Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As geleiras mais incríveis do planeta

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

20 de May, 2014

Share

Na Islândia, eu fiquei conhecida como a louca das geleiras, era só ver um pontinho azul que eu já estava correndo naquela direção.

Foto do Ola Persson
Vatnajökull – Foto do Ola Persson

Quando voltei para casa, fiquei obcecada e pesquisava tudo que encontrava sobre o assunto. Bom, primeiro, como tudo começa: As geleiras se formam nos lugares onde a neve se armazena mais rápido do que derrete no verão. Abaixo de zero, a neve evapora e recondensa formando bolinhas espessas de gelo. As camadas dessas bolinhas – chamadas nevado – vão se acumulando até que as camadas mais profundas são submetidas a uma pressão super intensa e por isso começam a formar cristais de gelo maiores, ou o gelo glaciário.

Foto por Pichugin Dmitry/Shutterstock
Perito Moreno – Foto por Pichugin Dmitry/Shutterstock

O meu foco atual está no sul da Argentina e se chama Perito Moreno. Possui 5 quilometros de largura e 60 metros de altura, está localizada no Parque Nacional Los Glaciares em Santa Cruz e neste mesmo parque se encontram 356 geleiras. Dizem que, ao contrário das outras geleiras no sul, está aumentando de tamanho, ela que já é a maior da América do Sul. É possível andar sobre ela, usando sapatos adequados e acompanhado por um guia.

A maior do mundo, pelo menos a que detém o recorde no Guinness, é a geleira Lambert, na Antártida. Tem 100 quilômetros de largura, 400 de comprimento e 2.500 metros de profundidade. A que nós vimos na Islândia, a Vatnajökull, é a maior da Europa e que ocupa inacreditáveis 8% do território da ilha. Embaixo dela existem ainda vulcões ativos, entre eles o Grimsvoth, considerado o mais ativo do país e entrou em erupção em 1996, 1998 e 2004. Esse lugar é de tirar o fôlego, e um dos mais bonitos que eu já vi na vida. Na ponta do Vatnajökull National Park, fica Jökulsárlón que é um must-see para quem vai para o país. Trata-se de um lago glacial formado depois que a geleira começou a recuar do Oceano Atlântico. Existe um mirante para ver a lagoa, mas a parte mais bonita é ver pelas entradas da estrada que corre paralela a ela.

Foto por Denis Kichatof/Shutterstock
Jökulsárlón – Foto por Denis Kichatof/Shutterstock

A última geleira que anda povoando meus sonhos é a Hubbard Glacier, no Alaska. Acredita-se que o gelo da base da geleira tem 400 anos e ela se une a geleira Valerie antes de chegar ao mar. Um dos melhores jeitos de ir até lá é pegar um cruzeiro, dizem que os barcos chegam a 500 metros do gelo.

Foto por Eugene Moerman/Shutterstock
Hubbard – Foto por Eugene Moerman/Shutterstock

Para terminar esse post, mais algumas fotos lindíssimas que o Ola tirou lá na Islândia!

1798127_10152080425876731_1044845459_n

1970460_10152080432756731_1459652957_n

1796595_10152080426171731_961767902_n

1011002_10152080425641731_1328650559_n

1796649_10152080434211731_1437788682_n

1619211_10152080426671731_677625570_n

1898273_10152080423406731_1730838475_n

1962836_10152088572186731_1305280439_n

*Foto destaque: Stephen Di Donato

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

20 de May, 2014

Share

Dani Valentin

A Dani gasta todo o seu dinheiro com viagens. Um de seus maiores orgulhos é dizer que já pisou em cinco continentes. É do tipo sem frescura, que prefere localização a luxo e não se importa de compartilhar o banheiro de vez em quando. Adora aprender palavras no idioma do país que vai visitar e não tem vergonha de bancar a turista.

Ver todos os posts

Comentários

  • topo a excursão pra perito moreno
    - Lalai Persson

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.