Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Um mergulho com as águas-vivas

Quem escreveu

Jo Machado

Data

03 de June, 2014

Share

Querendo ser conhecido como o viajante mais f*[email protected] da turma? Bom, vá até o Palau e nade com milhares de águas-vivas douradas e volte sem nenhuma queimadura. – Mas Jô, isso é possível?! – Claro que é! Ou melhor, quase isso!

Captura de Tela 2014-06-02 às 23.50.04

Foi exatamente isso que a premiada fotógrafa  tailandesa, Nana Trongratanawong fez. Um belíssimo mergulho documentado com uma GoPro, entre os milhões de águas-vivas, como um bom viajante f*[email protected] faria. Isso tudo aconteceu no Jellyfish Lake, um lago de marinho, em Palau, país insular da Micronésia. Segundo a Wikipedia, é uma atividade popular entre os turistas que visitam o lugar. Com relação à segurança, “ambas as espécies de águas-vivas que vivem no lago têm células urticantes, mas elas não são, em geral, poderosas o suficiente para causar danos aos seres humanos.”- Ufa! 

Relatos dizem que é possível notar as picadas em áreas mais sensíveis do corpo, como ao redor da boca. O site acrescenta que os crocodilos de água salgada e sulfeto de hidrogênio presentes na água são um sério risco para os mergulhadores. Contudo, basta permanecer perto da superfície que está tudo bem. Agora cá entre nós, quem não ficaria pirado nadando em um lugar desses? Eu com certeza iria!

Enquanto assistem os vídeos, vou correndo descobrir como chegar nesse lago e conto para vocês logo mais.

Quem escreveu

Jo Machado

Data

03 de June, 2014

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.