De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

12 horas em Austin, no Texas

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

10 de October, 2018

Share

Patrocínio

Austin é a cidade mais badalada e culturalmente rica do estado do Texas. Diferentemente do clima interiorano texano, Austin tem frescor, jovialidade e pulsação contagiantes. Estive na capital texana 4 vezes, todas elas no SXSW, o maior festival de inovação do mundo que acontece por 8 dias sempre no início de março. É a quarta maior cidade do estado do Texas com pouco mais de 2 milhões de habitantes na área metropolitana.

Austin é musical, criativa, inovadora e a mais progressista do Texas. É considerada a capital da música ao vivo do mundo. A lista de artistas famosos que saíram de lá não é pequena e também não é de hoje. Nomes como Janis Joplin, Stevie Ray Vaughan, Willie Nelson, Iron & Wine, Meat Puppets e Explosions in the Sky são algumas das várias bandas brilhantes nascidas em Austin.

Infelizmente, acabou ficando cara por conta da alta procura que tem na maior parte do ano, pois abriga diversos eventos e festivais. O SXSW e o Austin City Limits são os dois festivais mais concorridos e que inflacionam bastante os valores de hospedagem. O valor médio de um quarto duplo na cidade num hotel 3 estrela é R$ 875, para você ter uma ideia. Este valor triplica na época desses festivais.

A Rainey St. é cheia de bares e restaurantes e casinhas fofas como essa. Foto: fouroverfour.jukely.com
A Rainey St. é cheia de bares e restaurantes e casinhas fofas como essa. Foto: fouroverfour.jukely.com

É uma cidade em constante movimento e construção. A área da Rainey Street, por exemplo, era totalmente residencial quando a visitei pela primeira vez em 2011. Hoje têm apenas bares ocupando antigas casas que resistiram ao tempo, e outras que surgiram no meio desta mudança. A Rainey Street é uma das ruas mais concorridas durante o SXSW. Conversando com uma garçonete durante um jantar na região, eu ouvi dela: “adoro ir no bar ao lado, pois um dos ambientes é o meu antigo quarto”. Os bares e até mesmo as danceterias ficam abertas até às 2h, pois após esse horário é proibido vender bebida alcóolica em qualquer estabelecimento. Não espere por noites tão longas em Austin.

Uma das casas que fiquei em Austin num bairro menos central. Foto: Lalai Persson

Saindo da área central, que não é muito grande, casas fofas de madeira com belos jardins se enfileiram uma atrás da outra em ruas calmas. Nos finais de semana é comum ver famílias se reunindo na frente delas para churrasco, cerveja e música, muitas vezes ao vivo. Algumas fecham ruelas, armam palco e criam seu próprio evento de rua.

Keep Austin Weird num muro da cidade. Foto: acrossthemargin.com
Keep Austin Weird num muro da cidade. Foto: acrossthemargin.com

Raramente as pessoas viajam até Austin apenas para conhecê-la. Elas costumam se mover para lá por conta de alguma programação especial e então decidem ficar. Contabiliza-se 150 pessoas se mudando pra lá diariamente. O slogan “Keep Austin Weird” (2002) foi substituído por  “Welcome to Austin, please don’t move here”. Não à toa a cidade lidera vários rankings: é a melhor cidade para se aposentar dos EUA; foi considerada a melhor cidade para morar nos EUA em 2018 e para a música; a segunda para trabalhar e para começar um novo negócio, só para citar alguns.

SXSW Outdoor Stage, no Lady Bird Lake. Foto: SXSW
SXSW Outdoor Stage, no Lady Bird Lake. Foto: SXSW

Além disso tudo, Austin tem uma ótima gastronomia e é o paraíso para quem ama um churrasco, além de ser considerada uma Silicon Valley 2.0. É uma cidade extremamente verde, cheia de lagos, piscinas naturais, montanhas e parques. O Parque Zilker, na região central, é um dos 200 parques em Austin, e o local onde acontece o festival Austin City Limits. No segundo sábado do SXSW, o parque recebe o Outdoor Stage, na área do Lady Bird Lake, para uma tarde de shows gratuitos com o skyline da cidade como pano de fundo. É sempre imperdível!

A cidade é ótima para passar um fim de semana ou esticar alguns dias entre um festival e outro. Difícil é escolher o que fazer em doze horas, mas optei pelos lugares que achei mais clássicos e autênticos da cidade. Recomendo alugar uma bicicleta e fazer tudo com ela. Se tiver dias extras, vale a pena conferir os tours que a Austin Bike Tours & Rentals oferece.

Café da manhã

Counter Cafe, Austin. Foto: divulgação
Counter Cafe, Austin. Foto: divulgação

Se entregue sem culpa a um café da manhã bem servido e digno para um texano. O Counter Cafe é um autêntico diner americano. É despretensioso e simples. O menu conta também com pratos bem servidos preparados à base de ovos e batatas, sanduíches, tortas, tacos, granola e por aí vai. Prepare-se para um belo banquete. Caso goste de panquecas, não deixe de pedir a de blueberry. Provavelmente vai entrar na lista de melhor panqueca que você já comeu na vida.

Counter Cafe
626, N Lamar Blvd ou
1914, E 6th Street, Austin
Diariamente das 7 às 15h.

Outras opções:

O Fleet Coffee é para quem gosta de experimentar café misturado com outros ingredientes como água tônica ou morangos. Mas para quem prefere um café filtrado com grãos selecionados, também irá encontrar sua opção aqui. No menu de comida, a estrela é o taco, mas há também opções mais simples como croissants, tortas, bolos. Endereço: 2427, Webberville Rd, Austin. Aberto diariamente das 7 às 19h.

Caso você esteja procurando um café próximo ao Austin Convention Center, o Easy Tiger Bake Shop tem ótimas opções de pães e pretzels de fabricação própria. É tudo bem saboroso e é possível também comprar pão a qualquer hora pra levar pra casa. Endereço: 709 E 6th Street, Austin. Aberto de domingo a quarta-feira, das 7 à 0h; quinta a sábado, das 7 às 2h. 

Café No Sé é perfeito para um brunch caprichado num ambiente com ar californiano. No menu há opções para todos os gostos, do simples ao café da manhã mais caprichado. Recomenda-se reservar mesa nos finais de semana. Endereço: 1603, South Congress, Ave, Austin. Aberto diariamente das 7 às 22h. O brunch é servido aos sábados e domingos, das 10 às 15h.

Também na região do South Congress, o Seventh Flag Coffee fica numa simpática casa com jardim, tem ótimos grãos selecionados e oferece uma torrada com avocado deliciosa. É um bom lugar para dias ensolarados. Endereço: 1506, 1st Street. Aberto diariamente das 7 às 19h.

Manhã

Barton Springs Pool, Austin. Foto: Randall Chancellor
Barton Springs Pool, Austin. Foto: Randall Chancellor / flickr.com

A Barton Springs Pool é uma piscina pública feita com água de fontes naturais próximas. É um verdadeiro retiro urbano no meio do Parque Ziller. A piscina tem 12.140 metros quadrados! A água é gelada, por isso só é possível curti-la durante o verão. A temperatura média é de 21ºC. A piscina é também o habitat da simpática salamandra rosa. Foi nesta piscina que o ator Robert Redford aprendeu a nadar aos 5 anos de idade. O local é concorrido, atraindo cerca de 800 mil visitantes por ano. São cerca de 15 minutos pedalando a partir do centro da cidade. Endereço: 2131, William Barton Drive, AustinDiariamente das 5 às 22h. Fechado às quintas-feiras das 9 às 19h para limpeza. Ingresso: US$9 para adultos não residentes.

The Continental Club, South Congress, Austin
The Continental Club, South Congress, Austin. Foto: divulgação

Depois de se refrescar, siga para a South Congress, quando todas as lojas já estão abertas. É a rua mais eclética e vibrante de Austin. Lojas, café, restaurantes, brechós, bares, casas de shows – como o icônico The Continental Club – se enfileiram uma atrás da outra. Dá para passar o dia batendo perna na região. O que mais gosto de ver por lá é o movimento na rua entre locais e visitantes.

A área da South Congress é cheia de estabelecimentos como esse. Foto: Lalai Persson
A área da South Congress é cheia de estabelecimentos como esse. Foto: Lalai Persson

Caso livros sejam sua paixão, não deixe de visitar o South Congress Books. O catálogo conta com primeira edição de alguns livros, literatura clássica, filosofia obscura e até livros de conspirações bizarras. Eles têm também uma bela coleção de pôsteres vintage. Na dúvida do que comprar, não deixe de pedir sugestões ao staff, eles poderão te surpreender. Ótimo lugar para comprar presentinhos. Endereço: 1608 South Congress Ave, Austin. Aberto diariamente das 11 às 19h.

Allen Boots, South Congress, Austin. Foto: Allen Boots / Divulgação
Allen Boots, South Congress, Austin. Foto: Allen Boots / Divulgação

Mesmo que você não tenha intenção de comprar uma verdadeira bota cowboy, não deixe de visitar a Allens Boots. É inacreditável a variedade das botas, chapéus e acessórios. Caso tenha a intenção de comprar um par, prepare o bolso. As botas custam em torno de US$ 500. O clichê aqui é caro. Endereço: 1522 South Congress Ave., AustinDe segunda a sábado, das 9 às 20h; domingo, das 12 às 18h.

A Lucy in Disguise with Diamonds traz uma divertida coleção de fantasias, roupas vintage, acessórios. Caso tenha uma festa à fantasia na agenda, não deixe de visitá-la. Caso não tenha, não deixe de visitá-la ainda assim. Endereço: 1506 South Congress Ave., Austin. Domingo à quinta, das 11 às 20h; Sexta e sábado, das 10 às 21h

Almoço

Bouldin Creek, South Congress, Austin. Foto: Lalai Persson
Bouldin Creek, South Congress, Austin. Foto: Lalai Persson

O Bouldin Creek Cafe, um do restaurantes mais antigos da South Congress, é marcante em vários quesitos. A decoração, os atendentes e o menu vegano/vegetariano super criativo são alguns deles. O lugar é bem concorrido por locais e fica numa rua mais residencial. O cardápio é bem diversificado. Tem saladas, omeletes, tacos, sanduíches. Endereço: 1900, 1st Street.  Aberto de segunda a sexta, das 7 à 0h; sábado e domingo, das 8 à 0h.

Outras opções:

Perla's Oyster Bar, South Congress, Austin. Foto: divulgação
Perla’s Oyster Bar, South Congress, Austin. Foto: divulgação

A Enoteca Vespaio oferece um menu com massas deliciosas, frutos do mar, charcuteria, panini, pizzas, carnes e saladas. Tem um ambiente super agradável e uma ótima carta de vinhos. É, provavelmente, um dos melhores restaurantes da região da South Congress. Endereço: 1610 South Congress Ave, Austin. Aberto diariamente das 11 às 22h. Aos domingos, das 10 às 15h e das 17 às 22h.

Quem gosta de peixes, frutos do mar e ostras, o Perla’s Seafood & Oyster Bar é uma delícia, tem cozinha sazonal e só trabalha com ingredientes frescos. Tem um pátio ótimo para almoços em dias quentes e bons drinks. É também um lugar para ver e ser visto. Endereço: 1400 South Congress Ave., Austin. Segunda a sexta, das 11h30 às 15h; jantar diariamente das 17h30 até o último cliente. O bar funciona diariamente das 15h até o último cliente.

Para quem quiser experimentar um bom churrasco texano, o food truck Leroy & Lewis está na lista dos melhores churrascos de Austin. Trabalha apenas com produtos locais e tem também um cardápio de churrasco coreano. Ótimo para uma refeição rápida. Endereço: 121 Pickled Road, Austin. Abre de quarta a domingo, das 11 às 21h.

Se você abriu mão de passear na South Congress para continuar na piscina, almoce no The Picnic Food Truck Park, que fica próximo à saída do parque. Ali com certeza você encontrará algo de sua preferência, pois a variedade de cozinhas é grande.

A fila do Franklin Barbecure, Austin. Foto: wecouldlivehereblog.com
A fila do Franklin Barbecure, Austin. Foto: wecouldlivehereblog.com

Caso você queira mesmo experimentar um churrasco texano num lugar clássico da cidade, os dois lugares são: o Iron Works Barbecue, que existe há 40 anos e continua na lista dos melhores da cidade (durante o SXSW tem pessoas dormindo na fila para conseguir uma mesa no almoço) ; e o segundo é o Franklin Barbecue, que tem o chef Aaron à frente da cozinha, já levou alguns prêmios desde sua abertura, mas só abre no almoço. Ele também tem sempre bastante fila.

Tarde

Jo's Coffee - I love you so much, Austin. Foto: Austinot. com
Jo’s Coffee – I love you so much, Austin. Foto: Austinot. com
A revoada de morcegos na Congress Bridge. Foto: shutterstock
A revoada de morcegos na Congress Bridge. Foto: shutterstock

Antes de atravessar a ponte para Downtown, passe no Jo’s Coffee para tirar uma foto no famoso grafite “I love you so much“. E então siga para a Congress Bridge, que tem uma bonita vista da cidade. Entre março e outubro, é nela que acontece a revoada de 1 milhão e meio de morcegos formando um magnífico espetáculo no céu, que acontece 20 minutos antes do pôr-do-sol.

Contemporary Austin Jones Center. Foto: divulgação
Contemporary Austin Jones Center. Foto: divulgação

O prédio do Contemporary Austin Jones Center foi todo renovado e reabriu suas portas em 2015. A arquitetura super moderna chama atenção em meio a prédios clássicos. O museu é pequeno e conta apenas com 2 andares e um terraço de onde se vê uma instalação de neon escrito “With Liberty and Justice for All“, de Jim Hodges. As exposições são pequenas, então a visita acaba sendo bem rápida. Endereço: 617 Congress Avenue, Austin. De segunda a quarta, das 7 às 22h; quinta e sexta até 0h; sábado, das 8 à 0h e domingo, das 8 às 22h.

A sala do Paramount Theatre. Foto: Austin Pixels / flickr
A sala do Paramount Theatre. Foto: Austin Pixels / flickr

Não deixe de passar em frente ao histórico Paramount Theatre (melhor ainda se conseguir assistir um filme ou espetáculo por lá). Ele foi fundado em 1915 e faz parte da lista de Registro Nacional de Lugares Históricos dos Estados Unidos. O teatro abriga 1.270 pessoas e é onde são feitas algumas das estreias de filmes mais importantes durante o SXSW. Endereço: 713 Congress Ave, Austin. Horário de acordo com a programação.

Capitol Texas, Austin, por dentro. Foto: David Hertle - Unsplash
Capitol Texas, Austin, por dentro. Foto: David Hertle – Unsplash

O Capitólio do Texas fica em Austin, a capital. A construção renascentista data de 1882-1888. É super bonito e imponente e vale a pena dar uma volta em seus jardins. A entrada é gratuita. Endereço: 1100 Congress Ave., Austin. De segunda a sexta, das 7 às 22h. Sábado e domingo, das 9 às 20h.

LBJ Library, Austin. Foto: divulgação
LBJ Library, Austin. Foto: divulgação

O controverso presidente Lyndon B. Johnson (1963-1969) tem sua biblioteca presidencial na cidade. Nos Estados Unidos, todos os ex-presidentes ganham uma biblioteca pública. A do Barack Obama, por exemplo, está sendo construída e prevista para abrir em 2020, em Chicago. A LBJ Library é uma mistura de biblioteca e museu. Nela se encontram 45 milhões de páginas de documentos históricos de toda a vida pública deste ex-presidente, cerca de 650 mil fotos, 5 mil artefatos doados para o presidente, entre outros. Para facilitar a visita, vale a pena baixar o app oficial que oferece alguns tours guiados, incluindo um para ver os destaques com duração de 1 hora. Endereço: 2313 Red River St., Austin. Aberto diariamente das 9 às 17h. Ingresso US$ 10.

A Waterloo Records é a maior loja de discos de Austin e existe desde 1982. Se você é um apaixonado por vinil ou mesmo CDs, vai se perder entre suas fileiras. Está em várias listas de “melhores lojas de discos dos Estados Unidos”. São 600 metros quadrados de loja! Costuma ter shows ao vivo. Nirvana, St. Vincent, Animal Collective são algumas das bandas que já passaram por lá. Geralmente as performances acontecem às 17h em dias variados da semana. Durante o Austin City Limits, há sessões de autógrafos com artistas e bandas. De discos raros a lançamentos, muitas coisas são encontradas em suas prateleiras. Endereço: 600 North Lamar Blvd, Austin. Segunda a sábados, das 10 às 23h; domingo, das 11 às 23h.

Ao lado fica a Book People, a maior livraria independente do Texas. Foi fundada em 1970 e figura de vez em quando a lista de melhores livrarias dos Estados Unidos. São dois andares para qualquer bibliófilo perder a cabeça. Vale a pena dar uma espiada. Endereço: 603 North Lamar Blvd, Austin. Diariamente das 9 às 23h.

Caso você, como eu, seja apaixonado por supermercados, a loja número 1 do Whole Foods fica também nessa área. Foi nela que nasceu essa grande rede de supermercados nos anos 1980.

Fim do dia

6th Street - aka Dirty Street - numa das diversas festas que abriga. Foto: divulgação
6th Street – aka Dirty Street – numa das diversas festas que abriga. Foto: divulgação

Hora de curtir uma das melhores coisas de Austin: a vida boêmia. A 6th Street, conhecida como Dirty Six pelos locais, é um marco na cidade. Nela enfileiram-se bares, restaurantes e casas de shows. Durante o SXSW, ela é fechada e vira um grande calçadão, mas fora dessa época, a rua é bem tranquila durante o dia. Impossível ir a Austin e não passear nela. Escolher um lugar para ficar é o maior desafio que você terá no dia. A escolha vai depender muito de qual tipo de bar você quer. Caso procure por ótimos coquetéis, o Garage é uma ótima opção na 503 Colorado St com a 6th.

The Liberty Bar, na 6th Street, Austin. Foto: austinot.com
The Liberty Bar, na 6th Street, Austin. Foto: austinot.com

O The Liberty, um dos bares mais antigos da 6th Street, tem uma imensa lista de cerveja, um jardim nos fundos com um food truck com cozinha influenciada pela culinária japonesa e pinball. A fachada dele é inspirada nos anos 1950.

Outras sugestões:

Outros bares para colocar na lista: Midnight Cowboy para coquetéis; Small Victory para coquetéis old-fashioned e charcuteria; Whisler’s para drinks customizados de acordo com seu gosto e comidinhas (eles tem um ótimo jardim externo); o Clark’s Oyster Bar, mais requintado, para tomar drinks acompanhados de frutos do mar a céu aberto (fica na 6th, mas próximo ao Waterloo Records & Video); The Townsend para um lugar mais sofisticado com shows ao vivo (fica na Congress Av.).

Jantar

A sala do Alamo Draft House, onde é possível comer e ver filme. Foto: divulgação
A sala do Alamo Draft House, onde é possível comer e ver filme. Foto: divulgação

Hora do jantar. Nas imediações, restaurantes bons não faltam. Aqui eu me divido em duas recomendações. A primeira é para quem ama um cinema. O Alamo Drafthouse Ritz é um dos meus lugares favoritos de Austin. Salas pequenas, comida super gostosa servida enquanto você assiste a um bom filme. Fundado em 1997, o cinema ficou conhecido pelas regras rígidas exigindo que o público mantenha sua etiqueta durante a exibição dos filmes. No menu tem bons coquetéis, mais de 30 tipos de cervejas e boa comida, com hambúrguer, pizza e outros pratos. É uma experiência bem única. Endereço: 320 E 6th, Austin. Horários de acordo com as sessões. O Violet Crown Cinema é outra opção em Austin para ver filme e comer ao mesmo tempo.

Emmer & Rye, na Rainey Streeet. Foto: divulgação
Emmer & Rye, na Rainey Streeet. Foto: divulgação

Mas se desconfia que poderá dormir na sala ou não está na vibe de ver filmes, siga para a charmosa Rainey Street, rua empacotada de bares e restaurantes. O Emmer & Rye tem cozinha contemporânea americana e é uma ótima opção para compartilhar pratos. As massas são deliciosas e tem boas opções de vinhos. A decoração é moderna e minimalista, o atendimento é simpático. Recomenda-se reservar mesa. A fachada é de vidro, possibilitando assistir ao movimento na rua. Dizem que o brunch deles é fabuloso. Endereço: 51, Rainey Street, Austin. Terça a quinta, das 17h30 às 22h; sexta e sábado, até às 23h; domingo das 11h às 14h e das 17h30 às 22h. 

Noite

O palco intimista do Stubbs, onde o chão é de terra. Foto: divulgação SXSW
O palco intimista do Stubbs, onde o chão é de terra. Foto: divulgação SXSW

Casas boas de show ao vivo não faltam em Austin. Caso queira pular um jantar mais sofisticado, como o oferecido pelo Emmer & Rye, e queira saborear um suculento churrasco, o Stubb’s Bar-B-Q reúne duas coisas ótimas: churrasco e música ao vivo. Ele tem um restaurante interno com uma boa trilha sonora, um palco menor dentro e um palco aberto com capacidade para 2 mil pessoas. A curadoria de shows é impecável e raramente desaponta. Vá sem medo. Endereço: 801 Red River St, Austin. Segunda a quinta-feira, das 11 às 22h; sexta e sábado, até às 23h; domingo, das 10h30 às 21h.

The White Horse, Austin. Foto: divulgação

Caso queira ter uma noite típica texana, o lugar é o White Horse, bar dedicado à country music. Você vai se sentir no túnel do tempo. Todos os dias tem show ao vivo de bandas locais e uma pista de dança, onde ninguém se acanha em dançar. O White Horse é tomado por típicos cowboys. Tem mesa de bilhar, comida mexicana, coquetéis e boa seleção de cervejas. Ele é considerado o bar que mais causa ressaca no dia seguinte. Endereço: 500 Comal St, Austin. Diariamente das 15 às 2h.

Outras ótimas casas de shows que vale a pena conferir a programação para decidir onde terminar a noite: The Continental Club (na South Congress), Mohawk, Parish. Caso queira mesmo dançar, a boa opção é o Barbarella.

Para se hospedar

O meu quarto no Kimpton Austin. Foto: Lalai Persson
O rooftop com piscina e bar do Kimpton Austin. Foto: divulgação
O rooftop com piscina e bar do Kimpton Austin. Foto: divulgação

Eu fiquei em alguns hotéis pela cidade, mas meu favorito foi o 4 estrelas Kimpton Hotel Van Zandt, ao lado da Rainey Street. Além da ótima localização, o hotel é moderno, tem quartos amplos e confortáveis, é pet friendly, tem shows ao vivo, piscina, academia funcionando 24 horas e bicicletas disponíveis para os hóspedes. Mas uma das estrelas do local, que tem em toda a rede Kimpton, é a “hora do vinho”. Às 17h é feito um happy hour no lobby do hotel com degustação de vinho à vontade. No terraço há o Geraldine’s, bar e restaurante. A comida é soberba e os drinks são ótimos. Todos os dias após o jantar acontecem shows ao vivo. No térreo tem um café para refeições matinais mais rápidas ou para trabalhar.

Bônus

A Universidade do Texas tem uma instalação de luz do artista James Turrel. “The Color Inside” é um skyspace (similar ao que tem no Chichu Art Museum, em Naoshima, Japão), que tem sua cor alterada de acordo com a luz externa causando uma ilusão de ótica. A visitação é gratuita, mas é necessário fazer reserva. O ideal é visitar durante o pôr-do-sol.

Está indo para os Estados Unidos? Aproveita a ótima oferta de câmbio oferecida pela Treviso Corretora de Câmbio.

*Foto destaque: Carlos Delgado – Unsplash

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

10 de October, 2018

Share

Patrocínio

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.