Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Onde os chefs comem - Parte 3

Quem escreveu

Tava Passando

Data

09 de August, 2019

Share

Demoramos mas voltamos! Depois da parte 1 e parte 2 do ‘Onde os chefs comem’, convidamos mais 8 chefs de restaurantes que amamos para revelarem suas preferências gastronômicas quando não estão preparando os pratos deliciosos em suas respectivas cozinhas.

Nessa edição, os convidados são o casal Janaína e Jeff Rueda (da Casa do Porco, Bar da Dona Onça, Hot Pork e Sorveteria do Centro), Paulo Shin (do Komah), Jô Machado (do Cibo BarCozinha), Marcelo Correa (do Jiquitaia), Paul Cho (do Braz Elettrica) e João Gertel e Caio Alciati (do Mica).

E refletindo a imensa variedade que São Paulo proporciona, as indicações vão de restaurantes árabe até churrascaria, de indiano até cachorro-quente, passando por coreano e obviamente burgers!

Casal Rueda – Casa do Porco, Dona Onça, Hot Pork e Sorveteria do Centro

Jefferson e Janain Rueda / Foto: Maria Vargas, onde os chefs comem
Jefferson e Janain Rueda / Foto: Maria Vargas

Pub Kei. Um lugar completamente improvável, praticamente dentro de uma praça de alimentação do shopping Top Center, é um japonês tradicional de primeira, com ingredientes maravilhosos. Melhor ir na terça-feira. Reservar menu degustação.
Pub Kei. Avenida Paulista 854, Loja 69, Cerqueira César
De segunda a sábado, das 11h30 às 14h30 e das 18h30 às 22h.

Tordesilhas. Somos fã da chef Mara Salles, que foi uma das nossas convidadas na última edição do Porco Mundi Brasil, no fim de julho. Pedimos sempre o barreado com banana. Não deixe de temperar com as pimentas da casa.
Tordesilhas. Alameda Tietê, 489, Cerqueira César
De terça a sexta, das 18h às ooh, sábado das 12h às 17h e das 19h às 00h30 e domingo das 12h às 17h

Capivara. Adoramos o trabalho do Rodrigo Felício, que trabalha com ingredientes frescos e faz uma cozinha de mercado baseada em pescados muito interessante. 
Capivara. Rua Doutor Ribeiro de Almeida, 157, Bom Retiro.
De segunda a quinta, das 19h às 23h30.

Paulo Shin – Komah

Paulo Shin / Foto: divulgação
Paulo Shin / Foto: divulgação

Pho 366. Restaurante no Bom Retiro que eu vou semanalmente. Sempre peço o Pho com peito bovino e alcatra. Um caldo leve, aromático e super saboroso. Equilíbrio difícil de se enjoar.
Pho 366. Rua Silva Pinto, 366, Bom Retiro.
Segunda a quinta das 11h30 às 15h e das 17h30 às 20h. Sexta e sábado das 11h30 às 16h e das 17h30 às 21h

Hobby hamburguer. É uma hamburgueria de bairro, Perdizes, em operação desde 1969. Frequento desde criança. Chego a sentir saudade quando fico muito tempo sem comer. Costumo ir durante a semana, tarde da noite, quando a batata é frita sem ter que dividir a fritadeira com outros pedidos. O resultado? A melhor batata de todas.
Hobby Hamburguer. Rua Cardoso de Almeida, 1393, Perdizes
Segunda a sábado das 11h às 03h, domingo das 18h às 03h

Tanit/ Nit. Difícil falar da comida de um amigo – o Oscar Bosch merece todo o sucesso e reconhecimento que ele tem nas casas dele. Serve uma comida sempre muito bem-executada e igualmente deliciosa.
Tanit. Rua Oscar Freire, 145, Jardim Paulista
Terça das 12h às 15h e das 20h às 23h, quarta das 12h às 15h, quinta, sexta e sábado das 12h às 15h e das 19h30 às 23h e domingo das 12h30 às 16h30.

Nit. Rua Oscar Freire, 153, Jardim Paulista
Terça a sexta das 18h às 01h, sábado e domingo das 13h às 23h.

Jô Machado – Cibo BarCozinha

Jô Machado / Foto: divulgação / onde os chefs comem
Jô Machado / Foto: divulgação

Hot Pork. De vez em quando, como todo mortal, eu sinto vontade de comer uma coisa mais junk food. Sem tom pejorativo! E quando o assunto é lanche/fast food, a salsicha do Rueda me fascina – com todo o respeito, Janaína! Brincadeiras de lado, se for para comer hot dog, que seja um de verdade, com procedência, sem trocentas porcarias, com preço justo e com uma vista do caraleo para o Copan.
Hot Pork. Rua Bento Freitas, 454, República
Segunda a quarta das 12h às 23h, quinta, sexta e sábado das 12h às 02h, domingo das 12h às 23h

Bawarchi. Confesso que eu fico todo sentimental quando falo do Bawarchi. Lá eu sou chamado pelo nome, me perguntam como vai minha vida, enfim, me sinto em casa com os meninos. A comida é um capítulo extra, que me afaga o coração e o paladar. Confesso que eu adoro fugir em dias de folga, pegar o metrô e atravessar a cidade para comer sozinho lá. Relaxa, sabe?
Bawarchi. Rua Humberto I, 281, Vila Mariana
Segunda das 19h às 23h, terça a domingo das 12h às 15h e das 19h às 23h

Cantinho da Lú. Esse é uma joinha escondida aqui em Pinheiros e eu tenho ciúmes dela! Numa dessas garagens dos predinhos da Hípica, a Lu serve aquela comida caseira, com gostinho de casa de mãe e tempero de vó. A panqueca dela é um orgasmo saudosista para quem tem a comida confortável em lugar cativo no coração.
Cantinho da Lú. Rua Sebastião Velho, 29, Pinheiros
Segunda a sábado das 07h30 às 17h

Marcelo Correa – Jiquitaia

Marcelo Correa / Foto: Denise Andrade
Marcelo Correa / Foto: Denise Andrade

Geralmente quando não estou trabalhando, acabo dando preferência a restaurantes orientais, que têm a base diferente da nossa cozinha. Três dos meus preferidos são:

Yong He. Pequeno restaurante de cozinha taiwanesa, localizado na Rua Fagundes, que serve ótimas massas artesanais, tudo muito sutil e muito bem feito.
Yong He. Rua Fagundes, 212, Liberdade
Terça a domingo, das 09h às 18h.

Kidoairaku. Restaurante de cozinha japonesa na esquina das ruas Galvão Bueno e São Joaquim, tem um cardápio que muda muito de acordo com a estação e tudo lá é muito bom, tem ótimas receitas de berinjela e fazem arroz como ninguém.
Kidoairaku. Rua São Joaquim, 394, Liberdade
Segunda a sábado das 11h30 às 13h45 e das 18h30 às 22h.

Deigo. Restaurante típico de Okinawa – serve, além de bom sushi, pratos típicos de Okinawa, com vários à base de porco. Nunca deixo de pedir algum prato com goya, um vegetal amargo, também conhecido como melão de São Caetano.
Deigo. Praça Almeida Júnior, 25, Liberdade
Segunda a sábado das 18h30 às 00h

Paul Cho – Braz Elettrica 

Paul Cho / Foto: divulgação / Onde os chefs comem
Paul Cho / Foto: divulgação

Dare. Além de eu morar perto do Bom Retiro e de sempre ter gostado da comida desse restaurante, tenho ido mais vezes para levar minha filha de quase dois anos de idade para conhecer mais sobre a culinária coreana.
Dare. Rua Correia de Melo, 54, Bom Retiro
Segunda a sábado das 11h30 às 15h e das 17h30 às 20h45.

Barbacoa. Para mim é a melhor churrascaria de São Paulo, pela qualidade e diversidade de cortes de carne, além do caprichado bufê de saladas.
Barbacoa. Rua Doutor Renato Paes de Barros, 65, Itaim Bibi
Segunda a sexta das 12h às 15h e das 19h às 23h, sábado das 12h às 17h e das 19h às 0h e domingo das 12h às 18h e das 19h às 22h30

Z Deli. Vou sempre e quase nunca mudo meu pedido: adoro a pastrami fries, uma batata frita caprichada nos toppings, e o lamb burger, de cordeiro.
Z Deli. Rua Bento Freitas, 314, República
Segunda e terça das 12h às 23h, quarta, quinta e domingo das 12h às 0h, sábado das 12h às 01h

João Gertel e Caio Alciati – Mica

Onde os chefs comem / João Gertel e Caio Alciati

Capivara. Realmente um dos melhores restaurantes de São Paulo, onde a preocupação com a qualidade da comida supera tudo. A hospitalidade reina devido a um atendimento tão despretensioso mas ao mesmo tempo tão pessoal, algo que falta nos atendimentos robóticos e sem personalidades dos restaurantes da cidade. Nada como comer algo com tanta qualidade e técnica e se sentir como se estivesse na sua casa e não em um restaurante. Capivara. Rua Doutor Ribeiro de Almeida, 157, Bom Retiro.
De segunda a quinta, das 19h às 23h30.

Chi Fu. No tema caranguejos e siris, nada como chegar na mesa uma montanha desses crustáceos e se acabar de comer nas mesas redondas enormes do Chi Fu. Rãs, mariscos brancos e pato pequin, tudo isso também se encontra por lá. Lugar para ir em turmas grandes para comer um pouco de tudo e, por fim, a famosa melancia de sobremesa carinhosamente informando que você já “terminou a sua refeição”.
Chi Fu. Praça Carlos Gomes, 200, Liberdade
Segunda a domingo das 11h às 17h e das 18h às 22h.

Tabuleiro do Acarajé. Melhor acarajé entre São Paulo e a Bahia! O acarajé é tão leve que come-se dois e segue o dia, ou mais uma, duas caipirinhas….
Tabuleiro do Acarajé. Rua Jesuíno Pascoal, 30, Santa Cecília
Segunda a quinta das 18h às 22h, sábado das 13h às 17h.

Casa do Norte Luizão. Cadeira de plástico de marca de cerveja, mesa na calçada e todo um cardápio de comidas nordestinas, mais a alegria de comer uma caranguejada de final de semana, algo não tão fácil em São Paulo. Lugar para chegar ao meio dia e passar o dia todo.
Casa do Norte Luizão. Rua Frederico Abranches, 451, Santa Cecilia
Segunda a domingo das 08h às 0h.

Botecos do Ceasa. São botecos com atendimento impecável, comida deliciosa como não se vê mais nas ruas da cidade. Aquele almoço tradicional e todo tipo de internos (coração, fígado, moela) e periféricos (pé, mocotó, orelha, focinho), cerveja gelada e gente feliz. O Ceasa é um local pouco explorado pelo paulistano mas que tem uma energia incrível. Sem contar que o melhor frango à passarinho da cidade esta lá, do lado do mercado do peixe, perfeito para ser comido a uma da manhã antes de comprar pescados.
Ceasa. Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina
Segunda das 6h às oh, terça das 0h às 21h, quarta, quinta e sábado das 2h às 21h e sexta das 0h às 22h.

Boca de Ouro. Excelência na simplicidade. Comida feita na lenha com muito amor. Fígado de galinha, o melhor de todos. Além dos ótimos drinks e pessoas queridas.
Boca de Ouro. Rua Cônego Eugênio Leite, 1121, Pinheiros
Segunda a quarta das 18h às oh, quinta a sábado das 18h às 2h.


Restaurante Petí – Comida muito bem feita, cardápio super autoral e rotativo. Um menu degustação para se voltar algumas vezes. Além da bela carta de vinhos.
Restaurante Petí. Rua Cotoxó, 110, Pompeia
Segunda a sexta das 12h às 15h, sábado das 12h às 16h.

*Foto de destaque: Hot Pork – Divulgação

Veja também:
Onde os chefs comem – parte 1
Onde os chefs comem – parte 2

Quem escreveu

Tava Passando

Data

09 de August, 2019

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

Comentários

  • Otima materia. Legal perceber as tendencias de regioes como Bom Retiro ou mesmo saber de cantos especiais no emaranhado da Liberdade
    - Henrique Mendonca

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.