De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Onde dançar nesta véspera de feriado

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

01 de November, 2016

Share

Está à procura de uma boa pista para dançar como se não houvesse amanhã? Aí vão algumas que prometem não deixar você voltar para casa nesta véspera de feriado.

DSKÛ & DSviante


As festas DSKÛ e a DSviante se reúnem no L’Amour prometendo uma ótima seleção cósmica de música eletrônica. O nome da edição já entrega tudo: poli.orgahsmica. Nas pickups tem os DJs Dunwich, Andrea Gram, Tati Pimont, Ami Schrwarz, que estreia como novo residente da DSKÛ. Vai ser jogar nessa selvageria ou não?
DSKÛ & DSviante
Dia 01 de novembro, a partir das 23h
Rua Bento Freitas, 366 – Centro
Ingressos: R$20

A última festa da NEU

neu
Uma das nossas casas mais queridas de São Paulo fecha sua portinha e encerra as atividades no seu quintal hoje. Hora da última despedida da NEU, que alegrou tanto nossa cidade e apostou tanto nela. Adjetivos não faltam. Mas bola pra frente, porque uma hora acaba. E sem firulas: Guab e Dago nas pickups all night long. Drink e lencinhos na mão para celebrar o fim de uma bela história.
A última festa da NEU
Dia 01 de novembro, a partir das 20h
Rua Dona Germaine Burchaid, 421 – Água Branca
Ingressos: R$ 20

Sonido Trópico


A Sonido Trópico leva todo seu tropicalismo brilhante para a Trackers com um line-up delicioso e rebolante: Salvador Araguaya, Spaniol, Nirsão, Meraki e Cerverita. Que festa você vai ter nomes de DJs tão incríveis como esta?
Sonido Trópico
Dia 01 de novembro, a partir das 23h30
Rua Dom José de Barros, 337 – Centro.
Ingressos: R$30

Madame TãnTãn

14601119_1696738210654416_17752353425435082_n
Quem quiser entrar no clima “finados”, o novo Lourdes promete uma boa farra pra quem ama um clima gótico na festa Madame TãnTãn.  A pista vai tremer com um time de bruxas e de mortos: Camila Siqueira, Fancy Violence, Adriano Costa, Mauricio Iânes e Pedro Caetano. Festa despretensiosa e animada! Depois mate a larica no Estadão, que fica coladinho ao Lourdes.
Madame TãnTãn
Dia 1 de Novembro, terça-feira, a partir das 23h
Rua da Consolação, 247, Loja 8 – Centro
Ingressos: R$10

Folk’n Roll


Se a sua praia não for música eletrônica e você gosta mesmo é de um rock saindo das caixas, o Z Carniceria apresenta hoje a Folk’n Roll. A noite começa com show do “O Bando e o Barjo” e se estende madrugada adentro com os DJs F82 e Chrys Miranda.
Folk’n Roll
Dia 1 de novembro, a partir das 22h
Av. Brigadeiro Faria Lima, 724 – Pinheiros
Ingressos: R$30 (antecipado), R$50 (lista) e R$70 (porta)

Atronetão

14591718_1143285729059729_2287867391680216655_n
Quem aqui lembra do Netão, bar que abrigava festas na Rua Augusta por volta de 2006. A pista, a menor da cidade (?), tem um livro de histórias pra contar. Hoje rola a edição Astronetão, uma ode ao falecido Astronete. Nas pickups soul, funk, disco, rock’n’roll, boogaloo, new wave, e pop, comandadas pelo Sergio Barbo e Claudio Medusa.
Astronetão
Dia 1 de novembro, a partir das 22h.
Rua Augusta, 584 – Cerqueira César
Gratuito

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

01 de November, 2016

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.