Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do fim de semana em São Paulo: 12.04

Quem escreveu

Tava Passando

Data

11 de April, 2019

Share

Tráfico

Tráfico / Foto: divulgação
Tráfico / Foto: divulgação

O dramaturgo Sergio Blanco é franco-uruguaio, mas mesmo assim é um dos nomes principais do teatro contemporâneo brasileiro, sempre se destacando por seguir a linha da “autoficção”. Depois de ganhar o Prêmio Shell 2019 por seu espetáculo “A Ira de Narciso”, ele volta a São Paulo rapidinho, só nessa semana, no Sesc Vila Mariana. “Tráfico” é um monólogo sobre um jovem garoto de programa da periferia de uma cidade latino-americana que vai aos poucos se envolvendo no mundo dos assassinos contratados. O solo, construído a partir da autoficção (conceito da literatura aplicado à dramaturgia pelo autor), é interpretado pelo ator colombiano Wilderman García Buitrago – que nos apresenta às aventuras, encontros e desentendimentos de seu personagem Alex. Parece incrível!

“Tráfico”. Quinta (11.04) às 21h. Ingressos: a partir de R$ 9.
Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141, Vila Mariana

45º Festival Sesc Melhores Filmes

Sesc Melhores Filmes / Foto: divulgação "Chega de Fiu Fiu"
Sesc Melhores Filmes / Foto: divulgação “Chega de Fiu Fiu”

Finalmente! Depois de um período de votação do público, que escolheu os seus filmes preferidos do ano passado em várias categorias – como melhor filme, documentário, ator, atriz, direção etc – os vencedores são exibidos por 3 semanas no Festival Sesc Melhores Filmes. Na sua 45ª edição, ele já é o festival de cinema mais antigo da cidade! Rolando principalmente no CineSesc (mas também em outras unidades), este ano ele traz 48 filmes: 19 estrangeiros, 20 nacionais, 6 clássicos e 3 CineClubinhos, com ingressos baratinhos, para todo mundo correr atrás de tudo que não viu. Olha quanta pérola: “Pantera Negra”, “Um Lugar Silencioso”, “Me Chame Pelo Seu Nome”, “As Viúvas”, “Hereditário” e os grandes vencedores do Oscar “Roma e “Bohemian Rhapsody”, além dos nacionais super badalados “As Boas Maneiras”, “Chega de Fiu-Fiu”, “O Processo”, “Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava” e “Arábia”, e de filmes antigos e sem defeitos como “Bagdad Café” e “Asas do Desejo”. Sesc, te amamos!

45º Festival Sesc Melhores Filmes. A partir de quarta (10.04) até 01.05, várias sessões. Ingressos: a partir de R$ 3,50.
CineSesc (+ outros SESCs). Rua Augusta, 2075, Cerqueira César

Re[tiros]: Alvos entre fluxos + A Cidade dos Rios Invisíveis

A Cidade dos Rios Invisíveis / Foto: divulgação
A Cidade dos Rios Invisíveis / Foto: divulgação

Nesses dias rolam dois espetáculos itinerantes e interativos, que passeiam pela cidade de São Paulo enquanto discutem dois de seus maiores problemas: a gentrificação/crescimento imobiliário e as enchentes ou como tratamos nossos rios. Em Re[tiros]: Alvos entre fluxos, os atores e atrizes d’A Próxima Companhia, assim como o público, caminham por alguns quarteirões da região de Campos Elíseos/Cracolândia, denunciando a especulação imobiliária e mostrando os seres humanos por trás de uma disputa territorial tensa e, por muitas vezes, violenta. Já A Cidade dos Rios Invisíveis volta em temporada comemorando 100 apresentações, e mostra de um jeito poético e realista as histórias, anseios e vivências de pessoas que atravessam a cidade por meio dos trens da CPTM com destino ao Jardim Romano – usando o trajeto de trem como cenário.

Re[tiros]: Alvos entre fluxos. Quinta (11.04) e sexta (12.04) às 14:30. Gratuito.
Ponto de encontro: sede A Próxima Companhia. Rua Barão de Campinas, 529, Campos Elíseos
A Cidade dos Rios Invisíveis. Sexta (12.04) a domingo (14.04) das 14h às 18h. Até 09.06. Ingressos: pague quanto puder.
Ponto de encontro: Espaço Cultural da CPTM – Estação Brás

Peraí que tem mais

Última semana do festival de documentários, com filmes brasileiros e estrangeiros, curtas e longas, de graça e imperdível!
É Tudo Verdade. Até domingo (14.04), várias sessões. Gratuito.
CCSP. Rua Vergueiro, 1000, Paraíso
IMS Paulista. IMS Paulista. Avenida Paulista, 2424, Consolação
Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, Paraíso
Sesc 24 de Maio. Rua 24 de Maio, 109, República

O CCSP apresenta um ciclo dos principais clássicos do gênero Giri vs Ninjô, que pode ser traduzido aqui como Samurai vs Yakuza.
Samurais Vs Yakuza – Tradições em conflito. Até sábado (13.04), várias sessões. Ingressos: R$ 2.
CCSP. Rua Vergueiro, 1000, Paraíso

Representante argentino no Oscar, o thriller policial é divertidíssimo e conta uma história real.
“O Anjo”. A partir de quinta (11.04) nos cinemas, várias sessões.
Vários cinemas da cidade

Em forma de teatro documentário e musicada, a peça volta a São Paulo depois de circular por Florianópolis e Irlanda, e será publicada em livro, em Londres, em outubro deste ano.
As duas mortes de Roger Casement. Quartas e quintas às 20:30. Ingressos: R$ 40.
Viga Espaço Cênico. Rua Capote Valente, 1323, Sumaré

O espetáculo aborda o universo de um escritor que tenta produzir alguma obra artística, mas há cerca de um ano só consegue escrever cartas.
“Rilke”. Quinta (11.04) a sábado (13.04) às 20:30. Até 11.05. Ingressos: a partir de R$ 7,50.
Sesc Pinheiros. Rua Paes Leme, 195, Pinheiros

Novo espetáculo do Coletivo ERROR 404, inspirado na obra “Psicose: 4.48” de Sarah Kane, que tem o suicídio como assunto principal.
“Pule ou Ocorrência às 4h48”. Quinta (11.04) e sexta (12.04) às 20h. Gratuito.
Oficina Cultural Alfredo Volpi. Rua Américo Salvador Novelli, 416, Itaquera

Últimas apresentações do belíssimo espetáculo que tem coreografias de Ismael Ivo pelo Balé da Cidade de São Paulo, acompanhado pela Orquestra Sinfônica Municipal.
“A Sagração da Primavera“. Quinta (11.04) a sábado (13.04) às 20h, domingo (14.04) às 18h. Ingressos: a partir de R$ 12.
Theatro Municipal de São Paulo. Praça Ramos de Azevedo, s/n, Centro

Uma das sequências mais famosas de todos os tempos está de volta à tela grande, em versão estendida, inédita nos cinemas brasileiros.
Replicante #12: “Aliens O Resgate”. Quinta (11.04) às 21h. Ingressos: a partir de R$ 19,50.
Cinesala. Rua Fradique Coutinho, 361, Pinheiros

Homenagem à clássica série “Além da Imaginação”, com exibição do longa metragem e alguns dos mais célebres episódios.
Além da Telinha – “The Twilight Zone” . Sábado (13.04) das 12h às 15h. Gratuito.
MIS SP. Avenida Europa, 158, Jardim Europa

Dos mesmos autores de “Limpam com Fogo”, o filme conta a história de moradores de uma comunidade de Recife enquanto se planejam para ocupar um prédio abandonado.
Cineclube Salada de Cinema: “Quem Mora Lá”. Sábado (13.04) às 15h. Gratuito.
Matilha Cultural. Rua Rêgo Freitas, 542, República

O clássico dos clássicos da sessão da tarde em versão imperdível, com sonorização ao vivo dos músicos Guilherme Chiappetta, Eduardo Contrera e Anselmo Mancini.
Cinematographo – “E.T. O Extraterrestre”. Domingo (14.04) às 15h. Ingressos: R$ 12 e R$ 6.
MIS SP. Avenida Europa, 158, Jardim Europa

Quem escreveu

Tava Passando

Data

11 de April, 2019

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.