Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Portinha Artois – o restaurante temporário que une gastronomia e cultura

Quem escreveu

Renato Salles

Data

02 de July, 2021

Share

Apresentado por

O Portinha Artois e o ‘Apoie um Restaurante’ são campanhas da Stella Artois para ajudar bares e restaurantes a enfrentar a crise econômica.

Uma das coisas mais tristes que vemos diariamente desde que começou essa pandemia do inferno é o fechamento de bares e restaurantes que não conseguiram segurar as pontas com as portas baixadas ou com público reduzido. Estima-se que só na cidade de São Paulo, quase 3 mil estabelecimentos tenham fechado desde março de 2020. Lugares importantes da cidade infelizmente estão nessa lista: dos novos e hypados Heute e Pavão Bar, até os clássicos Genésio, Mandíbula e Pasv.

A perda de empregos no setor é só a ponta do iceberg. Como bem disse o jornalista Rafael Tonon: ‘Perdemos ainda mais todas as vezes que um deles se fecha para não mais abrir. Não apenas pelas memórias que levam, mas sobretudo pelo que representam como valor cultural de uma cidade, de um país…..’ Em São Paulo, onde a gastronomia e a noite são elementos centrais da cultura da cidade, o que assistimos é a morte lenta de nossa própria identidade.

Diante deste cenário, Stella Artois está desde o começo da pandemia arregaçando as mangas para ajudar. Criado em março de 2020, ‘Apoie Um Restaurante‘ é uma corrente que une os restaurantes, as marcas e a comunidade gastronômica pela sobrevivência destes negócios na tentativa de amenizar os impactos econômicos para o segmento, vendendo vouchers com desconto para que o consumidor utilizar no futuro. A campanha foi um sucesso nas duas ‘temporadas’, e vendeu mais de 32 mil vouchers que podem ser utilizados até o fim do ano e ajudou mais de 4 mil restaurantes em pelo menos 300 cidades do Brasil.

A chef Ieda de Matos - foto: Bruno Favery
Ieda de Matos – foto: Bruno Favery

Outro movimento da Stella Artois para fomentar a gastronomia da cidade é o Portinha Artois, um espaço conceito e restaurante temporário que junta alguns dos melhores chefs da cidade para montar menus especiais para a alma e ainda para criar uma programação de incubadoras para empreendedores do setor alimentício e mentoria para consumidores interessados em se aprofundar no universo gastronômico. 

A cozinha do Portinha Artois está funcionando até o dia 18 de julho sob comando da Ieda de Matos, da Casa de Ieda. Ela trouxe todo seu repertório de vida da Chapada Diamantina, onde nasceu, para montar um cardápio com pratos como caruru, sururu, molho lambão, arubé, ochim-chim, mugunzá e mais, tudo com insumos de pequenos produtores locais e valorizando ingredientes que muita gente nem conhece.

Salão do Portinha Artois - foto: Raphael Criscuolo
Salão do Portinha Artois – foto: Raphael Criscuolo

Todo o cardápio do Portinha Artois é disponibilizado via delivery pelo Rappi, mas também dá para saboreá-lo ao vivo no espaço: a casa tem capacidade para receber até 18 clientes, que entram apenas com reservas feitas online e podem permanecer no espaço por até duas horas; o público é acomodado em três ambientes diferentes, sendo obrigatório o distanciamento social, assim como o uso de máscaras e a higienização constante das mãos. Isso sim são protocolos de segurança!

Além do menu corrente, ainda há alguns menus especiais, como o kit de acarajés com abará com molho de pimenta e salada de tomate verde às terças; o Kit Happy Hour às quintas, sextas e sábados, que leva quatro unidades de godó de banana verde e bolo de arroz vermelho, quatro unidades de bolinho latipá (caruru de folha de mostarda com siri catado) e molho lambão de cambuci fruta e duas unidades de pamonha salgada com cortado de palma, queijo meia cura, jiló defumado e coroado com milho verde tostado, junto com 4 Stellas para acompanhar; e o menu “Da Feira Ao Prato”, um jantar sustentável com os ingredientes da feira vizinha do restaurante, valorizando os pequenos produtores.

A cozinha do Portinha Artois - foto: Raphael Criscuolo

Além do cardápio fixo, o Portinha Artois oferece uma programação especial para os domingos: a cada semana, Ieda recebe um novo convidado para cozinharem uma panelada a quatro mãos, com um menu exclusivo para aquele dia. Já passaram pela programação o chef paraense Saulo Jennings (20/06) e o gaúcho Marcelo Schambeck (27/06); os próximos são o baiano Fabrício Lemos (04/07), a chef indígena sul-mato-grossense Kalymaracaya Nogueira (11/07) e Alex Atala, que fecha a programação com chave de ouro em 18 de julho, último dia de funcionamento do espaço. Esses menus são servidos apenas aos domingos em substituição ao cardápio fixo.

E fechando essa explosão de cultura e culinária, o Portinha Artois também tem a agenda de conteúdos para falar de comida para quem gosta do assunto. Tanto as incubadores quanto as mentorias são online e gratuitas, com capacidade para até 200 participantes por sessão – a dica é acessar www.stellaartois.com.br/portinha e se cadastrar o quanto antes para garantir as vagas.

Cuscuz suado com sururu do Portinha Artois
Cuscuz suado com sururu

É muita coisa ao mesmo tempo, e só tem mais algumas semanas. Se você não quer perder esse festival de delícias, pode começar a se programar já.

Portinha Artois
Rua Mato Grosso, 402 – Higienópolis
Almoço: sábado, das 12h às 16h
Jantar: de terça a sábado, das 17h às 21h
Panelada: domingo, das 12h às 18h
Incubadoras: segunda, das 15h às 18h
Mentorias: quinta, das 16h às 18h

Reservas pelo site oficial

*Imagem de destaque: Raphael Criscuolo

Quem escreveu

Renato Salles

Data

02 de July, 2021

Share

Apresentado por

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.