De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

O que você não pode perder no Lollapalooza 2018

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de March, 2018

Share

O Lollapalooza 2018 vem descendo a ladeira e trazendo uma programação variada e para todos os gostos! Durante todo o próximo final de semana, dezenas de bandas e artistas irão se dividir entre os quatro palcos espalhados pelo Autódromo de Interlagos, em mais de 30 horas de música. A cara do festival mudou muito nestas sete edições brasileiras – esta será a primeira vez que o Lolla terá três dias – ficando cada vez mais claro que para eles não basta “só” um lineup decente, tem que ter praça de alimentação gourmet, instalações instagramáveis, área VIP e lounge para despressurizar, tudo isso presente na edição 2018. Porém fizemos um pequeno apanhado dos destaques do festival, para quem está mais interessado na música do que nos acessórios. Vamos nessa?

Brasileiros

liniker

A música brasileira tem excelente representação nesta edição do Lolla. Ainda que toquem em horários por vezes ingratos, a seleção das atrações é boa, mirando em novidades e em artistas de apelo popular e jovem. Na sexta (23) temos o rock para cantar junto dos Selvagens à Procura da Lei, a MPB doce da Mallu Magalhães e o gigantesco DJ Alok, que fecha a noite no palco Perry’s. Já no sábado tem os barulhentos Ventre e Ego Kill Talent, além da sempre maravilhosa Liniker e os Caramelows (foto) e o power trio preferido da molecada O Terno (foto).

38362220836_20ce5a43e0_o

No domingo é a vez da Mahmundi mostrar seu trabalho com inspiração oitentista e dos reis do grave pesado Tropkillaz (sim, aqueles caras que fizeram a base de “Vai, Malandra”, da Anitta). E ainda tem Mano Brown e Rincon Sapiência, mas deles falamos  mais abaixo.

Rock sempre!

pearl

Quem disse que as guitarras estão em baixa? Se depender do Lollapalooza elas ainda terão vida longa e próspera, já que praticamente todos os headliners têm guitarras na sua linha de frente. Na sexta, vale conferir o Royal Blood com seu rock melódico e potente e também o velho conhecido Red Hot Chilli Peppers, que a esta altura do campeonato já deve estar tirando cidadania brasileira.

26641746039_ff0a626cc2_h

A grande pedida para o sábado é pegar o show do The National (foto) ao pôr do sol, que em seu último disco abusa das guitarras e do tom melancólico, abrindo caminho para o Eddie Vedder e seus parças do Pearl Jam (foto) fecharem a tampa da noite com uma cachoeira de hits. A grande dúvida paira sobre o show do irritadinho Liam Gallagher, no domingo. Ele tocou só quatro musicas na versão chilena do festival e cancelou o side show que faria aqui em São Paulo, alegando problemas de saúde. Fica a expectativa se vai rolar o show ou não e também se fará frente à próxima atração deste palco, os amados pela galera indie The Killers, que vai desfilar hits e chuva de papel picado.

Rimas & Grooves

wiz

Uma pena o Tyler The Creator ter cancelado sua participação no festival em cima da hora, já que era uma das atrações mais esperadas pelos fãs de rap. Mas bem que a organização poderia ter substituído por algum outro nome importante do hip-hop e não a insossa norueguesa Aurora.

26641634369_00ef285a90_h

Mas nem tudo está perdido pois temos o grande Rincon SapiênciaChance The Rapper – dono do megahit “No Problem” – na sexta, o boogie do Mano Brown (foto) no sábado, a cria do Soundcloud Khalid e o maconheiro estilêra Wiz Khalifa (foto), ambos no domingo. É pouco, porém bem escolhido.

Nossos queridinhos

lcd

Sabe aquela brincadeira de fazer o festival dos sonhos? A gente caiu nessa e pescou nossas bandas preferidas, em meio ao grande lineup do Lollapalooza, para criar o que seria nosso sonho molhado de festival. Das apresentações de sexta, nós pegaríamos o indie rock do Spoon – dono de um dos melhores discos do ano passado – e do Mac DeMarco e os sempre incríveis LCD Soundsystem, que entre idas e vindas continua fazendo um puta show. O gênio criador do Talking Heads e o novo jedi do groove seriam as nossas escolhas das apresentações de sábado. David Byrne juntou uma banda muito competente para tocar com ele e tem no setlist um monte de hits de sua banda original como “Burning Down The House” e “Psycho Killer“.

26642295519_ae625125f6_h

Já o multi-instrumentista e produtor Anderson.Paak (foto) é uma das grandes revelações do novo R n’B americano e seus dois discos – “Venice” e “Malibu” – já podem ser considerados clássicos modernos. Para finalizar as escolhas, do domingo nós escolheríamos o pop redondinho e muito dançante do Metronomy, uma torrente de good vibes com shows muito animados. Com essa escalação a gente não ia sair da grade por nada!

Lollapalooza 2018. Sexta (23.03), sábado (24.03) e domingo (25.03) a partir das 11h30. Ingressos: De R$ 400 a R$ 3500.
Autódromo de Interlagos. Avenida Senador Teotônio Vilela, 261, Interlagos

Crédito das fotos: Flickr do Lollapalooza

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de March, 2018

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.