Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

5 razões para amar os exageros de Itu

Quem escreveu

Alecsandra Matias

Data

21 de March, 2017

Share

A 102 km da capital, Itu tem um semáforo e um orelhão enormes na Praça da Matriz. Eles se tornaram deliciosos pontos turísticos, especialmente para os mais debochados que gostam de brincar com a fama de que tudo é grande por lá. Ninguém pode negar que é muito divertido! A Praça dos Exageros, parque temático inaugurado em 2012, reforça a ideia. Mas, cuidado! A cidade pode surpreender quem busca somente o folclore. Tenho aqui outras 5 razões para amar Itu, segue comigo:

Uma cidade cheia de história

Para além das excentricidades, a cidade também conhecida como “Boca do Sertão”, “A Fidelíssima”, “Roma Brasileira” e “Berço da República” (sentiu o peso dos nomes?), foi a mais rica do país no final do século 19 – quando em suas ruas circulavam os “barões do café” e as mais badaladas celebridades e autoridades brasileiras da época. Foi em Itu que os acontecimentos ferveram e a proclamação da República se tornou inevitável em 1889.

Praça da Matriz, centro histórico da cidade de Itu. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIA
Praça da Matriz, centro histórico da cidade de Itu. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIA. Governo do Estado de São Paulo.
Praça da Matriz, centro histórico da cidade de Itu. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIA. Governo do Estado de São Paulo.
Praça da Matriz, centro histórico da cidade de Itu. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIA. Governo do Estado de São Paulo.

O luxo da arquitetura dos “barões do café”

Deste passado de responsabilidade restam o conjunto arquitetônico do centro da cidade e os monumentos históricos, como o Quartel de Itu, o Museu Republicano “Convenção de Itu”, o Museu da Energia e a Casa Imperial que já recebeu visitas da Princesa Isabel e seu marido Conde D’Eu, em 1884. A área rural da cidade é o outro lado das construções arquitetônicas: com fazendas de café dos séculos 18 e 19 deslumbrantes e que, atualmente, têm uma estrutura voltada ao turismo.

Fachada do Museu Republicano. Mario Roberto Duran Ortiz. Wikipedia.
Fachada do Museu Republicano. Mario Roberto Duran Ortiz. Wikipedia.
Museu Republicano de Itu. Vista Interna. Fotografia: Ana Pismel. Flickr.
Museu Republicano de Itu. Vista Interna. Fotografia: Ana Pismel. Flickr.

A grandeza das artes

Duas personalidades das artes nasceram em Itu, sabia? Um deles é Almeida Júnior, pintor da tela O Caipira Picando Fumo, 1893 (hoje, a obra está na Pinacoteca do Estado de São Paulo). Porém, em Itu, existem réplicas das telas da fase caipira do pintor, que podem ser encontradas na Pinacoteca Almeida Júnior, na Casa da Praça. E nada melhor do que conhecer a vida/obra de um pintor do que indo onde ele nasceu.

O picador de fumo, Almeida Júnior, 1893. Fotografia: isterik32
O picador de fumo, Almeida Júnior, 1893. Fotografia: isterik32

Outro ituano das artes foi Padre Jesuíno do Monte Carmelo, pintor, escultor, músico e confessor de Diego Antônio Feijó, ufa! Que currículo, hein? Mas, merece! Não dá para entender o barroco paulista sem ver ao menos uma obra de Monte Carmelo. Sua vida e obra foram estudadas por Mário de Andrade. Muitos do seus feitos podem ser vistos na Igreja Nossa Senhora do Patrocínio e também na Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Teto da Igreja Nossa Senhora do Carmo, Padre Jesuíno do Monte Carmelo, 1820. Wikipedia.
Teto da Igreja Nossa Senhora do Carmo, Padre Jesuíno do Monte Carmelo, 1820. Wikipedia.

A exuberância da natureza

Sendo uma das 29 estâncias turísticas do Estado de São Paulo, Itu exibe atrativos naturais da mais elevada potência, entre eles a Estrada Parque de Itu, inserida na Rodovia dos Romeiros que se dirige ao Santuário de Pirapora do Bom Jesus. A estrada tem 23 km que beiram o Rio Tietê e reservas de Mata Atlântica, entre Itu e Cabreúva. O Parque Geológico do Varvito, inaugurado em 1996, tem grutas, bosques, lago, cascata, quiosques, playground, anfiteatro ao ar livre e espaços para exposições. E fechando o quesito natureza, o Bosque Alceu Geribello é um pedaço de Mata Atlântica preservado em plena cidade.

Formação rochosa Varvito em Itu 250 milhões de anos. Cada linha horizontal corresponde a um verão do degelo. A some pelos geologos são de aproximadamente 250 milhões de anos. Fotografia: Marinelson Almeida. Flickr.
Formação rochosa Varvito. Cada linha horizontal corresponde a um verão do degelo. A soma pelos geólogos são de aproximadamente 250 milhões de anos. Fotografia: Marinelson Almeida. Flickr.

E um montão de festa

A cidade tem uma programação de eventos e festas bem agitada. Praticamente todos os meses rolam festas religiosas, festivais de artes, música, teatro, cinema e cultura. Nesses dias, já se iniciam os preparativos para a Semana Santa e a Páscoa que é bem bacana na cidade – essas festas tem aquele ar de cidade do interior com simplicidade, devoção e alegria.

Depois de todas essas grandezas, é bem fácil dizer que a cidade de Itu não economiza: tem arte, arquitetura, história e festa. Todos esses exageros de Itu são mais que divertidos! São apaixonantes!

*Fotografia destaque: Praça da Matriz, centro histórico da cidade de Itu. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIA. Governo do Estado de São Paulo. Flickr.

Quem escreveu

Alecsandra Matias

Data

21 de March, 2017

Share

Alecsandra Matias

Rata de galerias e museus, não perde a oportunidade de ir procurar aquela tela, escultura ou monumento famosos que todos só conhecem pelos livros.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.