Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As dicas imperdíveis do 27° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Quem escreveu

Fabio Allves

Data

12 de November, 2019

Share

Apresentado por

Bem-vindos à 27ª edição do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, que acontece de 13 a 20 de novembro, em São Paulo (SP). Serão mais de 110 filmes nacionais e internacionais, atrações de teatro, música, literatura, conferências, realidade virtual (VR), laboratório audiovisual, e o concurso de games da diversidade chamado BIG MIX Jam 4Diversity. E o mais legal, tudo com entrada gratuita.

Marina Lima. Foto: divulgação

Considerado o maior festival de diversidade da América Latina, esse ano o evento vem com o tema “Persistir”. E presta homenagem à cantora Marina Lima, com o prêmio Ícone Mix.

Além disso, o filme de abertura (no dia 13 de novembro), com exibição no Auditório Ibirapuera, será o francês inédito “Retrato de Uma Jovem Em Chamas”. O filme, da diretora Céline Sciamma, venceu a Queer Palm e Melhor Roteiro em Cannes. E claro, selecionamos as dicas imperdíveis do que ver e fazer no Mix:

Panorama Brasil  

A Mostra Competitiva de Longas Nacionais deste ano reúne Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, com temas que vão de afetividades até as lutas da população LGBTQI+

Música Para Morrer de Amor, de Rafael Gomes

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Música para morrer de amor.

O novo filme do mesmo diretor de “Hoje eu quero voltar sozinho“, Rafael Gomes, é baseado na peça Música para cortar os Pulsos. Adaptada para o cinema, acompanha o romance entre três jovens: Isabela (Mayara Constantino), Ricardo (Victor Mendes) e Felipe (Caio Horowicz). O longa foi selecionado para o NEW FEST de Nova York, um dos mais importantes festivais de cinema LGBTQ+ do mundo, e faz sua estreia no Brasil na Mostra Competitiva do 27º Festival Mix Brasil.

EXIBIÇÕES
16 NOV | SÁBADO – 17h @ Cinesesc
19 NOV | TERÇA – 19h @ Cine Olido

Uma Garota Chamada Marina, de Candé Salles

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Uma garota chamada Marina

Documentário sobre a vida e carreira do ícone Marina Lima, traz mais de 40 anos de história, cantando os anseios de várias gerações. Com material vasto, reúne entrevistas, trajetória da artista, escolhas e mudanças, bastidores de shows, referências, parcerias, processo criativo e todos os detalhes de vida da cantora.

EXIBIÇÕES
16 de novembro | Sábado – 19h30 @ Cinesesc
19 de novembro | Terça – 15h @ Cine Olido

Transamazônia, de Renata Taylor, Débora Mcdowell e Bea Morbach

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Transamazonica.

Duas mulheres, duas cidades, uma estrada. Esse documentário narra a vida de Melissa Gabriela e Marcelly Roberts, sobrevivendo em um território onde muitas coisas nunca chegaram, apenas a Rodovia Transamazônica.

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 15H @ Spcine Olido
18 NOV | SEGUNDA-FEIRA – 19H30 @ Cinesesc

Eu, Um Outro, de Silvia Godinho

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Eu um outro

O filme traz três destinos que tem em comum a urgência de uma vida que acaba de começar. Histórias, transição de gênero, vida, sonhos, e o cotidiano dos personagens em Minas Gerais.

EXIBIÇÕES
16 NOV | SÁBADO – 19H @ Spcine Olido
19 NOV | TERÇA – 17H @ Cinesesc

Alice Júnior, de Gil Baroni

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Alice Júnior

Filme exibido na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, traz uma youtuber trans em sua vida no ensino médio, onde tudo pode acontecer.

EXIBIÇÕES
15 de novembro | Sexta – 17h @ Spcine Olido
17 de novembro | Domingo – 19h30 @ Cinesesc

Indianara, de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Indianara

Indianara Siqueira, ativista LGBTI+, lidera um grupo de mulheres transgênero que luta pela sua sobrevivência no Brasil. Ao passar dos anos, sofrendo pelo avanço do totalitarismo e fascismo no Brasil, ela junta forças para um último ato de resistência. Seleção oficial da Palma Queer em Cannes.

EXIBIÇÕES
15 NOV | SEXTA-FEIRA – 15h @ Spcine Olido
19 NOV | TERÇA-FEIRA – 19h30 @ Cinesesc

Sangro, de Thiago Minamisawa, Bruno H. Castro, Guto BR [CURTAS 2]

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Sangro

Uma animação premiada em diversos festivais, segue a história real e confessional de uma pessoa que vive com HIV.

EXIBIÇÕES
15 NOV | SEXTA-FEIRA – 17h @ Museu da Imagem e do Som
17 NOV | DOMINGO – 17h30 @ CCSP – Sala Lima Barreto
19 NOV | TERÇA-FEIRA – 17h30 @ CCSP – Sala Lima Barreto

Marielle e Monica, de Fabio Erdos [CURTAS OUÇA MINHA VOZ]

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Marielle e Mônica

Uma história pessoal de perda, com foco nos desafios que estão à frente dos direitos LGBTQI+ e da política progressista no Brasil.

EXIBIÇÕES
16 NOV | SÁBADO – 17h30 @ CCSP – Sala Lima Barreto
17 NOV | DOMINGO – 17h @ Museu da Imagem e do Som

Além dos longa-metragens, o programa de curtas conta com 42 trabalhos brasileiros, sendo 16 curtas em competição, divididos em temas como “Dystopya Brazil”, “Como É Gostoso Meu Francês”, “Garotas no Front”, “Corpos Ardentes”, “Ouça Minha Voz”, “Caminhos do Afeto”, “Curtas 1, 2, 3 e 4”, além da tradicional sessão “Crescendo com a Diversidade” voltada para o público infantil.

Panorama Internacional

Matthias e Maxime, de Xavier Dolán

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Matthias e Maxime

Dois melhores amigos se vêem em um dilema sobre preferências, irmandade, questões sociais e sexualidade após a dúvida sobre um beijo em um projeto estudantil. Seleção oficial de Cannes.

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 21H30 @ Cinesesc
18 NOV | SEGUNDA-FEIRA – 17H @ Cinesesc

Retrato de Uma Jovem Em Chamas, de Céline Sciamma

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Retrato de uma jovem em chamas

Filme vencedor de Melhor Roteiro e Queer Palm em Cannes (Un Certain Regard), traz a história de Marianne, uma pintora na França de 1770, incumbida de pintar um retrato em segredo da noiva relutante Héloïse.

EXIBIÇÃO:
16 de novembro | SÁBADO – 21h30 @ Cinesesc

O Príncipe, de Sebastián Muñoz

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: O Príncipe

Filme chileno sobre Jaime, um jovem narcisista e solitário de 20 anos, que comete um ato passional e é sentenciado à prisão. Detrás das grades, se torna o Príncipe, e se vê numa relação íntima com um homem mais velho chamado “o Garanhão”. Filme vencedor do Leão Queer em Veneza.

EXIBIÇÕES
15 NOV | SEXTA-FEIRA – 22H @ Itaú Augusta 4
20 NOV | QUARTA-FEIRA – 19H30 @ Cinesesc

E Então Nós Dançamos, de Levan Akin

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: E então nós dançamos

Dois dançarinos da National Georgian Ensemble são rivais na dança, mas acabam tendo mais em comum na vida, nos dilemas, limites, homofobia e desejos ainda não sentidos. Seleção oficial da Quinzena dos Realizadores de Cannes, e o filme indicado da Suécia ao Oscar 2020 na categoria Filme Estrangeiro.

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 22H @ Itaú Augusta 4
16 NOV | SÁBADO – 15H @ Cinesesc

Port Authority, de Danielle Lessovitz

Uma paixão desabrocha em plena comunidade dos balls, dentro da cultura underground LGBTQI+ em Nova Iorque. Paul busca romper alguns preconceitos ao se apaixonar pela beleza e talento de Wye, uma dançarina trans. Fez parte da Seleção Oficial de Cannes 2019 (Un Certain Regard e Queer Palm).

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 17H @ Cinesesc
18 NOV | SEGUNDA-FEIRA – 15H @ Cinesesc

GALORE, de Lazlo Tonk e Dylan Tonk

Lady Galore está enfrentando problemas de saúde, precisará passar por uma cirurgia que trará uma grande transformação. Ao mesmo tempo, levanta questionamentos sobre seu papel na comunidade drag, padrões corporais e fama.

EXIBIÇÕES
15 de novembro | Sexta – 15h30 @ CCSP – Sala Lima Barreto
20 de novembro | Quarta – 20h @ Itaú Augusta 4

Até que o pornô nos separe, de Jorge Pelicano

Uma mãe conservadora de 65 anos descobre que seu filho é um ator pornô gay internacionalmente premiado (Fostter Riviera). Do choque à repulsa, Eulália embarca numa jornada emocional que coloca seus valores, expectativas e percepções à prova. Melhor documentário no Roze Filmdagen.

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 19H @ CCSP – Sala Paulo Emílio
20 NOV | QUARTA-FEIRA – 17H @ Cinesesc

Fim de Século, de Lucio Castro

Dois estranhos se conhecem ao acaso em Barcelona. E através dos anos,  tempo e espaço, mostram questões e desdobramentos sobre relacionamentos no século XXI.

EXIBIÇÕES
14 NOV | QUINTA-FEIRA – 20H @ Itaú Augusta 4
19 NOV | TERÇA-FEIRA – 15H @ Cinesesc

Fabulous, de Audrey Jean-Baptiste

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Fabulous

Lasseindra Ninja é uma dançarina transgênero profissional e reconhecida na cena francesa do vogue, com uma carreira consolidada pelos palcos no mundo. Ao voltar para sua terra natal, a Guiana Francesa, descobre seu impacto no empoderamento de uma comunidade LGBTQI+ em consolidação.

EXIBIÇÕES
15 NOV | SEXTA-FEIRA – 20h @ Itaú Augusta 4
20 NOV | QUARTA-FEIRA – 19h30 @ CCSP – Sala Lima Barreto

Realidade Virtual

Pela primeira vez, uma programação de Realidade Virtual fará parte do Mix Brasil, com as exibições no Foyer do Centro Cultural São Paulo dos filmes “Max (VR)”, de Richard Schut, e “Ela Voa Com Suas Próprias Asas”, de Jesse Ayala.

Teatro

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Programação de teatro / Dramática em cena

No “Dramática em Cena”, os espetáculos “Work in Progress: Orlandx by Virginia Woolf” de Vanessa Bruno; “Manifesto Transpofágico”, do coletivo Vulcão; “40 Anos essa Noite” de Felipe Cabral; Eu Não Sou Harvey”, de Georgette Fadel; e “Sombra”, de Marcelo D’Avilla e Marcelo Denny são os destaques.

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Show do Gongo com Marisa Orth

O Show do Gongo completa 20 anos e, no dia 14 de novembro, após um breve hiato, a fabulosa Marisa Orth retorna triunfante ao comando da atração – que nesta edição contará com uma curadoria especial dos melhores vídeos dos últimos vinte anos: “Gongo All Stars”.

Música

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: Jup do Bairro

O Mix Music também comemora duas décadas trazendo os já tradicionais concursos de novos talentos/drags. Ainda tem shows de Ekena, Rainbow Cities com um grande show de Diego Moraes, Mel, Liniker Barros, e ainda  Jup do Bairro convida Brioni em comemoração ao Dia da Consciência Negra, e encerrando o Festival no Centro Cultural São Paulo.

Games

Pelo segundo ano consecutivo, o BIG MIX Jam 4Diversity traz games sobre a diversidade, em uma competição onde 5 jogos do Brasil e 5 internacionais concorrem pela primeira vez ao Coelho de Prata, com voto popular. Entre 14 a 20 de novembro, o evento no Centro Cultural São Paulo (CCSP) conta ainda com uma mostra de games sobre diversidade, o BIG Diversity, tudo fruto da união do BIG Festival, Abragames, Festival Mix Brasil e o Game4Diversity da Holanda.

Outras atrações do Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade

O Mix Literário, na biblioteca Mário de Andrade, traz 12 mesas com a participação de nomes fundamentais do mercado editorial nacional, autores e editores que estão discutindo o lugar da comunidade LGBTI na produção literária. Entre os destaques estão o sarau Vange Leonel & O Amor Que Ousou Deixar Rastros e a leitura Mário de Andrade Longe do Bairro.  

O público também poderá participar da Conferência Mix Brasil, que colocará em pauta questões referentes a mercado, identidade, saúde e feminismo em 13 mesas, encontros, debates e rodas de conversas, como Mulheres Invisíveis no Cinema, Mídias Sociais & HIV Despatologização da Saúde Trans. 

Além disso, o festival tem o MixLab Spcine, em parceria com a SPCine, trazendo o diálogo e o encontro que visam o intercâmbio de experiências e relações profissionais, com os destaques do festival que serão exibidos no Spcine Play durante 30 dias a partir do início do evento.

A programação completa do 27° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade estará disponível no site www.mixbrasil.org.br.

27° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade
São Paulo – 13 a 20 de novembro de 2018
Entrada gratuita
Locais: CineSesc, Espaço Itaú Augusta, Centro Cultural São Paulo, Spcine Olido, MIS, Centro Cultural da Diversidade, Biblioteca Mário de Andrade e Auditório Ibirapuera.
Verifique com a bilheteria de cada espaço as regras de retirada de ingressos.

* Fotos: Divulgação Mix Brasil 2019
* Foto Destaque: filme Father Figure – Netherlands . 2019 . 25’ . dir. Bibi Fadlalla

Quem escreveu

Fabio Allves

Data

12 de November, 2019

Share

Apresentado por

Fabio Allves

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.