De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Tour Crimes que abalaram São Paulo

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

08 de December, 2015

Share

Quem aqui não ama uma boa história macabra? A gente já contou algumas que assombram a cidade aqui. Pois nesse sábado, acontece o tour “Crimes que abalaram São Paulo”, onde histórias como o crime do senador Peixoto Gomide, o do Poço, da Sinhá Junqueira e vários outros serão contados. O cenário para isso? O cemitério da Consolação, a noite. Um prato cheio para os fãs de American Horror Story.
17720159580_7425ea0b3f_o
Quem faz o tour é o Turismo na História e custa 35 reais. Começa às 20h e dura aproximadamente uma hora e meia. O ponto de encontro é a capela do cemitério. Vamos?
Informações:
Data: Sábado, dia 12 de dezembro
Horário: das 20:00h às 21:30h
Endereço: Cemitério da Consolação
Ingressos: R$35, comprados antecipadamente aqui.
*Fotos: Mark Hillary
 

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

08 de December, 2015

Share

Dani Valentin

A Dani gasta todo o seu dinheiro com viagens. Um de seus maiores orgulhos é dizer que já pisou em cinco continentes. É do tipo sem frescura, que prefere localização a luxo e não se importa de compartilhar o banheiro de vez em quando. Adora aprender palavras no idioma do país que vai visitar e não tem vergonha de bancar a turista.

Ver todos os posts

Comentários

  • 12 de novembro?? Ou 12 de Dezembro??
    - Thais
    • Dezembro Thais! Falha nossa :)
      - Dani Valentin

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.