Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Tudo sobre mercado audiovisual e realidade virtual no Festival Path 2019

Quem escreveu

Lucymara Andrade

Data

30 de May, 2019

Share

Já escrevemos alguns artigos sobre como o Festival Path 2019, em sua sétima edição, é a melhor opção de evento para o final de semana dos dias 1 e 2 de junho em São Paulo – e que pela primeira vez vai estar na Avenida Paulista, inovando em pleno caos urbano na maior cidade do país. Falamos aqui nesse artigo sobre as inovações que o Festival traz na área da música, e dessa vez chegou a hora de falar sobre o audiovisual e realidade virtual.

O Chicken or Pasta entrevistou a Geórgia Guerra-Peixe (Joca), diretora de cinema de longas como o documentário O samba que mora em mim (2010) e curadora da área audiovisual do Festival Path, para as pessoas que pretendem entrar no mercado e para quem já trabalha na área saberem o que esperar da programação de palestras e workshops do evento.

;

Além disso, entrevistamos também Fabio Hofnik, produtor do Hyper Festival, um festival exclusivo no Brasil sobre produção e mercado de VR/AR e Fundador do TheXRDb.com, para falar sobre a programação de VR/IA que vai rolar no festival. Confira tudo aqui embaixo:

A indústria de audiovisual e o futuro: o que esperar?

Qual o mercado por trás das telonas? Na palestra “Com a mão na película: os desafios dos produtores no cinema brasileiro”, a conversa é com quem realiza os projetos cinematográficos no Brasil, para discutir se o mercado de quem faz é o que faz o mercado de quem assiste. Como estão os movimentos para manter e aquecer as produções? Quais os obstáculos enfrentados para seguir levando as produções brasileiras ao patamar internacional?

Quem vai estar nesse bate-papo é Caio Gullane, Juliana Funaro e a conversa toda vai ser mediada por Zico Goes, que já foi gerente de programação e conteúdo da Globosat, e hoje é vice-presidente de conteúdo da FOX. Para quem não liga o nome à pessoa, Caio Gullane fundou a Gullane Entretenimento em 1996 e produziu mais de 45 longas e 25 séries, especiais e documentários para televisão, trabalhos reconhecidos com premiações importantes no Brasil e exterior, sucessos de público e crítica. Juliana Funaro é advogada e Produtora de Cinema com especialização em direito autoral, propriedade intelectual e entertainment business.

A oficina “Os cursos de audiovisual conseguem acompanhar o mercado?” será uma excelente oportunidade de refletir sobre a formação dos novos profissionais do mercado audiovisual e saber como as instituições de ensino estão enxergando um meio cada vez mais vinculado à tecnologia e novas mídias. A oficina é conduzida por Humberto Neiva, que é coordenador do curso de graduação de cinema na FAAP, professor das matérias de “Produção Executiva” e “Distribuição e Exibição” do Curso de Cinema da Faculdade de Comunicação da FAAP em São Paulo; e também pela Gisele Jordão, doutora em comunicação e práticas de consumo, mestre em gestão internacional e bacharel em comunicação social (ESPM-SP), e professora da ESPM São Paulo nos cursos de graduação em Comunicação Social e Cursos de Férias de Marketing Cultural e temas afins, desde 1999.

A Globo, o principal canal de TV aberta no Brasil, dá os primeiros passos no formato de vídeo sob demanda. O que acontece quando o streaming chega para transformar a maneira como o conteúdo é consumido? Quais são as singularidades do mercado brasileiro para o mercado global? Esses são alguns dos questionamentos de uma das palestras indicadas fortemente pela Joca, a “Quando a TV parte para a internet”, conduzida pelo Tiago Lessa, Head de Marketing, CRM e Inteligência Globoplay, e Vera Zaverucha, que já foi diretora da Ancine, secretária de estado da SAV, e diretora da FCB.

Por último, vale mencionar a palestra “O poder do audiovisual em redesenhar a realidade brasileira”, uma conversa sobre liberdade criativa e os caminhos da dramaturgia brasileira e como vislumbrar novos caminhos por meio do audiovisual com Paula Sacchetta, diretora do filme “Precisamos Falar do Assédio”, Alice Riff, diretora de “Meu Corpo é Político” e Taina Muhringer, que é roteirista de TV e escreveu “Eu Preso”, a estrear no Canal Curta.

Tudo o que você precisa saber sobre VR e IA hoje

Photo by Paul Bence on Unsplash

Os dois painéis sobre VR no Festival Path, segundo Fabio, tem o objetivo de aproximar o público do Path dos profissionais que pensam e criam VR no Brasil e seus desafios e projetos futuros, assim como facilitar o entendimento do publicitário, anunciante e estrategista no que é possível de ser produzido através das tecnologias e linguagens imersivas digitais. O enorme desafio do momento, ainda segundo Hofnik, é dar um motivo minimamente satisfatório para o uso das novas tecnologias que não seja prejudicial ao social, ou seja, preencher lacunas nas vidas de todos sem apagar a humanidade de cada um.

Controles táteis, sensores de movimento corporal e rastreamento de visão são apenas algumas da série de inovações que estão revolucionando a forma que nos relacionamos com o mundo. As novas tecnologias procuram realizar experiências cada vez mais reais e interativas entre as pessoas e seus dispositivos. Na palestra  “As novas tecnologias imersivas a favor das melhores experiências”,você vai ter a oportunidade de saber tudo de mais atual sobre as indústrias de realidades imersivas e quais são as tecnologias de hardware e software que estão tornando a imersão mais completa. A Márcia Golfieri, que participa do painel, se considera Catalista Corporativa, Desorganizadora Empresarial e Líder de Desenvolvimento de Ecossistema Startup para pesquisa e inovação, tem uma bagagem enorme em formação de comunidades e tecnologias disruptivas e entende muito bem o uso mais adequado das ferramentas que estamos vendo nascer todos os dias. Os outros palestrantes sãoArgemiro Lima,  Head da Plataforma de tecnologia do Facebook no Brasil e Gabriela Thobias, co-fundadora da Skullfish Studios.

Os games e a realidade virtual estão transformando a forma com que interagimos com histórias. Na mesa “VR e AR no cinema, games e publicidade”, você vai entender como as novas linguagens do audiovisual imersivo tem trazido experiências únicas que transformam o cinema, os games e a publicidade, com Bruno Pedroza, sócio-fundador e diretor criativo da produtora Broders; Simone Kliass, idealizadora e co-curadora do festival Pixel Voice e membro fundadora do XRBR; e Camilla Slotfeldt, designer digital, artista e empresária de games e CEO da BitCake Studio.E aí, pronto para ver isso tudo acontecer?

Horário das oficinas

Essa é dica pra colocar na agenda! Anota aí em que horário essas oficinas vão acontecer:

Data: 1 de Junho | Horário: 11:00 – 12:00: Os cursos de audiovisual conseguem acompanhar o mercado?, Maksoud Plaza, Sala Santa Catarina

Data: 1 de Junho | Horário: 11h45 – 12h45: O poder do audiovisual em redesenhar a realidade brasileiraMaksoud Plaza, Sala Mato Grosso

Data: 1 de Junho | Horário: 15:00 – 16:00: VR e AR no cinema, games e publicidade, Hotel Tivoli Mofarrej, Sala Jardins B

Data: 2 de Junho | Horário: 13h45 – 14h45: Quando a TV parte para a internet, Hotel Tivoli Mofarrej, Sala Pinheiros

Data: 2 de Junho | Horário: 17h00 – 18h00: Com a mão na película: os desafios dos produtores no cinema brasileiro, Hotel Tivoli Mofarrej, Sala Jardins B

Data: 2 de Junho | Horário: 11h00 – 12h00: As novas tecnologias imersivas a favor das melhores experiências, Clube Homs, Sala Paulista

*Foto destaque: Giu Vicente

Quem escreveu

Lucymara Andrade

Data

30 de May, 2019

Share

Lucymara Andrade

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.