De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do fim de semana no Rio: 20.10

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

19 de October, 2017

Share

É primavera… te amo, Rio! A programação chega trazendo coisa boa pra fazer logo na quinta-feira, como o show de Julian Casablancas com o grupo The Voidz, projeto queridinho do vocalista dos Strokes. E segue florida, com festinhas como a Sonido Trópico, a Novo Romance e o Baile do Digitaldubs, as apresentações da diva folk Julie Byrne e dos jazzistas Chick Corea & Steve Gadd Band, estreias de teatro (tem versão para os palcos do filme ‘Dançando no escuro’, estrelado pela Björk!), mostras de cinema, festival Multiplicidade, evento no Planetário, nas Casas Casadas (há tempos sem abrir para o público), feiras e outras dicas gastronômicas (como um dos restaurantes de Bela Gil), dicas de comprinhas espertas… Como diria aquele meme, a agenda do finde tá linda, linda, linda, que linda!

Foto destaque:  Julian Casablancas em clique de Moses/Wikimedia

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

19 de October, 2017

Share

Kamille Viola

Kamille Viola é jornalista cultural, apaixonada por música, comida e viagens. Adora mostrar cantos menos conhecidos do Rio para quem vem de fora - e quem é da cidade também. É daquele tipo de gente para quem escrever não é uma escolha: é a única opção.

Ver todos os posts

Comentários

  • Faltou muito La Cumbia. Festa consagrada e do día especial De los Muertos.
    - Larissa Campos

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.