Música & Diversão

As melhores festas de réveillon em Berlim

Quem escreveu

Domingos Lepores

Data

08 de December, 2015

Share

Paris Berlim é uma festa. E é no Réveillon, chamado de Silvester por aqui, que o significado da palavra festa extrapola todas as definições dadas pelos dicionários.

Além das festas fechadas (a melhor pedida para quem não quiser congelar no frio abaixo de zero desta época do ano), as comemorações se estendem pelas ruas, numa pirotecnia que mais lembra uma zona de guerra. Os últimos quatro dias do ano são os únicos em que a venda de fogos de artifício é permitida. Então imagine só a ansiedade acumulada durante o ano inteiro, esperando o dia 31 de dezembro para ser colocada para fora. É loucura certa nas ruas, com direito a carros passando por entre as faíscas e até mesmo tiros de revólver para o alto no bairro de Neukölln, como você pode conferir no vídeo abaixo:

Ao contrário de outras grandes cidades, como Londres ou Sydney, em que há um único grande espetáculo pirotécnico, em Berlim os rojões estão ao alcance de todos. O bom senso manda estourar os fogos na calçada, mas depois de muito champanhe e cerveja, os moradores acabam por invadir as ruas, soltando rojão por todos os lados e obrigando o Corpo de Bombeiros a dobrar seu efetivo na noite de 31 de dezembro para poder socorrer os feridos por queimaduras…

A baderna é tamanha que até uma associação foi criada para lutar contra os excessos dos mais exaltados e contra o aumento da venda de fogos considerados ilegais, vindos principalmente da vizinha Polônia, mais potentes e, consequentemente, mais ruidosos. O grupo, chamado Silent Night, afirma ainda que a confusão e os estrondos dos foguetórios fazem lembrar aos moradores mais velhos as más experiências vividas nos tempos da Segunda Guerra e luta para que os fogos sejam restritos a certas áreas da cidade, menos residenciais.

Para se livrar disso tudo, o melhor a fazer é se jogar em uma ou mais festas, dependendo do pique, que acontecem a rodo na noite do último dia do ano. E aqui vai uma seleção das 10 melhores, que prometem abrir os trabalhos de 2016 com tudo o que a gente precisa: música, dança, bebida e alegria para um próspero ano novo!

Berghain:

A casa de todas as casas, a festa de todas as festas. A gente já falou aqui porque o Berghain é o Berghain há 11 anos, celebrados neste próximo final de semana, aliás.

Para a noite de São Silvestre, que começa a uma da manhã do dia primeiro e está prevista para terminar às 18h do sábado dia 2 (!!!), o clube escalou mais de 40 DJs, incluindo estrelas do elenco do selo da casa, Ostgut Ton, como Marcel Dettmann, Boris, Steffi e Virginia, além de bambas da house, como a sacolejante The Black Madonna. A música vai se espalhar por quatro áreas diferentes do complexo, incluindo o sex club Lab.Oratory, cuja área anexa se transformará em um XXX-Floor, com entrada sem dress-code e permitida a toda(o)s. Oportunidade praticamente única para as mulheres conhecerem esse antro masculino da lascívia, coisa a que só tem direito na festa Revolting, que acontece todo Primeiro de maio.

berghain

Chalet:

O clube de Kreuzberg promete uma pajelança de nada menos do que cinco dias! A dica é comprar a entrada antecipada para evitar a fila na porta. Ingressos de 30 (somente para o Réveillon) a 70 euros (para os cinco dias).

Arena Berlin:

No complexo de entretenimento à beira do rio Spree, a grande pedida é a festa HYTE, que também vai do dia 29/12 ao dia 2/1, e conta com Djs do quilate de Chris Liebing e Ricardo Villalobos.

arena

Tresor:

Para encerrar o ano, o selo e clube histórico do tecno berlinense agendou 20 DJs para o seu “four-floor extravaganza.” Também vale comprar ingresso antecipado, evitando as filas e tendo a certeza de poder entrar na festa!

://about blank:

O espaço de eventos, que conta com duas pistas e uma área externa, ideal para fazer aquele arrefecimento, selecionou mais de 20 DJs para a festa de ano novo, incluindo o brasileiro Rotciv.

Watergate:

O clássico clube, cujas paredes de vidro dão para as margens do rio Spree, agendou 10 DJs para fazer bombar suas duas pistas no último dia do ano.

Watergate_berlin

Kosmonaut:

No bairro de Friedrischshain, o clube programou uma festa que vai durar três dias, com 30 DJs, espalhados pelas suas quatro pistas e também pelo jardim.

Kulturbrauerei:

O Réveillon na antiga cervejaria no bairro de Prenzlauerberg é a pedida certa para quem gosta de festa, digamos, eclética, de pegada mais pop, com direito a banda ao vivo tocando sucessos e mais 30 DJs em 15 ambientes diferentes!

kultur

SchwuZ:

O clube de Neukölln vai celebrar a virada com 12 DJs, tocando pop, retro e house. E a contagem regressiva fica a cargo das divertidíssimas drags Absinthia Absolut e Jacky-Oh Weinhaus.

Kino International:

Essa é para quem procura um programa com a classe decadente da antiga Berlim Oriental. No Réveillon, a sala de cinema da monumental avenida Karl-Marx-Allee abriga uma festa nos seus cinco andares, com direito a muitos drinks nos bares e lounges, que mantêm a decoração intacta desde a inauguração na década de 1960.

2013-11-12-KinoInternationalBarcYorckKinogruppeLarge

 *Foto destaque: SP-Photo / Shutterstock.com

Quem escreveu

Domingos Lepores

Data

08 de December, 2015

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter