your name, bergamo
Elio e Oliver nas Cascate del Serio

Nas trilhas que fazem pela natureza selvagem, passam pelas Cascate del Serio, a maior cachoeira da Itália e a segunda maior da Europe. O lugar é deslumbrante, mas perigoso. A equipe de filmagem teve liberação para filmar tão perto por apenas 30 minutos por questões de segurança. A trilha parte da vila de Valbondione. Na cidade, os dois bebem, se divertem e se amam entre os prédios históricos, como a Catedral de Bergamo, a Basílica Santa Maria Maggiore, e a Universidade de Ciências, Letras e Artes.

O filme é lindo, os cenários são inspiradores, e é quase impossível terminar de assistí-lo sem pensar em reservar um mês de férias para ficar à toa por lá. A estudante francesa Zineb Bayad ficou tão emocionada que percorreu Crema com stills do filmes para encaixá-los na vida real. Você não precisa fazer isso. Só levar o amor para andar de bicicleta pelos campos do norte da Itália e comer – só comer –  pêssegos frescos já está mais do que bom. Não é?

Me Chame Pelo Seu Nome, Crema, Italia, call me by your name, Zineb Bayad
Oliver e Elio em uma praça no centro de Crema. photo by Zineb Bayad

*UPDATE: Conforme nos avisou a leitora Raquel, a cena em que Elio se declara a Oliver não acontece no Monumento ai Caduti di Crema nella Grande Guerra, e sim em frente ao Monumento ai Caduti de Pandino, que fica na Piazza Vittorio Emanuelle III. Essa também serve como estacionamento, infelizmente.

Quem escreveu

Renato Salles

Data

28 de February, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

Comentários

  • Maravilhoso, ja programando ano que vem!! :)
    - vivian
  • Oi! Adorei a matéria! Estou planejando uma ida à Itália e tirarei uns 2 dias pra ver Crema de pertinho. Só queria fazer uma correção. O local onde Elio se declara para Oliver não é a Piazza Trento e Trieste em Crema, mas sim um memorial em Pandino, coladinho com Crema! Infelizmente ele está situado num local que também virou estacionamento. Beijos!!
    - Raquel
    • Raquel, você tem razão e já fiz uma errata para que as pessoas saibam onde fica a praça verdadeira. Muito obrigado pela ajuda!
      - Renato Salles
  • Ótimo texto, ótima matéria. Parabéns.
    - Thiago

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.