De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Melhores festivais de música do mundo em agosto 2018

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

23 de July, 2018

Share

Preparados para a maratona do mês de agosto? Com mais festivais de música no calendário do que qualquer outro mês, a diversão está em escolher para onde ir, seja você uma pessoa solar ou não. Tem festivais na praia, na cidade, na floresta, em clube, em fábrica desativada, no lago, no parque. Alguns dos meus destaques são Dekmantel, Afropunk, Mutek Montreal, Way Out West e Berlin Atonal. Gostaria muito de estar em todos, mas desta vez será minha estreia no Mutek, festival que há muito tempo quis conhecer.

Dekmantel Amsterdam
1 a 5 de agosto, 2018
Amsterdã, Holanda

O Dekmantel Festival nasceu em 2013 e hoje está na lista de melhores festivais de música eletrônica do planeta. Tem o tamanho na medida certa. Não é grande, não é pequeno. Tem durante o dia, tem à noite. Acontece em meio a bosques e jardins próximos à Amsterdã. Coloca headliner no horário de abertura e em palco com o estilo diferente pelo qual ele é conhecido. Tocam nesta edição: Jamie XX, Ricardo Villalobos, Alessandro Cortini, Four Tet (live), James Holden, Helena Hauff e até nossa querida Cashu.

Link: dekmantelfestival.com

Bestival
2 a 5 de agosto, 2018
Ilha de Wight, Inglaterra

Bestival. Foto: divulgação

Bestival é um dos festivais britânicos mais divertidos, misturando atrações indie e de música eletrônica, do underground ao pop. Além da música, o festival abriga programação de arte, performance, workshops e até academia para quem não abre mão de malhar. Prepare a fantasia, porque o pessoal capricha. Para quem ama carnaval, sugiro dar uma olhada na galeria de fotos, porque inspiração não vai faltar. Tocam este ano: London Grammar, Silk City (Diplo + Mark Ronson), M.I.A., Grace Jones, Thundercat, Kelela, Django Django, Rudimental, Honey Dijon, etc.

Link: bestival.net

Wilderness
2 a 5 de agosto, 2018
Oxfordshire, Inglaterra

Wilderness 2017. Foto: Danny North Fanatic

Para quem busca um festival que mistura várias coisas, como gastronomia, yoga, oficinas diversas, arte e muita música, o Wilderness pode ser o que você está procurando. É também perfeito para ir com a família, dá para participar de cerimônia de casamento em massa e ainda acontece num lugar lindo de morrer, onde o contato com a natureza é parte do festival, O Wilderness entrou na lista dos festivais ingleses mais descolados do momento. Ele tem camping butique, lago e muita gente fantasiada. Tocam Nile Rodgers & Chic, Bastille, Jon Hopkins, Kamasi Washington, etc.

Link: www.wildernessfestival.com

Way Out West
9 a 11 de agosto, 2018
Gotemburgo, Suécia

Foto: Olle Kirchemeier

O Way Out West está na minha lista de festivais favoritos. O festival rola num belo parque no centro de Gotemburgo, na Suécia, durante o dia. À noite ele se espalha por clubes e bares, além de shows especiais em museus, igrejas, bibliotecas. É um festival vegetariano, tem ótimas opções de comida, incluindo restaurante pop-up com chef badalado, bares de champagne e cervejas artesanais, e até café expresso para quem precisar acordar. A curadoria musical é bem apurada fazendo uma boa mistura de artistas mais conhecidos com os que estão começando a despontar. No lineup: Arctic Monkeys, Patti Smith, Arcade Fire, Lykke Li, Kendrick Lamar, Fever Ray, Iggy Pop, Nils Frahm, etc. Há também talks e mostra de cinema.

Link: www.wayoutwest.se

Flow Festival
10 a 12 de agosto, 2018
Helsinki, Finlândia

Festivais na Escandinávia sempre primam pela excelência e o Flow não é exceção. É um festival de tamanho médio, acontece numa antiga usina elétrica em pleno verão. No lineup sempre artistas old school misturados aos que estão despontando. Tem também uma pegada sustentável, o que o coloca na lista dos festivais mais verdes do mundo. São 11 espaços diferentes, entre palcos e lounges. Nomes confirmados: Arctic Monkeys, Patti Smith, Lykke Li, Fleet Foxes, Bonobo, Fever Ray, Kamasi Washington, entre outros. Quem curte música eletrônica poderá se jogar no palco do Resident Advisor, que apresenta Sammy Dee, Zip, Helena Hauff, Broken English Club, entre outros.

Link: www.flowfestival.com

COMA
10 a 12 de agosto, 2018
Brasília, Brasil

Festival COMA, Brasília. Foto: Breno Galtier
Festival COMA, Brasília. Foto: Breno Galtier

O COMA reúne uma ótima lista de artistas brasileiros, sendo 50% do lineup brasilienses privilegiando os artistas locais. O festival promove também a indústria da música com conferências, palestras e workshops. Nesta edição o tema “game” será a estrela da vez. Tocam Elza Soares, ÀTTØØXXÁ, Linn da Quebrada, Céu, Chico César, Mundo Livre S/A, Flora Matos, Xênia França, Plutão Já Foi Planeta, entre outros.

Link: www.festivalcoma.com.br

Paredes de Coura
15 a 18 de agosto, 2018
Paredes de Coura, Portugal

Festival Parede de Coura. Foto: Divulgação / Hugo Lima

O Paredes de Coura acontece na vila homônima no norte de Portugal, quase na fronteira com a Espanha. É considerados um dos melhores festivais de música do país. Já são mais de 26 anos de história contada à margem do Rio Coura, que é utilizado pelo público para se refrescar durante o festival. O Paredes de Coura, além do indie rock, abraça também o jazz com um palco dedicado a ele. Por lá também a comida é boa e a pedida é acampar. Alguns nomes confirmados: Slow Dive, Jungle, Arcade Fire, Björk, Fleex Foxes, Skepta, DIIV, Pussy Rio, Curtis Harding e até nosso conterrâneo Silva.

Link: www.paredesdecoura.com

Berlin Atonal
22 a 26 de agosto, 2018
Berlim, Alemanha

Berlin Atonal 2016. Foto: Resident Advisor – Camille Blake

O Berlin Atonal é um dos meus festivais favoritos. Ele acontece numa das locações mais incríveis de Berlim, o Kraftwerk. Anualmente são convidados grandes produtores de música eletrônica (a maioria artistas do techno) para criarem obras específicas para o festival. É um festival bem cabeçudo. Quem gosta de uma boa pista para dançar, talvez esse não seja seu festival. Impossível não se impressionar pelas apresentações aliadas a grandes instalações de luz que preenchem as paredes e tetos da antiga usina elétrica. A madrugada entra adentro com uma programação festeira no Tresor, a casa ao lado e uma das mecas do techno. Em 2018 tem Actress, Courtesy, Alessandro Adriani, Alpha 606, Helena Hauff, Lena Willikens, Optimo, Objekt, Paradox, Transcendence Orchestra, entre outros.

Link: berlin-atonal.com

Mutek
22 a 26 de agosto, 2018
Montreal, Canadá

Mutek. Foto: divulgação

O Mutek é um dos primeiros festivais criados com foco na disseminação e desenvolvimento da criatividade digital na música, no som e na arte audio-visual. Hoje o festival tem edições na Cidade do México (19-25/nov), Barcelona, San FranciscoBuenos Aires (13-16/set) e Tóquio (2-4/nov). É o festival perfeito para quem busca por uma programação de vanguarda, tanto na música eletrônica e experimental, quanto na arte digital. Este ano tocam Acid Pauli, JASSS, Chloé, Abdulla Rashim, Aleksi Perala, Equiknoxx, entre outros.

Link: mutek.org

Selectors
23 a 26 de agosto, 2018
Pula, Croácia

Dekmantel Selectors. Foto: decodedmagazine.com

O Selectors, festival da turma do Dekmantel, criou uma fórmula que não tem erro: festival numa praia paradisíaca na costa litorânea da Croácia, onde a areia branca é coberta pelo mar azul e translúcido do Adriático, regado à música eletrônica de bom gosto. Além das tendas com o pé na areia, os produtores do Selectors, que não são bobos nem nada, criaram também festas em barcos para explorar ainda mais a beleza da região. Mais uma notícia boa? Festival intimista para apenas 2.000 pessoas. Alguns nomes que tocam em 2018: Antal, DJ Harvey, Call Super, Marcel Dettmann, Elena Colombi, entre outros. Já estou aqui tremendo porque eu não vou.

Link: dekmantelselectors.com

Rock en Seine
24 a 26 de agosto, 2018
Paris, França

Rock en Seine. Foto: divulgação

Provavelmente um dos melhores festivais indie de Paris, o Rock en Seine tem o tamanho certo e acontece a meia hora do centro da cidade. O lineup é sempre impecável e o público é formado na maioria por franceses. Tocam Justice, Macklemore, PNL, Post Malone, Die Antwoord, Bonobo, Cigarettes after Sex, Wolf Alice, etc.

Link: www.rockenseine.com

Afropunk
25 e 26 de agosto, 2018
Brooklyn, NY, EUA

Afropunk 2016. Foto: Simbarashe Cha.

O Afropunk já figura fácil na lista dos festivais mais legais do planeta. Ele nasceu com a alma punk, mas hoje abraça várias vertentes musicais. Ali, a cultura negra é o centro. O festival multicultural cresceu tanto, que hoje acontece em várias cidades do mundo como, Londres, Paris e Johannesburgo, em edições especiais. O Afropunk é também um festival em que o público esbanja estilo como em nenhum outro. Alguns nomes confirmados: Erikah Badu, Tyler the Creator, Twin Shadow, The Internet, Janelle Monae, Miguel, Jaden Smith, etc.

Link: afropunkfest.com

Burning Man
26 de agosto a 3 de setembro, 2018
Black Rock Desert, Nevada, EUA

Burning Man – foto: Eddie.com

A locação do Burning Man é o deserto no meio do estado norte-americano Nevada. O local já é magnífico sem mesmo nada nele, mas a cidade construída para o festival cria, com certeza, um dos festivais mais esplendorosos do mundo. Por uma semana, o Black Rock City vira lar de cerca de oitenta mil pessoas que, juntas, constróem cada pedacinho desta cidade tão especial. Só vendo ao vivo para entender. O lineup é o de menos, mas espere por muita música eletrônica.

Link: burningman.org

Forte
30 de agosto a 3 de setembro, 2018
Coimbra, Portugal

Festival Forte. Foto: divulgação

Quem estiver em Portugal no verão e prefere mesmo um festival de música eletrônica, não irá se decepcionar com o Forte. O festival tem apenas 4 edições no currículo, mas já deixou claro que veio para ficar. Além do lineup apurado com artistas, na maioria, do techno, o festival acontece num castelo medieval (datado de 1088), o Castelo Montemor-o-Velho. Música eletrônica de vanguarda aliada a um belo trabalho de artes visuais. A programação de 2018 conta com Pantha du Prince feat. Bendik AK, Alva Noto, Lena Willikens, Helena Hauff, The Hacker, Surgeon, entre outros.

Link: www.festivalforte.com

Atlas Electronic
30 de agosto a 3 de setembro, 2018
Guéliz, Marrocos (próximo à Marrakesh)

O Atlas Electronic tem apenas duas edições no currículo, mas já chama atenção dos amantes de música eletrônica ao aliar uma bela locação em meio ao deserto marroquino e um lineup apurado. O festival acontece num camping de luxo, em Guéliz, por quatro dias, com música, artes, aula de yoga e tratamento hammam. A única coisa ruim é que só rola comprar ingresso a partir de 2 pessoas, já que só há opção de pacote com hospedagem. Tocam este ano: John Talabot, Call Super, Hessle Audio, Ninos du Brasil, Nyege Nyege Tapes, entre outros.

Link: www.atlas-electronic.com

Electric Picnic
31 de agosto a 2 de setembro, 2018
Laouis, Irlanda

Electric Picnic. Foto: Conal McSweeney

O Electric Picnic é ótima opção para quem prefere um festival mais relaxado, que tem como um dos pontos fortes a qualidade dos serviços, alimentação e camping. Além de música, o festival conta com palcos para apresentações de comédia, uma tenda jamaicana entre outras curiosidades. O camping é tomado por trailers com incentivos para deixa-los o mais criativo possível, envolvendo até competição. Passam cerca de 50 mil pessoas a cada edição. Tocam este ano: Massive Attack, Kendrick Lamar, N.E.R.D., Dua Lipa, Ben Howard, St. Vincent, The Kooks, Chvrches, Nina Kraviz, Cigarettes after Sex, Garbage, etc.

Link: www.electricpicnic.ie

Peraí, que tem mais, muito mais

Waking Life Festival. Foto: Bernd Fink / divulgação
Waking Life Festival. Foto: Bernd Fink / divulgação

Festival de música eletrônica para apenas 8 mil pessoas levando o melhor das festas de Berlim para a Polônia. A locação, à beira de um lago, é estonteante. Garbicz é um festival não-comercial, transformativo (o “leave no trace” é um dos lemas do festival) com duração de 4 dias e noites. Prepara a barraca e vai! O lineup? Você só vai saber na hora. O festival fica a 140km de Berlim.
Garbicz Festival. De 2 a 5 de agosto, 2018.
Torzym, Polônia.

Para quem curte festival grande, o Lollapalooza em Chicago é sempre uma ótima pedida. Acontece num belo parque bem no centro da cidade e este ano tocam Arctic Monkeys, Travis Scott, Chvrches, Bruno Mars, The National, Vampire Weekend, St.Vicent, Jack White, Odesza, entre outros.
Lollapalooza. De 2 a 5 de agosto de 2018.
Chicago, EUA 

Um dos principais festivais indie do Canadá. Tocam Travis Scott, Odesza, James Blake, YYY, Arctic Monkeys, Khalid, Anderson Paak, Florence + the Machine, The National, Post Malone, James Bay.
Osheaga. De 3 a 5 de agosto de 2018.
Montreal, Canadá.

Festival de música eletrônica de vanguarda com mais de 20 anos de existência, mas que se recusa a crescer continuando com um público aproximado de 2 mil pessoas por edição. Vale a pena considerá-lo na lista. Tocam Beatrice Dillon, Bjarki, Blawan, Objekt, Optimo, etc.
Nachdigital . De 3 a 5 de agosto de 2018.
Olganitz, Alemanha. Fica a 1h30 de carro de Dresden.

Festival pequeno de música eletrônica com lineup tentador. Headliners: Kamasi Washington, Little Dragon, Modeselektor, John Talabot.
Beatyard. Dias 4 e 5 de agosto de 2018.
Dublin, Irlanda.

Um dos maiores festivais indie da Noruega. Headliners: Arcade Fire, Lykke Li, Kendrick Lamar e Patti Smith.
Øya Festival. De 7 a 11 de agosto de 2018.
Oslo, Noruega.

Um dos maiores festivais de música do mundo reunindo meio milhão de pessoas em 8 dias de festival. Música para todos os estilos possíveis. Tocam Arctic Monkeys, Gorillaz, Dua Lipa, Lana Del Rey, Mumford & Sons, Fever Ray, etc.
Sziget Festival. De 8 a 15 de agosto de 2018. 
Budapeste, Áustria

Inicialmente era “anti-pop”, que continua sendo uma das premissas na hora de criar o lineup, mas em 2009 passou a se chamar Neopop, um dos festivais de música eletrônica mais respeitado de Portugal. São 4 dias de festa com os nomes consagrados da música eletrônica com uma boa lista de djs do techno. Destaques são Jeff Mills, Solomun e St. German live.
Neopop. De 8 a 11 de agosto de 2018.
Viana do Castelo, Portugal.

Houghton tem curadoria de Craig Richards, então pode esperar por um lineup de primeira. Apesar dessa ser a 3ª edição do festival, ele já consta como nº 1 “top 10” de festivais em agosto do Resident Advisor. O Houghton acontece no meio de uma floresta à beira de um lago. Alguns nomes que tocam: Ricardo Villalobos, Andrew Weatherall, Sonja Moonear, Magda, Margaret Dygas, Nicolas Lutz, Objekt, Zip.
Houghton. De 9 a 12 de agosto 2018.
Kings Lynn, Norfolk, Inglaterra.

Música eletrônica, artes em meio a uma cidade medieval em Portugal. Alguns nomes confirmados: Abdullah Rashim, Inga Mauer, Dexter.
Waking Life. De 15 a 19 de agosto de 2018.
Crato, Portugal.

Para sair do circuito habitual e se aventurar no País de Gales com um lineup de tirar o fôlego. Além disso, o festival também conta com performance e artes. Tocam The War on Drugs, Fleet Foxes, John Grant, Grizzly Bear, Dirty Projectors, John Talabot, Alex Cameron, etc.
Green Man. De 16 a 19 de agosto de 2018. 
Brecon Beacons, País de Gales.

Festival indie holandês, perfeito para acampar por três dias, com um lineup bem diversificado. Tocam De Staat, De La Soul, Agar Agar, Cabbage, Death from Above 1979, Jade Bird, etc.
Lowlands. De 17 a 19 de agosto de 2018.
Biddinghuizen, Holanda. Fica a 1 hora de carro ou 2 horas de trem de Amsterdã.

Apesar do nome remeter a algo mais soturno, o Sonus é um festival solar debaixo do selo alemão Time Warp. São cinco dias de festa à beira-mar e em barcos em Pag Island, na Croácia. No line-up tem Dixon, Agoria, Âme DJ, Nastia, Peggy Gou, Richie Hawtin, Ricardo Villalobos, Recondite (live), Sonja Moonear. Separa a roupa de praia e vai!
Sonus Festival. De 19 a 23 de agosto de 2018.
Zrce Beach, Pag Island, Croácia.

Festival na Georgia à beira-mar? Temos. O EchoWaves faz sua primeira edição tendo os organizadores do Exit por trás. O lineup tem Juan Atkins com orquestra, Tricky, Solomun, DJ Tennis, Derrick Carter, Moscoman, François K, entre outros, totalizando uma lista de 150 artistas de todos os cantos do mundo.
EchoWaves. De 23 a 26 de agosto, 2018.
Anaklia Beach, Georgia. 

Dois festivais indie britânicos tradicionais que acontece simultaneamente, como mesmo lineup, em Leeds & Reading. Tocam Fall Out Boy, Travis Scott, The Kooks, Kendrick Lamar, Panic! At the Disco, Kings of Leon, etc.
Reading & Leeds Festival . De 24 a 28 de agosto de 2018.
Reading e Leeds, Inglaterra. 

Festival numa locação incrível, um forte abandonado, reunindo grandes nomes da música eletrônica, passando por várias vertentes, mas com muita gente do techno. Tocam Kraftwerk 3D, Moodyman, Peanut Butter Wolf, John Hopkins, James Holden & The Animal Spirits, etc.
Dimensions. 29 de agosto a 2 de setembro de 2018.
Pula, Croácia. 

*Foto destaque: Wilderness / divulgação

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

23 de July, 2018

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.