Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Natura no SXSW

A Natura participou do Festival SXSW, maior evento de economia criativa do mundo, fazendo parte do movimento #BrazilInspiresTheFuture.

Atletas e boêmios: corridas com baladas ao redor do mundo

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

04 de December, 2015

Share

Férias são sinônimo de descanso? Dá para ser atleta e não largar a boemia? Esse guia vai para os globetrotters maratonistas vida loka. Sim, somos atletas, mas queremos também aproveitar as outras delícias da vida. Abaixo, uma listinha de maratonas para conjugar corrida e diversão mundana.

Maratona do Sol da Meia-Noite

verão em tromso

Estreei na distância com essa corrida, em Tromso, Noruega. A cidadezinha fica no círculo Polar Ártico onde, no verão, o sol não se põe durante meses. A largada é às 20h30 de um sábado, no centro da cidade, e a ideia é que à meia-noite a galera esteja correndo sob o sol – rolam óculos escuros e tudo o mais! A largada e a chegada são no centro de Tromso – e no verão, à meia-noite, o centro é uma festa, com os noruegueses bêbados torcendo super empolgados por você. Cruze a linha de chegada, leve uma camiseta seca, pegue a sua medalha e vá direto beber aquavit no pub com os locais. Em 2016, a maratona acontece dia 16 de junho.

Maratona de Berlim

Se você gosta da coisa, TEM QUE correr em Berlim. É uma das seis majors e é a maratona que detém o recorde mundial. Fico emocionada sempre que penso na primeira vez que os corredores cruzaram o portão de Brandenburgo, até então fechado pelo muro que dividia a cidade em duas, poucas semanas depois da reunificação da Alemanha. Berlim é uma cidades mais legais do mundo, e acho que não precisamos mais convencê-lo disso. A 43a edição da Maratona de Berlim acontece dia 16 de setembro de 2016. E sabe o que rola até 3 de outubro na Alemanha? OKTOBERFEST!

Maratona de Nova York

NYC_o

Todos os anos participo do sorteio das vagas e já tive o privilégio de correr essa major duas vezes. A maratona passa pelos cinco distritos da cidade e reúne um milhão de pessoas torcendo nas ruas, com a linha de chegada no Central Park (bônus: ele fica deslumbrante nas cores do outono). Como tudo é superlativo em Nova York, a semana anterior à da maratona tem programação intensa. Depois da corrida, você pode se esbaldar em alguns dos restaurantes e clubs mais finos do mundo. A maratona acontece no primeiro domingo de novembro e desejo a você muita, muita boa sorte no sorteio das vagas.

Maratona de Reykjavik

Islandia

É uma corrida pequena, com dois mil participantes, o que é ótimo para fazer tempo. A largada e a chegada são no centro, de super fácil acesso. A maratona acontece no terceiro sábado de agosto, quando é comemorado o aniversário da cidade, e metade da população do país (literalmente) vai para Reykjavik festejar. Nas ruas, durante o dia inteiro, há shows, performances artísticas, DJs, brincadeiras infantis… A programação é promovida pela prefeitura e também pela população, que abre suas casas e convida os passantes para um chá. Às 23h rola uma queima de fogos e o povo segue para os bares. Quando corri a maratona no ano passado, dei um relax nas piscinas termais, que são outra grande atração da Islândia, e passei o dia inteiro zoando na rua.

Rock n’ Roll Marathon

O circuito acontece em mais de 30 cidades da América do Norte e da Europa, incluindo Las Vegas, Madri e Cidade do México. O diferencial são as bandas e os DJs tocando no percurso, culminando com um grande show na linha de chegada, como OK GO, Marc Almond e Matisyahu. Acesse o site para escolher a sua.

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

04 de December, 2015

Share

Luciana Guilliod

Carioca da Zona Norte, hoje mora na Zona Sul. Já foi da noite, da balada e da vida urbana. Hoje é do dia, da tranquilidade e da natureza. Prefere o slow travel, andar a pé, mala de mão e aluguel de apartamento. Se a comida do destino for boa, já vale a passagem.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.