De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Refrescando o calorão de São Paulo Vol.1

Quem escreveu

Jo Machado

Data

25 de September, 2015

Share

É impossível ficar indiferente aos dias de Mad Max que São Paulo vem vivendo no começo desta Primavera. Sol que arde e aquele ar quente e seco, difícil de respirar, viraram rotina. Fala-se em dias mais quentes da história, na casa dos trocentos graus. Realmente não está sendo fácil.

Embora sofrendo, estamos relativamente bem preparados para enfrentar esses tempos. Seja ficando um pouco mais no trabalho para aproveitar o ar-condicionado, ou em casa com o ventilador no máximo e pouca roupa. O fato é que sempre arrumamos uma forma de fugir do calor. Contudo, quase sempre evitar o calor significa ficar enclausurado. Embora ir para a rua possa ser mais divertido e até bem refrescante. Sabia?

shutterstock_254396935

Pensando nisso, separamos alguns esconderijos bem gostosos da cidade para enfrentar de vez o calor e por a cara na rua. Tomar um sorvete, uma água de coco, andar, ler um livro ou beber cerveja. Lugares que muitos já conhecem, outros nem tanto, mas que são de alguma forma legais e frescos para ajudar a amenizar os futuros dias de Saara que vamos viver nestas próximas duas estações.

Pitico – Com suas cadeiras de praia traz um clima bem verão, com driques bem gostosos, cerveja gelada e comida boa. Ótimo para o fim do dia e a noite.

Sorveteria Soroko – Um lugar simples, com um atendimento incrível e sorvetes mais incríveis ainda. Para os veganos é um ótima opção,  pois a casa oferece diversas opções de sorvetes sem leite, incluindo chocolate. Sabores exóticos como pétalas de rosas e os tradicionais de frutas são super refrescantes.

Praça Buenos Aires – Foto: Divulgação

Praça Buenos Aires  – O oásis do Higienópolis. Por conta das sombras das suas tantas árvores, a sensação térmica diminui bastante por lá. Ótimo para levar seu cachorro, relaxar lendo um livro ou tomar uma água de coco bem gelada.

Miolo Padaria Orgânica – Na subida da Serra da Cantareira, essa padaria é um bom destino para quem não estiver afim daquela padoca quente da esquina. Ambiente ao ar livre, cercado de vegetação e uma brisa bem gostosa para acompanhar um café da manhã.

Cine Sala – Antigo Cine Sabesp, a sala passou por uma reforma notável e agora é um dos cinemas de rua mais legais da cidade. Quase sem filas, ambiente fresco, e com opções de assentos que vão desde uma poltrona normal até um sofazão em que cabem duas pessoas. Em cartaz, filmes mais alternativos, com sessões durante o decorrer do dia e da noite, é uma excelente opção para um cineminha sozinho ou acompanhado.

Praça Waldir azevedo - Foto: Henrique Carelli
Praça Waldir Azevedo – Foto: Henrique Carelli

Praça Waldir Azevedo – Conhecida também como Mirante de Pinheiros/Lapa é um lugar bem arborizado, com trilhas que cortam o lugar pela sombra e uma vista privilegiada da cidade. Ótimo lugar para passear sem pressa, levar a família ou andar com seu cãozinho.

Balsa – Como o funcionamento deste bar ímpar no centro da cidade é esporádico, é difícil acertar esta dica. É preciso ficar de olho no Facebook dos caras para saber o que está rolando. O bar no último andar do prédio e o terraço, localizados numa região baixa e com bolsão verde do Anhangabaú em frente, é uma ótima pedida para tomar um bom drinque ao entardecer e esticar até a noite com os amigos. Por ser alto, a brisa da noite é quase sempre garantida.

Frutaria Paulista – O lugar onde mora a refrescância. Sucos geladinhos, água de coco e cremes de frutas. É point preferido dos atletas de Higienópolis e parada certa para quem quiser se refrescar com saúde.

Jardim Botânico - Foto: Leandro Damião
Jardim Botânico – Foto: Leandro Damião

Jardim Botânico – Poucos não conhecem e muitos que conhecem não usufruem. Esse recanto da cidade é deixado de lado por ser ligeiramente longe do centro, mas reserva um encontro com a natureza repleto de sombra e uma brisa amena. Exceto pela segunda-feira quando está fechado, o parque é um bom lugar para fugir em busca de frescor.

MAC – Além de importantes obras e exposições, o prédio do antigo DETRAN é amplo e fresco. Vale perder uma tarde por lá e ainda pegar um por-do-sol no terraço com vista para o Parque do Ibirapuera.

Frida & Mina – Sorvetes artesanais de ótima qualidade e sabor, feitos com ingredientes naturais. Sabores super inusitados e casquinha feita na hora, na sua frente. A fila as vezes é longa, mas a recompensa é certa.

Frida & Mina - Foto: Divulgação
Frida & Mina – Foto: Divulgação

Parque da Água Branca – Um grande espaço coberto com muitas árvores altas e de copas fartas que projetam sombra o dia todo. Bom para sentar e relaxar na companhia de um bom livro, meditar ou admirar as diversas espécies de aves que transitam entre os caminhos frescos do parque. A dica maior é que aos sábados acontece uma feira de produtos orgânicos que oferece também um café da manhã orgânico servido à sombra.

Cochilo – Para quem trabalha no Centro ou Itaim, é uma alternativa maravilhosa para se refrescar tirando uma soneca no ar-condicionado após o almoço.

Provavelmente você está se perguntando porque não tem nenhuma piscina pública nesta lista. É fato, é um ótimo destino para se refrescar, mas não concorda que esses lugares são os mais procurados? Provavelmente concorda.

Para finalizar, este post é colaborativo. Você pode usar o mapa aqui embaixo tanto para se localizar como para inserir dicas, assim todo mundo conhece novos esconderijos. E futuramente, publicamos um segundo volume deste post com os novos lugares. Desafio lançado!

Quem escreveu

Jo Machado

Data

25 de September, 2015

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.