Viagem

Berlim é uma cidade para se viajar com os pais?

Quem escreveu

Marcela Faé

Data

02 de June, 2015

Share

Poucas pessoas sabem mas viajar para Berlim com seus pais não significa que você vai deixar de aproveitar o que a cidade tem de melhor. Aliás, é a perfeita desculpa para experimentar um lado de Berlim que poucos conhecem. Berlim + seus pais = combinação perfeita.

Seja você alguém como eu, que reside em Berlim e vira e mexe tem a família visitando ou seja você apenas alguém que está numa viagem incrível com seus pais ou familiares, todo mundo já passou pelo desespero que dá ao pensar “Onde diabos eu vou levar meus pais numa cidade mundialmente conhecida pelas baladas sem fim, pela liberdade quando o assunto é uso de drogas recreativas e pelos conflitos e protestos de cunho político?”.
Eu, por exemplo, me torturei dias e noites pensando como eu iria entreter mami durante todos os dias que ela iria passar aqui sem levá-la em bares todas as noites, que passeios eu deveria fazer para evitar aquela vibe de rebordosa&ressaca que as manhãs de Berlim às vezes tem… enfim: O que fazer, né?

Minha mãe veio passar quase 1 mês aqui comigo, o que era completamente esperado já que foi a primeira vez que ela veio e eu já havia me mudado há mais de 3 anos. Ela passou o Natal e o ano novo em terras germânicas. Durante os 20 dias que a tive aqui, eu consegui fazer uma lista incrível de programas para ser fazer com seus pais que não necessariamente envolvem bares, clubs, parques cheios de traficantes ou gente pelada… enfim, uma bela lista que mostra a Berlim que existe (porém que não é tão famosa) para pessoas da nossa idade. Uma lista que você pode e deve fazer com seus pais ou com seus amigos.

Vamos acabar um pouco com essa imagem que Berlim é apenas festa e mostrar a carga cultural que essa cidade tem!

The Castles in Potsdam

De acordo com Dona Tata, minha dignissima mãe, esse foi sem dúvida um dos melhores passeios que fizemos juntas. Foi o favorito dela eu acho. E apesar de um pouco longe do centro, é super fácil de ir! Só pegar o S-bahn para Potsdam Hauptbahnhof e de lá ir para os 3 principais castelos: O Neues Palais, Cecilienhof e o famoso Sanssouci.

cecilienhof-sanssouci-neues-palais-504
O estilo de barroco único dos palácios de Potsdam tem muitos elementos da natureza como flores e bichos.

O ticket do dia todo custa menos de 20€/pessoa e te dá até uma vantagem de não pegar a enorme fila para entrar no Sanssouci. Super vale a pena!

Você pode comprar esse ticket e escolher a hora que você vai entrar no Sanssouci no Tourist Information Center que fica na estação Potsdam Hauptbahnhof. Mega simples, mega fácil!
Eles até te dão o número do ônibus que você tem que pegar e onde descer. Mas a dica de insider vem agora: preste atenção no horário que o mesmo ônibus passa novamente pelo ponto, ok? Tem todas as informações em todos os pontos de ônibus, inclusive no que você vai descer. O ônibus que te leva para o primeiro palácio e para o segundo palácio não é um daqueles que passa de 5 em 5 minutos.

Se tiver um dia bonito, do Neues Palais até o Sanssouci são uns 20 minutinhos andando pelo meio de um parque lindo cheio de jardins reais! Só preste atenção mesmo no horário, tudo bem? Se você perder o seu slot para entrar no Sanssouci, ninguém vai te esperar. Cronometre bem, você está na Alemanha e aqui eles são bem chatos com horário hehehe

cecilienhof-sanssouci-neues-palais-274
Um moinho que tem no caminho para Sanssouci

Nós fomos para estes castelos no meio do inverno, por isso não dava para andar entre um e outro. Mas como eu disse, na primavera ou no verão, vai andando mesmo! Ou vai de bike! Você pode até alugar uma bike em Berlim e por a dita cuja no trem até Potsdam, evitando assim qualquer problema com horário de ônibus.

Agora sobre o lugar: para explicar melhor o que Potsdam é, eu acho que eu preciso de um post somente sobre essa cidadezinha linda! E vai ter, ok? Me aguarde! Enquanto isso eu vou te deixar com essas fotos que tiramos lá para você já ir se apaixonando pelo barroco, pelo rococó, pela riqueza e pela bagagem histórica de castelos que sobreviveram à Segunda Guerra.

Neues Palais

cecilienhof-sanssouci-neues-palais-26 cecilienhof-sanssouci-neues-palais-22

Sanssouci

cecilienhof-sanssouci-neues-palais-340 cecilienhof-sanssouci-neues-palais-234 cecilienhof-sanssouci-neues-palais-191

Cecilienhof – Que, caso o nome não te pareça familiar, foi onde o tratado de divisão de Berlin foi assinado entre Russia, EUA, Inglaterra e França. Incrível, né?

cecilienhof-sanssouci-neues-palais-532 cecilienhof-sanssouci-neues-palais-552

Compras, compras e compras

Lembre-se que apenas minha mãe veio me visitar, e você também deve saber que ela ama compras! Eu a levei em tudo que eu pude pensar: Galeria Kaufhof, Kardstadt, Alexa, Primark, KDW e milhões e milhões de outros shoppings e lojas de departamentos espalhados pela cidade. Sem contar as incontáveis lojas de rua em Mitte e Prenzlauer Berg. No Natal tudo estava entre 50 e 70% mais barato graças aos descontos. Ela fez alocs!

Lembrando também que ela é brasileira e pessoas como nós, que não são Europeus, tem direito ao Tax Free, né? Então taca-lhe pau em mais 10 ou 20% de desconto, dependendo do item.

15495000873_5519d67a88_o
Mall of Berlin, o novo shopping da cidade

Colem sem medo nessas lojonas ou dê uma super volta pela Ku’damm e veja a alegria na cara de sua mami (e talvez a infelicidade na cara de seu papi).

Quem sabe você não fatura 1 ou 2 presentinhos, né?

Brunch no topo da torre de TV

Confesso que moro em Berlin há mais de 3 anos e eu nunca sequer havia cogitado a ideia de pagar para ir na Fernsehturm, o grande símbolo do skyline de Berlim. E eu não poderia estar mais errada, viu? É mega daora!

Berlin-fernsehturm-40 Berlin-fernsehturm-36 Berlin-fernsehturm-34

Vale ressaltar que:

Sim, é super caro. Tudo junto (mesa na janela + vip tickets para não pegar fila + comida) foi mais ou menos 50€ por pessoa.
Sim, é mega turístico. Mas veja bem, você vai se divertir mesmo assim.
Sim, é mega cheio. Por isso é necessário reservar a mesa online e se possível, pegar o ticket VIP para evitar filas no elevador.
Sim, vale SUPER! O restaurante roda, gente! Sem zoeira! Você senta na janela e o restaurante lentamente vai girando e girando e você vê tudo de lá de cima. A Fernsehturm é o ponto mais alto de Berlin, lembre-se disso.

Como disse acima já algumas vezes, eu fui no inverno. E como é de se esperar, a vista não estava das melhores, mas imagine essas fotos com solzão e sem essas nuvens.

Berlin-fernsehturm-20 Berlin-fernsehturm-50

Eu conto mais sobre essa experiência no post que eu fiz aqui: Brunch na Fernsehturm (em Inglês)

Treptower Park

Eu acho que não existe nada mais alien para uma mãe do que a experiência de ir para o Treptower Park, sabia?
Bom, para a minha, foi a primeira vez na neve, a primeira vez vendo um memorial soviético, a primeira vez tendo um contato real com uma parte gritante da historia da cidade de Berlim.

treptower-park-172 treptower-park-144 treptower-park-198
O parque é um dos lugares mais bonitos e mais agradáveis para se visitar. O lugar é tão incrível que até no meio do inverno achamos pessoas andando, pessoas brincando com seus cachorros, pessoas passeando com suas famílias… Tinha até um doido de ski perambulando pelo lugar! Imagina então no verão, né?

treptower-park-13
“Ai Marcela, deixa eu tirar essa foto aqui.”
treptower-park-72
O doido de ski
treptower-park-18
Não sei qual estava se divertindo mais

Essa foi a minha primeira vez no inverno, mas aqui eu conto mais como o parque é em dias sem neve e a história dele.

Se perder nas ruas de Berlim

Isso é algo que eu tenho certeza que você já tinha na sua lista, né? Mas o truque aqui é evitar os lugares mais “feinhos” (a.k.a. o que nós gostamos) e focar apenas na Berlim mais “bonitinha”. Eu estou falando de Charlottenburg, de Mitte, de Prenz, de Schöneberg e por ai vai.

16238795005_10c964a0dd_b
O castelo de Charlottenburg é parada obrigatória, viu!?
Berlin-340
No natal, fica assim

Berlin-412 Berlin-323 Berlin-246 16113958432_9a35bf7d42_o

Eu sou mega feliz vivendo em Neukölln e normalmente só vou até Kreuzberg para uma cervejinha inocente com os amigos, mas eu sei que mami gostaria de ver mais sobre o Castelo de Charlottenburg e menos sobre as lojas punk da Oranienstrasse.

Flakturm e os tours undergrounds do Berliner Unterwelten

O Berliner Unterwelten é definitivamente uma das associações que eu mais gosto aqui em Berlin.
O trabalho deles é repleto de história, cultura e surpresas. Eles oferecem uma variedade incrível de tours em vários pontos da cidade, em varias línguas e super baratinho. Tem para todos os gostos.

16237959912_c4b6ea7e82_b
Além de interessantíssima, a Flakturm te dá uma vista incrível já que é super alta para Berlin.

16236929241_dee14d6e38_b

Mami e eu fomos ver alguns bunkers utilizados por civis na Segunda Guerra pois o tour que eu gostaria de ir não funciona no inverno: a Flakturm. E sabe porquê não funciona no inverno? Pois dentro da Flakturm moram milhões de morceguinhos bonitinhos e o pessoal não quer perturbá-los durante os frios meses de inverno. Adoro associações e pessoas que se importam com o bem estar animal acima de lucros.

Se você for em algum dos tours deles, verifiquem o site para ver horários, preços e se estão ou não abertos nos meses que vocês querem.

E se você não tem ideia do que é uma Flakturm, deixa eu te explicar:

16052670219_16bc771cb3_b16051262198_6c97527d92_b

As Flak Towers, ou em alemão Flaktürme, eram 8 imensos complexos acima do solo com poder de parar aviões na guerra. Foram feitas nas cidades de Berlim, Hamburgo e Viena a partir de 1940. Berlim tinha 3 torres, Hamburgo 2 e Viena as últimas 3.

Elas tinham armas anti-aéreas para defender as cidades contra os ataques da Rússia, EUA e Inglaterra. Elas também serviam de abrigo de defesa para centenas de milhares de pessoas durante os eminentes ataques aéreos. As de Berlim eram tão grandes, tão pesadas, tão fortes e tão massivas, que ninguém conseguiu destruir as 3 depois da guerra. Ninguém! São paredes de mais de 4 metros de largura de puro concreto e aço, gente! Quilos e quilos de dinamites, por diversas vezes, foram usados e n-a-d-a aconteceu!

Somente a que ficava perto do Zoo conseguiu ser derrubada. A perto da Gesundbrunnen está lá, firme e forte, e a que ficava em F-Hain foi enterrada. Hoje são os inexplicáveis morros que você vê no Volkspark Friedrichshain. Legal, né?

East German Watchtower at Potsdamerplatz

Se você está procurando algo super legal para fazer porém não muito longe dos pontos turísticos mais conhecidos, dá uma passadinha em umas das 3 torres de observação que ainda existem no local original. Esse pedacinho do que foi a divisão east and west de Berlim custa 3,50€ para subir e o moço que toma conta te conta uma super história legal repleta de fotos e curiosidades.

fotostrasse - _MG_7655

Por dentro você consegue ver bem como era o ambiente e a vibe que os soldados soviéticos tinham ao fazer os turnos de vigia do muro! Para saber mais sobre a torre, meu marido, que é alocs por essas coisas, fez um super post contando mil coisas sobre no meu blog: East German Tower (again, em inglês) E para ver como é por dentro, te deixo com essa belíssima imagem de Thais, mais conhecida como Dona Tatá, subindo a escadinha da torre de observação.

fotostrasse - _MG_7670
“Ai Marcela, que legal isso aqui, né?”

O moço me jurou que ele fica lá diariamente das 9h as 21h, mas sabe como é, né?

East German Watchtower
Erna-Berger-Straße
10117 Berlin
Germany

Museus, galerias e um tiquinho de história

Além de passeios por memoriais soviéticos e bunkers abandonados, eu acho que é extremamente válido mencionar que os museus da ilha dos museus, no coração de Berlim, são sempre uma ótima pedida! O mesmo vale para as mais de 200 galerias que você encontra perambulando pela cidade, especialmente na Augustastrasse – sim, traduzindo, Rua Augusta. Hahaha

A arte é um ponto bem forte aqui em Berlim, acho que só perde para a carga cultural e histórica de uma cidade que foi dividida por tantos anos logo após 2 devastadoras guerras.

Berlin-388
Berliner Dom e a torre de TV ao fundo

2 museus que eu super indico sempre são o Pergamon pela quantidade de arte islâmica, babilônica e grega antiga e o Museu da Historia Alemã, que narra tudinho desde que a Alemanha era um ajuntado de povos e reinos até os dias de hoje. Tem muita coisa sobre a Primeira Guerra também, coisa que sei lá porquê não se fala tanto quando a Segunda. A Primeira Guerra eu acho que foi milhões de vezes mais interessante, intrigante e cruel.

Acho que essas dicas vão te ajuda bastante na sua viagem com a família, né? Sempre bom ter essas cartinhas na manga além do tour óbvio de Portão de Brandenburgo, Babelplatz, Potsdamerplatz e coisa e tal. Berlim não é para ser uma cidade boring, nem se os tours forem apenas durante o dia.

Quem escreveu

Marcela Faé

Data

02 de June, 2015

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter