De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

SXSW 2018: 5 filmes imperdíveis para assistir

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

07 de March, 2018

Share

Patrocínio

Se você acompanha esse blog, sabe que estamos de malas prontas para o festival SXSW de 2018, que acontece de 9 a 17 de março em Austin, no Texas. Se sempre damos mais atenção à área de interatividade, futuro, tendências e música, esse ano queremos dedicar um pouco do nosso tempo para os filmes.

O festival de filmes, que acontece paralelamente ao de interatividade e música, é um dos mais importantes do mundo – aliás, a rixa Sundance versus SXSW vem de longa data. Uma das grandes marcas desse ano é a variedade de ofertas de cineastas mulheres. Prova disso é o “Narrative Feature Competition”, que inclui oito de dez filmes dirigidos ou co-dirigidos por mulheres. Temos desde a “SADIE” de Megan Griffiths, até Stacy Cochran com o seu “Write when You Get Work” (“Escreva quando você começar a trabalhar”).

Nas promessas de favoritos esse ano há uma série de títulos que já tiveram estreias em outros eventos, incluindo filmes do Sundance como “Eighth Grade”, “Won’t You Be My Neighbor“, “American Animals“, “On Her Shoulders” e “Damsel”. O SXSW costuma exibir normalmente 14 títulos do Sundance.

Em sua 25ª edição, o festival está lançando uma nova seção de episódios independentes, uma espécie de expansão em sua seção de episódios lançada em 2014. A atitude reforça as ofertas centradas na televisão. Dos títulos já anunciados, poucos são tão intrigantes como “The Last OG”  com Tracy Morgan e Tiffany Haddish.

Dentro desse nobre objetivo de divulgar o melhor para o público, nós selecionamos 5 títulos que você precisa conhecer e que estarão no Festival 2018! Preparado?

1 – A Quiet Place, de John Krasinski
Paramount Films, 2018

O Festival desse ano tem como primeiro título da noite de abertura o thriller “A Quiet Place” (Um Lugar Silencioso). Nesse filme de terror, John Krasinski dirige e atua ao lado de sua esposa, Emily Blunt. A trama se passa em uma fazenda do velho-oeste americano e gira em torno de uma família ameaçada por uma entidade fantasmagórica assustadora. Para garantir suas vidas, eles precisam ficar quietos, pois a entidade se orienta pela percepção do som.

O filme é de 2018, produzido nos EUA pela Paramount Films e o seu trailer promete muito suspense.

Infos: Dia 9 de de março, 18h30 às 20h05. Paramount Theatre.

2 – Blockers, de Kay Cannon
Universal Pictures, 2018

A comédia “Blockers” (Não Vai Dar) é uma aposta divertida do festival. Do mesmo diretor de “Pitch Perfect”, Kay Cannon, a trama fala de três jovens que fazem um pacto de perder a virgindade na noite da festa do tão esperado baile de formatura. Porém, o plano adolescente é descoberto pelos pais das três garotas. Aí que começa a diversão: os pais saem para tentar impedir suas filhas de fazer sexo. O elenco conta com nomes como Leslie Mann, Kathryn Newton e John Cena, que tem se destacado em outras comédias como “Sisters” e “Trainwreck”.

O filme é de 2018, produzido nos EUA pela Universal Pictures  e é comedinha para quando você estiver com a cabeça muito lotada.

Infos: Dia 10 de março, 20 às 21h45. Paramount Theatre.

3 – “Support the Girls”, de Andrew Bujalski (2018)

O diretor texano Andre Bujalski certamente é reconhecido pelos filmes idiossincráticos que produz. Ele, que já estreou filmes com temas sobre xadrez para computador e treinamento pessoal, agora ambienta seu novo filme em um restaurante. Na trama, Lisa Conroy é a gerente do restaurante “Double Whammies”. A personagem é retratada apaixonada pelo lugar, por seus clientes e pelo aspecto superprotetor que tem com sua equipe de funcionárias. Porém, na tentativa de arrecadar dinheiro para ajudar uma de suas funcionárias, o dono do restaurante descobre o seu plano e começa a sabotá-lo de todas as maneiras. Sem dúvida, com a movimentação feminista mundial em que estamos, o título e a trama, vindo de quem vem, despertam no mínimo a curiosidade do público.

O elenco inclui Haley Lu Richardson, Lea DeLaria e James Le Gros. O filme ainda não foi lançado no Brasil.

Infos: exibições nos dias 9, 11, 16 e 17 de março em diversos cinemas.

4 – “The Bill Murray Stories: Life Lessons Learned From a Mythical Man”, de Tommy Avallone (2018)

The Bill Murray Stories: Life Lessons Learned From A Mythical Man (Story Request video) from Double Windsor Films on Vimeo.
Nesse documentário com histórias fantásticas do ator Bill Murray, você vai encontrar uma série de testemunhos de pessoas que vivenciaram na própria pele as aparições disparatas do humorista americano no seu dia a dia. O diretor uniu histórias de pessoas pelo mundo todo, relatando encontros aleatórios de pessoas normais com essa figura inesquecível. Lembra-se quando Bill Murray começou a espontaneamente atender como bartender em uma edição do SXSW?

O filme conta com bastante filmagem do ator e é dirigido por Tommy Avallone (de “Eu sou o Papai Noel”).

Infos: exibições nos dias 10, 12 e 15 em diversos cinemas.

5– “The Last O.G.”, de Jordan Peele (2018)

The Last O.G
The Last O.G.

Nessa série americana, Tray, interpretado por Tracy Morgan, é um ex-golpista que acabou de cumprir seus 15 anos de pena na prisão. Agora que tem sua liberdade, não imaginava que o mundo do qual ele se afastou há mais de uma década tinha mudado tanto: quando volta para o seu bairro, encontra um local gentrificado no Brooklyn e descobre que sua ex-namorada teve dois filhos e se casou com um homem branco bem-sucedido. Nesse cenário, Tray fará de tudo para retomar a vida que tinha antes.

A série marcará o primeiro grande papel no retorno à televisão de Morgan. O ator foi gravemente ferido em um acidente de trânsito. Esse pode ser um divertido retorno à tela pequena – com uma estréia na tela grande – também para Peele, que ficou famoso na comédia “Key and Peele”, e foi indicado na última edição do Oscar com “Get Out”. Ele assina a direção da série de comédia, roteirizada por John Carcieri, e que conta com Ryan Gaul e Marsh Garland no elenco. “The Last OG” começará a ser executado em 3 de abril no TBS.

Infos: Dia 12 de março, das 18 às 19h30. Paramount Theatre.

BONUS – Filmes brasileiros no festival

1 – Nossa Chape, de Jeff Zimbalist e Michael Zimbalist (2018)

Guia Cinema SXSW: Nossa Chape
Guia Cinema SXSW: Nossa Chape

O documentário longa-metragem filmado em território brasileiro é de dois irmãos diretores americanos que acompanharam de perto a superação da tragédia ocorrida após a queda de do vôo LaMia 2933 com a equipe do time Chapecoense em novembro de 2016. Equipe técnica, delegação e atletas estavam no vôo da equipe catarinense que os levaria para Medellin, onde o time jogaria a primeira partida da final da Final da Copa Sul-Americana. 71 pessoas das 77 que embarcaram no vôo morreram, e a tragédia ficou marcada como a maior do esporte brasileiro e também do meio jornalístico.

Não é a primeira vez que os dois irmãos dirigem uma produção sobre o futebol brasileiro. Eles dirigiram o drama biográfico “Pelé: o nascimento de uma lenda”.

O filme “Nossa Chape” é uma co-produção Brasil, Colômbia e Estados Unidos, e terá sua estreia mundial no SXSW Festival integrante da parte “Documentary Spotlight”.

Info: exibições nos dias 10, 11, 14 e 15 de março em diversos cinemas.

2 – TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva, de Paulinho Caruso e Teo Poppovick
Paramount Pictures e Telecine Productions, 2017

Para conferir o trailer, dê play:

A comédia TOC (Transtornada Obsessiva Compulsiva) terá sua estreia com o título “Neurotic Quest for Serenity” e é protagonizada pela aclamada comediante brasileira Tatá Werneck. Na trama, Kika K é uma atriz que faz novelas, campanhas publicitárias e é amada por milhares de fãs. Porém, atrás das câmeras, ela luta contra o seu TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e as consequências que a doença gera em sua vida pessoal e profissional. Para complicar ainda mais, ela precisa lidar com Felipão, um fã obsessivo interpretado por Luis Lobianco, um namorado sedutor e sem noção interpretado por Bruno Gagliasso, e as exigências de sua empresária que marca mil compromissos profissionais e é interpretada pela grandiosa Vera Holtz.

Certamente, é um título que merece atenção e promete muitas gargalhadas!

Info: exibições nos dias 11, 14 e 16 de março em diversos cinemas.

3 – Namoro à Distância, de Carolina Markowicz (2017)

O curta-metragem brasileiro de 2017 é um dos escolhidos pela seleção da 25ª edição do SXSW. O curta de 5 minutos, classificado como comédia e animação, tem uma sinopse bastante inusitada: é uma história breve sobre um cara fissurado em se relacionar sexualmente com ETs.

A obra apresenta um olhar irônico sobre as neuroses da sociedade contemporânea ao mostrar um rapaz que aciona um serviço de disk-sexo com ETs no interior de uma cidade de São Paulo. Dirigido por Carolina Markowicz, tem no seu elenco Matias Singer.

Info: exibições nos dias 9, 12 e 15 de março em diversos cinemas.

Outros títulos do festival

Outside In
Diretora: Lynn Shelton

Unlovable
Diretora: Suzi Yoonessi

A Vigilante
Diretora: Sarah Daggar Nickson

Who We Are Now
Diretora: Matthew Newton

Wild Nights With Emily
Diretora: Madeleine Olnek

WILDLING
Director: Fritz Bohm “You Can Choose Your Family”
Diretora: Miranda Bailey

Documentary Spotlight

Agave: The Spirit of a Nation” (Mexico, United States)
Diretores: Nicholas Kovacic, Matthew Riggieri

Ali & Cavett: The Tale of the Tapes
Diretor: Robert Bader

Alt-Right: Age of Rage
Diretor: Adam Bhala Lough

Brewmaster
Diretor: Douglas Tirola

Daughters of the Sexual Revolution: The Untold Story of the Dallas Cowboys Cheerleaders
Diretora: Dana Adam Shapiro

“The Dawn Wall” (Austria e Estados Unidos)
Diretores: Josh Lowell e Peter Mortimer

From All Corners” (Japan)
Diretor: Ryusuke Okajima

Getting Over
Diretor: Jason Charnick

Operation Odessa
Diretor: Tiller Russell

Take Your Pills
Diretor: Alison Klayman

Time Trial” (Reino Unido)
Diretor: Finlay Pretsell

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

07 de March, 2018

Share

Patrocínio

Vanessa Mathias

Seu exacerbado entusiasmo pela cultura, fauna e flora dos mais diversos locais, renderam no currículo, além de experiências incríveis, MUITAS dicas úteis adquiridas arduamente em visitas a embaixadas, hospitais, delegacias e atendimento em companhias aéreas. Nas horas vagas, estuda e atua com pesquisa de tendências e inovação para instituições e marcas.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.