De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

O Solo Cozinha é para por na sua listinha!

Quem escreveu

Jo Machado

Data

01 de September, 2016

Share

Rolaram diversos posts internet afora falando sobre o quanto o recém-nascido Solo Cozinha e Bar estava sendo subestimado pelo público. Curioso e guloso de carteirinha, resolvi entender ao vivo porque desse suposto desdém.
IMG_9582 IMG_9583
Já de cara, ao entrar no recinto, percebe-se que o ambiente não é o culpado. O lugar tem uma atmosfera tipo moderninha-industrial gostosa e aconchegante, com um deck na parte de fora, voltado para a rua, onde certamente em dias de calor é um bom lugar para apreciar uma bebida gelada. Ou até mesmo no frio, com aquecedor ligado, obviamente. Bem recepcionado por um dos garçons, fui encaminhado pra mesa onde um cardápio enxuto aguardava sobre a mesa, ao lado de uma garrafa de água filtrada. Já gostei, mas bora começar a comilança?

IMG_9574
Coxinha de pato, porco confitado e carpaccio rústico de língua.

Para dividir, logo nas entradas, a primeira sugestão é a porção de coxinhas de pato. Comece por elas! É o carro chefe da casa: crocantes por fora, macias por dentro e bem recheadas. Valem a fama que conquistaram. Ainda no antepasto, o que você não pode deixar de provar é o porco confitado com picles: de comer ajoelhado e se bobear, repetir. Seguindo no cardápio de entradas, ainda tem carpaccio rústico de língua com vinagrete e agrião, que pode parecer um pouco estranho, mas é gostoso demais, os bolinhos de polenta com gorgonzola gostosos. e a morcilla com brioche e tomate grelhado, de sabor forte e marcante, e cremosa por dentro. Contudo, ainda enfatizo a escolha pelo porco confitado! <3
20160803_222301
Arroz de cordeiro

Na hora de escolher o prato principal, o número de opções é pequeno, o que pode ser visto como uma qualidade. O arroz de cordeiro com lascas da carne, ervilhas-tortas, amêndoas e poejo é provavelmente a sua melhor escolha para fugir o óbvio. . De sabor marcante e muito bem servido, o prato é o mais pedido da casa. Outro prato que vale a pena é a barriga de porco assada. Crocante e bem temperada, ela é guarnecida de quirela de milho e couve tostada na chapa e sacia bem uma fome de tamanho G. Muito saboroso, mas não surpreende. O resto no menu é ainda menos arriscado, apesar de bem preparado, com bife ancho grelhado ao chimichurri com purê de batata e alho assado, saladas e peixes.
Barriga
Barriga de porco

As sobremesas são poucas, mas ao contrário de que li por aí, me agradaram muito. O pavê da mãe é super simples, mas saboroso. E o bolo de figo não é nada do que se espera quando se pensa em bolo de sobremesa. A fruta está misturada em uma massa escura e compacta sem recheios ou coberturas. Vem com sorvete justamente para contrastar. Tido como seco e sem sabor, na minha mesa fez sucesso.
Para acompanhar essa comilança, uma boa carta de vinhos, curta e certeira, além de cervejas especiais e uma curta lista de drinques bem executados. É o caso do Rabo de Galo, que mistura cachaça com vermute, em uma combinação estranhamente suave. O Solo não deixa a desejar quando o quesito é bebida. E vale dizer que os preços, dentro da realidade da cidade, são bem decentes. O Solo também oferece almoço ótimas opções de almoço executivo, ainda mais rápido e barato. Indico e voltarei!
Ah, as fotos não ficaram das melhores. Desculpa!
Solo Cozinha & Bar
Rua Simão Álvares, 484 – Pinheiros
De terça a domingo, das
(11) 2738.9146
$$

Quem escreveu

Jo Machado

Data

01 de September, 2016

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.