De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos em São Paulo para driblar a crise.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

No Extásia, a comida de Miyamura transita entre o frescor e a potência

Quem escreveu

Leandra Lima

Data

19 de March, 2018

Share

Ora frescor, ora potência. É entre essa dualidade que a comida do novo Extásia se contrasta e se complementa. O restaurante comandado pelo chef Flávio Miyamura, ex-Miya, fechado no fim do ano passado, fica no andar de cima da loja da Grand Cru na Vila Nova Conceição, e serve pratos variados de concepção contemporânea, muitos dos quais recebem influência asiática, marca muito forte de Miyamura. Não à toa, no nome do lugar é uma junção dos termos “êxtase” mais “ásia”.

Varanda do Extásia. Foto: Divulgação
Varanda do Extásia. Foto: Divulgação

O restaurante inaugurado em janeiro conta com dois ambientes. O primeiro, um salão fechado de mobiliário discreto onde se tem à vista a cozinha aberta. Do lado externo, uma varanda climatizada super gostosa. A presença do chef Miyamura por entre os espaços é constante. O motivo é o melhor possível: com um grande sorriso no rosto, ele faz questão de ir de mesa em mesa se apresentar e ouvir as impressões dos clientes.
Ostra com molho ponzu. Foto: Leandra Lima
Ostra com molho ponzu. Foto: Leandra Lima

Se for o desejo do comensal pedir um prato principal, com uma refeição bem servida, ele será atendido. O cardápio do Extásia conta com várias opções, separadas entre arrozes e massas, peixes e frutos do mar, carnes e aves. Mas a parte mais divertida de sua proposta são o raw bar — entradinhas preparadas com ingredientes crus — e as porções para compartilhar. Comecei com uma ostra fresquíssima servida com molho ponzu (R$ 29, seis unidades).
Tostada de milho com atum marinado, maionese de wasabi e salada de algas. Foto: Leandra Lima
Tostada de milho com atum marinado, maionese de wasabi e salada de algas. Foto: Leandra Lima

A tostada de milho com atum marinado, maionese de wasabi e salada de algas (R$ 48, quatro unidades) o Flávio resgatou do extinto Miya, e hoje é o xodó dos frequentadores da nova empreitada. Merecidamente. Todos os componentes do bocado parecem estar ali para valorizar todo o sabor do peixe nobre.
Pad thai. Foto: Leandra Lima
Pad thai. Foto: Leandra Lima

No dia em que eu almocei no restaurante, o chef me mandou porções reduzidas, que fazem parte do menu degustação (sete tempos a R$ 185). Então tenham em mente que os preços que eu divulgo aqui são das porções inteiras.
Depois das entradas, veio o primeiro prato: um pad thai — a massa mais famosa da culinária tailandesa — muito perfumado e com os frutos do mar cozidos à excelência (R$ 45).
Arroz com kimchi, pato e embutido. Foto: Leandra Lima
Arroz com kimchi, pato e embutido. Foto: Leandra Lima

Saí da tradição tailandesa e segui para um arroz delicioso cujas influências transitam entre a Espanha e a Coreia do Sul. Bastante caramelado, marca dos arrozes ibéricos, os grãos são preparados com pato e embutidos, e são temperados com kimchi — um fermentado coreano que confere potência e picância — e um toque de aióli.
Barriga de porco com mel e especiarias, gochujang e arroz de jasmin. Foto: Leandra Lima
Barriga de porco com mel e especiarias, gochujang e arroz de jasmin. Foto: Leandra Lima

Em seguida, fui servida de uma deliciosa barriga de porco (R$ 54). Preparada com mel, especiarias, gochujang — um condimento coreano feito de pasta fermentada de pimenta malagueta, arroz, soja e sal –, a carne chega macia-quase-desmanchando e repleta de sabor. Para acompanhar, um perfumado arroz de jasmin, cujo leve adocicado natural equilibra o punch do porco.
Bolo de chocolate. Foto: Leandra Lima
Bolo de chocolate. Foto: Leandra Lima

Miyamura finalizou meu almoço com o bolo de chocolate da casa (R$ 19). Se fosse servido só a massa fofa com recheio levíssimo já estaria super satisfeita. Mas, não bastasse, a sobremesa ainda veio acompanhada de um creme inglês de cardamomo de fazer você raspar o prato com a colher até não sobrar nada.
Vale lembrar que o Extásia está dentro da loja da Grand Cru, com uma extensa opção de vinhos, que podem ser oferecidos em taças ou a garrafa inteira, com preços de venda direto da importadora.
 
Extásia
Rua Diogo Jacome, 361 – Vila Nova Conceição.
Terça a sexta, almoço das 12h às 15h/ Terça e quarta, jantar das 19h às 23h/ Quinta e sexta, jantar das 19 às 24h/ Sábado almoço 12h às 15h30 e jantar das 19h às 24h / Domingo e feriados, das 12h às 16h30.

Quem escreveu

Leandra Lima

Data

19 de March, 2018

Share

Leandra Lima

Leandra Lima é jornalista com passagem pelo jornal O Globo e por algumas revistas de gastronomia. De uns tempos para cá, produz conteúdo para marcas e presta serviço de marketing digital para empresas. Para ela, que já morou em três cidades (Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo), conhecer diferentes culturas é a maneira mais legal de se levar a vida.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.