De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Para curtir o dia do rock em São Paulo

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

13 de July, 2017

Share

Desde que o Alexandre Matias virou o curador do Centro Cultural São Paulo a programação só melhorou. Hoje, dia do rock, não poderia deixar de falar sobre o Centro do Rock, evento que reúne música, literatura e cinema. E, claro, tudo tudo envolvendo o nosso bom rock’n roll.

Thiago Pethit interpreta Patti Smith. Foto: divulgação
Thiago Pethit interpreta Patti Smith. Foto: divulgação

Destaques não faltam na programação que conta com shows, discos comentados, debates, filmes e exposições. Quem quiser celebrar a data hoje, quinta-feira, não poderia celebrá-la de melhor maneira. O show é do Thiago Pethit interpretando a musa Patti Smith, com participação especial da atriz Bianca Comparato lendo trechos de poemas e dos livros Just Kids e M Train. O show começa às 21h, terá 90 minutos e entrada gratuita. Concorrido como promete ser, vale a pena chegar no mínimo com duas horas de antecedência para retirar os ingressos.
Bob Dylan, Leonard Cohen e Patti Smith
Bob Dylan, Leonard Cohen e Patti Smith serão os artistas discutidos na mesa “A literatura, o rock e o Nobel”.

Não ache que vá ficar à toa nessa espera. Antes, às 19h, acontece a mesa “A literatura, o rock e o Nobel”. A discussão irá girar em torno de três artistas que se sobressaíram em suas carreiras no rock, mas também se aventuraram no universo literário. São eles: Leonard Cohen, Patti Smith e Bob Dylan. A mesa será mediada por Alexandre Matias e terá participações de Daniel Benevides (Leonard Cohen), Fabrício Corsaletti (Bob Dylan) e Fernanda D’Umbra (Patti Smith).
Happy Mondays em A Festa Nunca Termina
Happy Mondays em A Festa Nunca Termina

Quem preferir se render completamente ao Dia do Rock, começando cedo, a partir das 15h tem a sessão de filmes no Geração Rock’n Roll. Os filmes são A Volta para o Futuro (15h), Isto é Spinal Tap (17h30) e A Festa Nunca Termina (19h10). Os ingressos custam R$ 2,00.
Boogarins, um dos destaques do Centro do Rock.
Boogarins, um dos destaques do Centro do Rock.

O Centro do Rock vai até 30 de julho. Entre os vários destaques, tem shows das bandas Ventre e E a Terra Nunca Pareceu Tão Distante, no dia 16.7, e Boogarins com MQN, no dia 23.7. Acontece apenas mais um debate na sexta-feira (14.07, às 19h) para discutir o embate entre a crítica musical e as bandas de rock, do Brasil e no mundo. A mesa será mediada por Cadão Volpato e terá participação de Lúcio Ribeiro e Alex Antunes.
Vale a pena também participar de pelo menos um “Discos Comentados”, que tem entrada gratuita, acontece sempre aos sábados, às 15h30:
Dia 15.7 – Vários – Tropicália ou Panis et Circensis e Raul Seixas – Krig-Há Bandolo:
Dia 22.7 – Kid Abelha e os Abóboras Selvagens – Seu Espião e Paralamas do Sucesso – Selvagem?
Dia 29.7 – Raimundos – Raimundos e Los Hermanos – Ventura.
Para conferir a programação completa e informações, só clicar aqui.
Centro Cultural São Paulo – CCSP: Rua Vergueiro, 1000.
 
Foto destaque: Marcos Bacon 

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

13 de July, 2017

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.