De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Os melhores festivais de música para curtir em novembro no Brasil

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

29 de October, 2018

Share

Vocês pararam para espiar a agenda de festivais de música que rolam no Brasil em novembro? É quase desesperador e, provavelmente, novembro é o mês com mais festivais de música no nosso calendário. A alegria? As várias opções para os mais diversos gostos. A tristeza? Como bancar e conciliar tudo? Mas neste é melhor ter opções do que não ter nada. A música salva e estamos precisando dela.

Reuni alguns dos festivais que achei mais bacana e entraram no meu radar. Se faltou algum, compartilha comigo nos comentários. Dicas são sempre bem vindas.

Festival Antimatéria
30 de outubro a 3 de novembro, vários locais, Rio de Janeiro
www.facebook.com/events/301309840460948

Bella. Foto: divulgação festival Antimatéria
Bella. Foto: divulgação festival Antimatéria

O Festival Antimatéria celebra a música experimental nacional e internacional. São 5 datas e 4 locais distintos. A festa começa no dia 30 com Full Blast, no Teatro Glauce Rocha; no dia 31 de outubro tem a maravilhosa Juçara Marçal com Cadu Tenório, na Audio Rebel. Mas a grande festa rola mesmo no dia 2 de novembro no EAV-Parque Lage com Chelpa Ferro, Alex Durlak, Paulinho Bicolor, entre outros. A entrada neste dia será gratuita.

SeRasgum
1 e 3 de novembro, Insano Marina Club, Belém
www.festival.serasgum.com.br

Metá Metá, um dos destaques do festival SeRasgum. Foto: Divulgação
Metá Metá, um dos destaques do festival SeRasgum. Foto: Divulgação

Um dos maiores e mais importantes festivais de música do norte do país, o SeRasgum, faz sua 13ª edição com mais de 30 bandas dos mais variados cantos do Brasil. Letrux, Linn da Quebrada, Metá Metá, Tuyo, Céu, Maurício Pereira, Carne Doce, Plutão Já Foi Planeta são alguns dos principais nomes que sobem em um dos dois palcos do festival. As atrações internacionais são AK/DK, Barbagallo e a banda de rock uruguaia comandado por mulheres, Alfonsina. Nos dias 30 e 31 de outubro rola um aquece para o festival com programação especial no Ziggy Club.

Sonora Festival BH
Dias 2, 3 e 10 de novembro, Belo Horizonte
www.facebook.com/sonorabh

Tássia Reis também toca no Sonora BH, no dia 10. Foto: divulgação
Tássia Reis também toca no Sonora BH, no dia 10. Foto: divulgação

O Sonora é um festival internacional de compositoras. No line-up apenas a mulherada. Alguns nomes confirmados: Tássia Reis, Marina Araújo, Bia Nogueira, Nath Rodrigues e Tamara Franklin. Quem quiser colaborar, está rolando um crowndfunding pra viabilizar a edição. Com R$ 10 você já garante o ingresso do dia 2 de novembro.

YAGA
3 e 4 de novembro, Love Story, São Paulo
www.facebook.com/events/479773595853054

O YAGA faz sua primeira edição com um line-up bonito e ousado focado no underground. A diversidade e a experimentação são os pontos positivos do festival. Tem Linn da Quebrada, Mia Badgyal, Juliana Huxtable, Cemfreio, Aretha Sadick, Luisa Putterman, Badsista e as atrações internacionais Arca e SOPHIE são alguns dos convidados, além dos coletivos de performance. Time feminino de peso, coisa ainda rara na maioria dos festivais de música do mundo. Aplausos em pé para os idealizadores Sophie Secaf e Kevin McGarry.

Time Warp
2 e 3 de novembro, Parque Anhembi, São Paulo
www.time-warp.de/brasil

Nina Kraviz, um dos destaques do Time Warp Brasil
Nina Kraviz, um dos destaques do Time Warp Brasil

O aclamado festival alemão de techno Time Warp faz sua primeira edição brasileira. O line-up já menos diverso, mas com algumas mulheres de peso no comando das pickups, tem Nina Kraviz, Barbara Boieng, Anna, Valesuchi, Amelie Lens e Aninha, além de nomes como Gui Boratto, Derrick Carter, The Martinez Brothers, Sven Väth, entre outros. Se o festival rolar com a mesma qualidade que acontece lá fora, pode esperar por um ótimo evento.

MECAMaquiné
3 de novembro, Fazenda Pontal, Maquiné, RS
www.facebook.com/events/632672497111929

Warpaint, destaque do MECAMaquiné. foto: Divulgação
Warpaint, destaque do MECAMaquiné. foto: Divulgação

O MECA não para nunca! Depois de passar por Inhotim e Recife, agora ele volta à suas origens, em Maquiné, no Rio Grande do Sul, e depois segue pra São Paulo. O line-up é um dos mais gostei de todas as edições que já vi rolarem do MECA. Warpaint, Teto Preto, Selvagem, Rubel, Silva, Trabalhos Especiais Manuais, Catavento e Supervão são os nomes que compõem a lista de artistas do festival. Tá bonito ou não tá? Além dos shows, a programação conta com talks, performances, e festas nos “clubinhos”, que são as casas espalhadas pela fazenda.

Balaclava Fest
4 de novembro, Audio, São Paulo
www.facebook.com/events/292646301293030

Deerhunter, um dos destaques do Balaclava Fest. Foto: divulgação
Deerhunter, um dos destaques do Balaclava Fest. Foto: divulgação

Um dos maiores selos do rock independente brasileiro, o Balaclava, não para, não para. Além de uma lista imensa de shows de banda indie, tem seu próprio festival que chega mais robusto em sua 8ª edição. O line-up está bem caprichado trazendo pro Brasil o Warpaint, o Deerhunter (primeira vez pisando por aqui), Mercury Rev e o Barbagallo (Tame Impala) como atrações internacionais. A lista de artistas brasileiros não fica pra trás. Tem Jaloo, Marrakesh (que sempre faz show animadíssimo e maravilhoso), Metá Metá (show que nunca dá pra perder) e o Moons. Vai ser bom ou vai ser bom?

Vamos ser bem francos. Para quem gosta de música e se aventura nos mais diversos estilos, esse feriado de finados deixou a gente numa encruzilhada para escolher para qual pista ir ou mesmo como se dividir entre os três.

Já na sequência tem

Meu Primeiro Festival
12, 19 e 20 de novembro, Praça do Passeio Público, Rio de Janeiro
www.facebook.com/events/565462463637633

Que coisa mais linda esse projeto. Meu Primeiro Festival está super alinhado com a tendência pós-demográfica que permeia os festivais de música. Totalmente dedicado às crianças, o festival conta com 18 shows e 54 oficinas reunindo orquestras, bandas, blocos de carnaval, trupes circenses e grupos de contação de histórias. Tudo numa área verde de 30 mil metros quadrados. Festival de gente grande pros pequenos. E de graça! <3

Popload Festival
15 de novembro, Memorial América Latina, São Paulo
www.poploadfestival.com

Debbie Harry no Sea Hear Now Festival - Foto: Stitched Sound
Debbie Harry no Sea Hear Now Festival – Foto: Stitched Sound

O Popload, um dos festivais mais indie – e bonito – de São Paulo, traz como de costume um line-up enxuto, mas primoroso. Nesta edição tocam Lorde, Blondie (aeee!), MGMT, Death Cab for Cutie, At The Driven, Mallu Magalhães, Tim Bernardes e Letrux. Já estou me vendo rodopiando na pista das 13 às 22h30.

No Ar Coquetel Molotov
15 a 17 de novembro, Caxanga Golf Club, Recife
coquetelmolotov.com.br

Luedji Luna, um dos destaques do NOARCM 2018. Foto: divulgação
Luedji Luna, um dos destaques do NOARCM 2018. Foto: divulgação

Um dos principais festivais do Recife, o No Ar Coquetel Molotov, faz 15 anos alegrando os indies pernambucanos (nem só eles na real, porque um monte de gente viaja pra lá só por conta do festival, além da gente aqui em São Paulo se dar bem, já que as atrações internacionais acabam esticando na capital paulista). Quem abre a programação é a controversa Azealia Banks num show especial no dia 15 de novembro. Já o festival acontece mesmo no dia 17 com Luedji Luna, Maria Beraldo, Duda Beat, MC Troinha, Connan Mockasin, Djonga, entre outros nomes da cena nacional. O NOARCM tem também uma programação dedicada à rodadas de negócios entre os dias 13 e 16 de novembro.

FASC
15 a 18 de novembro, São Cristóvão, Sergipe
www.saocristovao.se.gov.br

Céu / Foto: divulgação
Céu / Foto: divulgação

FASC – Festival de Artse de São Cristóvão – é o maior evento cultural e artístico de Sergipe. São 4 dias de festa com mais de 100 atrações nacionais e sergipanas. No line-up tem Céu, BaianaSystemm, Chico César, Luedji Luna, Rincon Sapiência, The Baggios, além de contar também com atrações folclóricas, salão literário e palestras. Tudo gratuito!

MECAUrca
17 de novembro, Morro da Urca, Rio de Janeiro
www.facebook.com/events/2055480608097040

Foto do MECAUrca 2017. Divulgação
Foto do MECAUrca 2017. Divulgação

Antes de desembarcar em São Paulo, o MECA faz sua segunda edição na Urca. Por lá tocam Kelela, Dan Shake, Lia Paris, Xaxim, Fernando Schlaepfer, Transpira, Raphael Lima. A festa promete ser bonita.

Festival Favela Sounds
19 a 24 de novembro, área externa do Museu Nacional, Brasília
www.favelasounds.com.br

Baco Exú do Blues. Foto: Divulgação
Baco Exu do Blues. Foto: Divulgação

O Favela Sounds celebra a cultura de periferia e faz sua terceira edição em novembro. O tema Afrofuturismo é urgente, especialmente quando vemos nossa cultura brasileira sendo ameaçada. Na programação tem shows, debates e oficinas. O Favela Sounds é hoje o maior evento dedicado às culturas periféricas no país. Artistas confirmados são Linn da Quebrada, Tati Quebra Barraco, Baco Exu do Blues, Wesli (Haiti/Canadá), Larissa Luz (maravilhosa!), Titica (Angola), Dama do Bling (Moçambique), entre outros. O festival apresenta os mais diversos estilos musicais como o tecnobrega, kuduro, axé, Bahia bass, pagode baiano, rap, funk, hip hop.

MECABrás
19 de novembro, Brás, São Paulo
www.facebook.com/events/2174972489385942

Kelela, a headlinder do MECABrás. Foto: divulgação
Kelela, a headlinder do MECABrás. Foto: divulgação

Se o line-up do MECAMaquiné está bonito, o da edição paulistana no Brás está beleza pura. Tem Kelela, Dan Shake (UK), Jacques (FR), Teto Preto, Trava Línguas com a Badsista e Linn da Quebrada (e o público), Edgar, entre outros. E tá baratinho também como nunca vi antes: R$ 60! E falaram que a locação é inédita e de cair o queixo! Não tem como errar.

Red Bull Music Festival
23 de novembro a 2 de dezembro, São Paulo
www.redbull.com/br-pt/music/event-series/red-bull-music-festival-sao-paulo

Benjamin Sallum que toca na Zona Limiares. Foto: divulgação
Benjamin Sallum que toca na Zona Limiares. Foto: divulgação

Dez dias de festival celebrando a música do passado, presente e futuro e fomenta a cultura urbana. A programação está imperdível! Tem shows da diva Elza Soares com Ilú Obá de Min, Rosa Luza, Rimas & Melodias, Yzalú. Tem festas na Fabriketa, incluindo a Zonas Limiares, que reúne diferentes vertentes e direções da cena eletrônica mundial, celebração do dancehall  toda a cena de soundsystem. Rola também lançamento do documentário da festa BATEKOO e o concerto “Krishnanda: 50 anos” celebrando 50 anos do disco homônimo do percussionista Pedro Santos, com Lúcio Maia (Nação Zumbi), Maurício Fleury, Rodrigo Brandão e BNegão juntos no palco com outros instrumentistas. Tem também 12 horas com a dupla Selvagem na Radio Red Bull. E esse é só o pedaço da programação.

No Ar Coquetel Molotov São Paulo
30 de novembro, Água Branca, São Paulo
www.facebook.com/events/314320579368418

Boogarins - foto: Rodrigo Zan
Boogarins – foto: Rodrigo Zan

A grande novidade do ano é a edição paulista do No Ar Coquetel Molotov. Mais enxuto que a edição original, o festival desce para São Paulo. Confirmados Baco Exu do Blues, Boogarins, Tuyo, Karina Burh, Maria Beraldo, Edgar, Coletividade NÁMÍBIÀ, Alessandra Leão e Isaar.

*Foto destaque: Debbie Harry por Meredith Jenks

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

29 de October, 2018

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.