De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Rapidinhas SP24hrs: 'São Paulo - A capital tropicalista' no CCSP

Quem escreveu

Renato Salles

Data

06 de April, 2018

Share

Já se vão 50 anos desde o fatídico ano de 1968, quando o governo militar baixou o AI-5 e desceu a cortina de ferro sobre a liberdade dos brasileiros. Agora, em pleno 2018, parece surreal que golpe militar seja uma pauta correndo nas bocas das pessoas como se fosse brincadeira. Momento mais que oportuno para reviver o que foi o maior movimento artístico da época, que travou uma guerra silenciosa contra os golpistas. A exposição ‘São Paulo – A capital tropicalista‘ tem abertura hoje, no CCSP.
Com um sistema de vídeo-mapping criado pelo VJ Spetto, e curadoria de Isa Pessoa, a exposição pretende reproduzir uma experiência tropicalista – canções que se constituem num desenrolar de imagens, nascidas da justaposição de objetos e desejos. Um vídeo de 12 minutos une a preciosa trilha sonora do período, e é projetado simultaneamente em 13 anteparos, com cerca de três metros de altura cada um – criando cenários distintos, de realidade e sonho, em que o visitante poderá circular entre imagens de época, as espaçonaves e guerrilhas do final dos anos 1960, até filmes e fotos dos artistas em grandes performances. Se os tropicalistas queriam usar toda a tecnologia então disponível nos seus arranjos, montagens e instrumentos elétricos, a exposição pretende apresentar o que existe de mais avançado hoje, nas técnicas conhecidas como “projecionismo”.

a capital tropicalista
Imagem: United VJs

A exposição abre às 19h, mas antes disso, às 18h, vai rolar uma palestra do historiador Cacá Machado a respeito do disco Panis et Circenses. Depois da exposição, o diretor do CCSP, Cadão Volpato, conversa com o músico e compositor tropicalista Tom Zé sobre a explosão criativa detonada na São Paulo de 1968, ecoando até nossos dias.
São Paulo – A capital tropicalista
Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso
De terça a sexta, das 10h às 20h. Sábados, das 11h às 18h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Até 6 de maio
Grátis
*Foto do destaque: Na passeata dos cem mil – do filme “Tropicalia”

Quem escreveu

Renato Salles

Data

06 de April, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.