De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Kraut, um alemãozinho que vai virar xodó

Quem escreveu

Jo Machado

Data

29 de June, 2016

Share

Não faz bem um mês que o Kraut abriu as portas e já arrisco dizer que está predestinado ao sucesso. Enxuto mas sofisticado, o bar consegue reunir as principais qualidades que um bar precisa hoje em dia: ter boas comidas, bons drinques e bons preços.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Bem minimalista no espaço e na decoração, e uma pegada alemã no cardápio, o bar é simples e objetivo. Uma grande mesa comunitária na entrada do salão faz companhia para outras mesas de madeira menores espalhadas perto da parede. Na parte da frente, pelo lado de fora, um espaço aberto relativamente grande com mesas e bancos baixos, que dão um clima mais descontraído para quem chega e pode dar de cara com uma pequena fila. Mas não se preocupe, além do atendimento rápido, nem sempre há filas.
Gürke - Foto: Divulgação
Gürke – Foto: Divulgação

Falando de drinques, o Kraut literalmente lacra. Uma carta de drinques enxuta, porém certeira e com bons toques germânicos.  Além dos drinques tradicionais, o bar apresenta quatro criações originais da casa, que têm como base steinhager, o gin alemão. O gürke, por exemplo, leva steinhager, tônica, xarope de flor de sabugueiro, pepino e limão siciliano. Pra lá de delicioso.  Além disso, a casa oferece cinco torneiras de chopes artesanais, que mudam semanalmente.
E não faltam porções para beliscar acompanhando os drinques.  As alternativas de “beliscos” vão desde o tradicional currywurst, salsicha artesanal e molho especial da casa servida com fritas, até  um canapé de hackepeter, um de-li-cio-so tartáre alemão, servido no pão multi-cereais com patê de ovos e linguiça Blumenau. Sem esquecer do Brezel, uma porção com três mini pretzels servidos com mostarda e creme de queijo. Socorro!
20160617_213630
Sanduíche de schnitzel de lombo

Para os mais famintos como eu, os mocinhos da casa: sanduíches de schnitzel. Servidos em pão de pretzel, os sanduíches vem na versões porco, carne, frango e vegetariano. Na versão porco, um lombo empanado bem sequinho, acompanhado de maionese apimentada de sriracha , folhas e picles de erva doce. Já no vegetariano, rodelas de abobrinha empanadas com sumac, salada de pepino e molho de iogurte. Eita nóis!
Além dos sanduíches, outra boa pedida é o hotdog da casa. Feito com salsicha viena artesanal, mostarda amarela e cebola crocante, todos deitadinhos em um pão fresco e macio. Testado e aprovado!
20160617_213719
Hotdog

Se bater fome de doce, tem sobremesa sim! Sundae, isso mesmo sundae! No sabor floresta negra, com sorvete de chocolate, brownie, calda, cerejas e chantily. E o apfelstrudel, baseado no tradicional doce alemão, com sorvete de baunilha, purê de maçã, calda de caramelo, canela e passas. Um desbunde, literalmente.
Sinceramente, o que dá para dizer com certeza sobre o Kraut é: com pratos custando em média R$20, bebidas entre R$8 e R$25 e ambiente sem frescuras, vai virar xodó. Se é que já não virou!
Kraut
Rua Barão de Tatuí, 405 – Vila Buarque
Ter. a qui., das 18h à 0h. Sex. e sáb., das 18h à 1h
11 4323.6390
$$

Quem escreveu

Jo Machado

Data

29 de June, 2016

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.