De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Ótimos restaurantes em hotéis em Berlim

Quem escreveu

Sarah Galvao

Data

17 de January, 2017

Share

Muitas vezes, escolher um hotel com um ótimo restaurante é uma decisão super acertada. Seja para os dias de chuva e frio, ou apenas por cansaço e pura preguiça, ter uma refeição ótima a apenas um elevador de distância é tudo o que a gente quer em algumas viagens. Separamos restaurantes em hotéis em Berlim para essas situações. Mesmo se você não ficar hospedado neles, vale muito a pena a visita para provar uma boa comida na cidade.

Cecconi’s Berlim

Ficar hospedado no Soho House Berlim não é para qualquer um, já que é preciso ser sócio ou ter a reserva aceita pelo staff para dormir por lá. Visitar o prédio, porém, é livre. Comer no Cecconi’s (Torstraße 1, Mitte) é obrigatório para provar o melhor restaurante italiano de Berlim.

Foto: Cecconi´s Berlin
Foto: Cecconi´s Berlin

Situado no lobby do hotel, o Cecconi’s tem uma decoração clássica, com cozinha aberta e forno visível do salão. Os pratos são hits da cozinha italiana. Provamos o gnocchi assado com gorgonzola de entrada. Gratinado e delicioso. O steak tartare trufado tem o tempero perfeito e uma apresentação bem cuidada.  Também comemos o clássico romano Caccio&Pepe e também o Agnolotti del Plin com trufas negras. Ambos feitos com massa fresca, claro. As pizzas também são requisitadas e o menu de almoço custa ao redor de 20 euros. Um pouco acima da média berlinense, porém uma pechincha para algo com a qualidade e o selo Soho House.

Foto: Sarah Galvão
Foto: Sarah Galvão

No verão, o Cecconi’s Berlim tem uma área externa para curtir melhor o restaurante. Depois do banquete, dê uma voltinha no The Store, uma loja multimarcas com guias, roupas e objetos bacanas e descolados também no lobby do hotel.

The Butcher

O The Butcher (Kantstraße 144, Charlottenburg) tem a fama de ser um dos melhores hambúrgueres de Amsterdã. No final de 2016, chegou também em Berlim, no lobby do lindo hotel boutique Sir Savigny. O restaurante, com foco intenso na carne, tem 14 opções de hambúrguer no menu. Mas se você é vegetariano, não se assuste com o nome: uma das coisas mais maravilhosas que provamos por lá não leva carne. O sweet corn fritters é como um bolinho frito de milho crocante e delicioso, com o gosto doce-salgado do milho. Nunca tínhamos provado isso na vida e já viramos fãs.

Foto: The Butcher
Foto: The Butcher

Todos os hambúrgueres são feitos com a carne Prime Aberdeen Angus, com exceção, claro, da opção vegetariana. Desnecessário dizer que são suculentos e rosadinhos. O The Butcher serve fast food premium, perfeito para dias de fome e/ou ressaca. O jardim no verão é uma delícia para beber um drink. No inverno, a sala de vidro com lareira também é bem convidativa.

Foto: Sarah Galvão
Foto: Sarah Galvão

NENI

O NENI (Budapester Str. 40, Tiergarten) fica no terraço do descoladíssimo 25 hours Bikini Berlin. Por isso é, provavelmente, o restaurante com as melhores vistas da cidade. De lá, os olhos chegam até Tiergarten, passando pelo mítico Siegessäule (o obelisco do filme “Asas do Desejo”), a Igreja Memorial Imperador Guilherme e outros ícones da Berlim Ocidental.

Foto: Sarah Sioli Galvão
Foto: Sarah Sioli Galvão

Mas além da beleza, o NENI tem um conceito bacana e uma comida deliciosa. Os donos, uma família de israelenses, incentivam os comensais a dividirem todos os pratos – e assim também bons momentos e as good vibes. O menu é cheio de opções do Oriente Médio, como babaganoush (pasta de berinjela defumada), sabich (pote com berinjela, hummus, ovo e molho de tomate), hamshuka (homus com carne de vaca e cordeiro apimentadas) e kebab. Tudo fresco, saudável e com sabores sírios, turcos, israelenses, libaneses…As sobremesas são outro espetáculo a parte.

Frango com empanada de amêndoas com batata doce frita e hamshuka. Foto: Sarah Sioli Galvão
Frango com empanada de amêndoas com batata doce frita e hamshuka. Foto: Sarah Sioli Galvão

Quem está hospedado no 25 hours Bikini Berlin tem a sorte de ter o NENI como o restaurante de café da manhã. Além de começar o dia namorando Berlim de cima, o buffet é uma mistura do clássico café da manhã alemão (peixes defumados, pastinhas, frios e queijos) com toques do oriente médio, como o delicioso homus NENI.

Michelberger Hotel

Quer recarregar as energias das baladas de Berlim em um hotel ao lado das melhores delas? Ficar em um hotel descolado com decoração minimalista e um jardim interno lindinho? E ainda ter um restaurante com comida fresca e pegada consciente no térreo? Perto do Berghain, de outros clubes míticos de Friedrichshain, a poucos passos do antigo muro e a uma ponte de distância de Kreuzberg, o Michelberger (Warschauer Str. 39-40,Friedrichshain) é um dos hotéis mais animados de Berlim.

Foto: Michelberger Hotel
Foto: Michelberger Hotel

O restaurante é amplo, claro, com mesas comunais e um menu baseado em ingredientes cultivados nas florestas e campos nos subúrbios de Berlim.  As opções vegetarianas e veganas são muitas, como a abóbora com parmesão e trufas ou a salada de repolho grelhados, cersefi (nunca vimos no Brasil), cebola e alcaçuz. Para descobrir novos sabores com certeza! Pratos como a truta defumada e o pato com ameixas também são boas pedidas.

Foto: Michelberger Hotel
Foto: Michelberger Hotel

O brunch é uma perdição, um buffet delicioso com geléias caseiras, salmão, ovos, as pastinhas deliciosas do café da manhã alemão, como a de beterraba, muitos queijos e frios. O difícil vai ser não levantar a todo momento para encher o prato e provar tudo.

Se você conhecer um hotel em Berlim que seja bacanérrimo e que ainda que quebra, tenha um restaurante maravilhoso, conta para a gente!

Foto de destaque: Michelberger Hotel

Quem escreveu

Sarah Galvao

Data

17 de January, 2017

Share

Sarah Galvao

A Sarah morou em 5 cidades diferentes nos últimos 9 anos, seja a trabalho ou no sabático que tirou em Barcelona. Na hora de planejar uma viagem, gasta 70% do tempo pensando onde vai comer, porém tenta queimar as calorias conhecendo as cidades de bike . Já teve que renovar passaporte por falta de espaço para novos carimbos mas ainda tem a África e Oceania como pendências. Também escreve para o Almostlocals.com, site com dicas bacanas por gente quase local.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.