De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos em São Paulo para driblar a crise.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Vento Festival lança plataforma para conexões musicais entre Brasil e o mundo

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

03 de October, 2018

Share

Após quatro edições do Vento Festival, as idealizadoras Anna Penteado e Tatiana Sobral lançam o Vento Space, no Estúdio Bixiga. A proposta é fazer uma conexão entre o Brasil e artistas do cenário da música independente de diferentes lugares do mundo. A estreia é com com a Noite Franco-Brasileira prometendo muita música boa com os franceses Why Mud e Dj Éthienne-Éthienne e as brasileiras LETO e Dj Lia Macedo.
A noite começa com a brasilidade da DJ Lia Macedo, reconhecida na noite paulistana por sua personalidade sonora vibrante. Quem assume depois disso é a Leto, que lança seu primeiro álbum ainda esse ano pelo Freak Studio. Sua música mistura trap, pop e R&B.
O destaque da noite é a banda francesa Why Mud, que traz seu rock psicodélico para a noite paulistana. O show faz parte da turnê “Ketchup”. Você vai gostar do som deles se Tame Impala e Boogarins estão na sua lista de artistas favoritos.

Quem encerra a noite é o francês Dj Éthienne-Ethienne.
Why Mud @ Vento Space
Quinta-feira – 2.10 – das 22h30 às 4h
Estúdio Bixiga – Rua Treze de Maio, 825, Bela Vista
Ingressos de R$ 20 a R$ 30
*Foto destaque: Why Mud / divulgação – Esse texto foi escrito em conjunto com Ana Portela.

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

03 de October, 2018

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.