Viagem

Destino África: 5 razões para ir para o Moçambique

Data

30 de May, 2016

Share

A África em um fim de semana: foi assim que pudemos conhecer mais de perto cada um dos países que só ouvimos falar o nome. Na feira INDABA/2016, a convite da South African Tourism, aproveitamos para conversar com as principais autoridades de turismo de vários países desse continente lindo e pouco visitado por brasileiros. E os papos foram tão inspiradores que trazemos uma nova série no Chicken or Pasta algumas ideias para explorar a África e sair do  roteiro Barcelona-Paris-Nova York nas próximas férias.

Moçambique, por exemplo, é um dos destinos pouco explorados pelos brasileiros – ao menos é o que contou para nós o Jeremias Manussa, Diretor de Marketing da autoridade de turismo do país. E ainda deu algumas das razões porque deveríamos colocar Moçambique na rota das próximas férias.

IMG_3532
Jeremias Manussa

Segundo eles, as 5 razões pelas quais os brasileiros deveriam dar um pulinho lá:

1. Conhecendo um meio-irmão: a raíz e cultura de Moçambique

Flickr F Mira

Existe uma forte aproximação entre a cultura de Moçambique e a brasileira – afinal, os portugueses chegaram lá um pouco depois da vinda ao Brasil – no século XVI. Mas foi só em 1885 que realmente tomaram posse, e Moçambique se tornou colônia. A influência portuguesa lá ainda é mais forte que no Brasil, já que só se tornaram independentes há pouquíssimo tempo, em 1975. Bom, mas por que isso interessa?

Para nós, brasileiros, é uma forma de entender um pouco mais a nós mesmos. Além disso, é como se tivéssemos um meio-irmão africano, que fala a mesma língua, e com quem encontramos muita coisa em comum.

2. Comida de avó longe de casa: a gastronomia

Mocambique Eric Mcgillan

A mistura com a cultura portuguesa, porém com ingredientes locais, faz com que a gastronomia moçambicana seja interessante, mas ainda tenha um toque de memória afetiva para os brasileiros. Peixes locais grelhados se misturam com abóbora com coco, lula no forno com bolo de mandioca, guisado de caranguejo ou matape, tudo muito exótico, mas ao mesmo tempo com um quê de familiar.

3. Um pouco de África: a selva e os animais

Se o clima é parecido com o Brasil, já a fauna é bem diferente. Você pode fazer safaris entre leões, elefantes, crocodilos, hipopótamos e antílopes, por exemplo no parque nacional Gongorosa, para libertar o pequeno Simba que existe em você.

4. Esfriando a cabeça: as praias e a fauna marinha

Paul Seler
Paul Seler

O mais legal de Moçambique é que entre a selva e praia são menos de 30 minutos – e existe mergulho o ano inteiro. Arraias jamanta, tartarugas marinhas, baleias e tubarões para todos os gostos, e você ainda tem a chance de encontrar um duogongo – esse animal gigante e fofo que parece o nosso peixe-boi.

5. Carinho nunca é demais – a hospitalidade dos moçambicanos

1226036052_0a19de61e0_o

O povo de Moçambique é um dos mais hospitaleiros e gentis do mundo – inclusive, dizem por aí que é uma tradição músicos e poetas escreverem sobre o país após visitarem suas terras. Diferente dos outros povos, como os nórdicos, que são gentis pela educação e boas maneiras, em Moçambique a gentileza é outra. É uma gentileza que seduz, é instintiva. Moçambique tem calor o ano inteiro, inclusive no coração.

Para saber mais sobre Moçambique, visite o VisitMozambique.

Essa é uma série especial sobre alguns bons motivos para visitar países africanos. Falamos também sobre o Quênia, Uganda e a Tanzânia.

Data

30 de May, 2016

Share

Assine nossa newsletter